quinta-feira, 5 de maio de 2011

Martins dos Santos constituído arguido por tráfico de influência

O ex-árbitro Martins dos Santos, detido ontem por tráfico de influência, foi constituído arguido e vai aguardar julgamento sujeito à medida de coacção mínima, ou seja, o Termo de Identidade e Residência.


O agora arguido foi ouvido esta quarta-feira no tribunal de Gondomar, no âmbito da detenção efectuada pela Polícia Judiciária (PJ).

Fontes ligadas ao processo explicaram que Martins dos Santos terá pedido 5.000 Euros ao clube de futebol São Pedro da Cova, dos distritais do Porto, para intermediar junto de um árbitro, a fim de evitar a descida de divisão deste clube.

O São Pedro da Cova, depois do alegado pedido de Martins dos Santos, terá denunciado o caso à PJ. O clube terá entregado ao ex-árbitro 1.500 Euros em notas marcadas, depois interceptadas pela PJ durante a detenção efectuada ontem.

À saída do Tribunal de Gondomar, Carlos Duarte, advogado do antigo juiz, confirmou a constituição de arguido do cliente, reforçando a inocência do mesmo quanto ao caso.

"Confirmo que o meu constituinte veio aqui a tribunal, indiciado por alguns factos, foi ouvido pelo Ministério Público e saiu daqui com Termo de Identidade e Residência. Neste momento, é o único arguido", esclareceu o causídico.

O antigo árbitro, recorde-se, foi condenado a pena suspensa no âmbito do processo Apito Dourado, a propósito de um jogo de futebol entre o Marítimo e o Nacional. A juíza aplicou-lhe, na altura, uma pena de prisão de 20 meses, suspensa pelo mesmo período.

Fonte: RR

Sem comentários: