quinta-feira, 16 de Outubro de 2014

Platini quer introduzir "cartão branco" e cinco substituições

O presidente da UEFA, Michel Platini, defende que as equipas de futebol possam fazer duas substituições além das três já permitidas em cada jogo, e também a criação de um "cartão branco" que suspenda um jogador por dez minutos.
Platini, antigo internacional francês, fez estas sugestões num livro - "Parlons Football" (ou "Falemos de Futebol", em português) - publicado hoje.
O presidente da entidade que gere o futebol na Europa quer que as equipas "possam fazer duas substituições ao intervalo, mas mantendo sempre a possibilidade de três [outras] substituições no decorrer do jogo".
"O jogo assim não sofreria a desvantagem das interrupções, mas apenas modificações. [...] As equipas têm plantéis numerosos que convêm ter isso em consideração", sublinhou.
Por outro lado, para lutar "contra a atual mania de contestar as decisões do árbitro", que está a tornar-se "uma verdadeira epidemia", Platini propõe "a criação de um cartão branco", para assinalar uma expulsão temporária de dez minutos no banco".
"Não confundir isto de maneira nenhuma com o cartão amarelo, que se destina às faltas durante o jogo", salientou Michel Platini.
No que toca ao papel dos árbitros, o presidente da UEFA quer que os dois "juízes" colocados por nas linhas de fundo possam entrar em campo, caso seja necessário. Platini também quer abolir o limite de idade dos árbitros.
Mais complexo é o conceito de evitar "a tripla penalização" - penálti, expulsão e posterior suspensão - para um jogador que cometa uma falta dentro da área quando já é o último defesa.
O presidente da UEFA considera que quando o último defensor comete uma falta, deve haver tratamento disciplinar distinto consoante a falta é dentro ou fora da área. Ou seja, dentro da área deve haver lugar a penálti e amostragem de cartão amarelo; no caso de a falta ser fora da área, então deve ser marcado livre direto e o jogador faltoso deve ser expulso.
Platini também gostaria de modificar o International Board, o órgão que regula as leis do jogo do futebol, e aceita ou rejeita eventuais alterações.
O responsável da UEFA diz que a composição do Board deve passar a incluir "antigos jogadores e técnicos de renome, sob a forma de uma Academia, com direito a quatro votos. Os membros atuais - oito representantes das associações de futebol britânicas - manter-se-iam como até aqui.
Fonte: Sapo

LPFP: Árbitros só receberam 75%...

Está a ser cada vez mais notória a incapacidade da Liga de Clubes para pagar o funcionamento da arbitragem, que só em prémios de jogo da 1.ª Liga gasta cerca de 150 mil euros por mês, sem contar com os salários de 2.500 euros por cada um dos sete árbitros do projeto profissional.

Relativamente ao mês de setembro, os árbitros do quadro profissional apenas receberam 75% dos prémios de jogo a que tinham direito, ficando a promessa de que o restante será cumprido “quando possível”. Esta é uma situação que se poderá agravar pois, como se sabe, a Liga está de novo em processo eleitoral.

Recorde-se que Mário Figueiredo fez um grande esforço desde o início da época no sentido de manter em dia o pagamento aos árbitros, cumpridos logo que os clubes pagaram as inscrições de jogadores.


Fonte: Record

terça-feira, 14 de Outubro de 2014

Jorge Sousa apita Porto - Sporting da Taça de Portugal


O encontro que marca a 3ª. eliminatória da Taça de Portugal, a partida entre dois grandes FC Porto-Sporting, vai ser dirigida pelo árbitro Jorge Sousa. A nomeação foi avançada ao final da manhã pela RTP Informação.

O jogo está marcado para dia 18 deste mês (sábado) no Estádio do Dragão e ditará o afastamento de um grande da competição.

Jorge Sousa, árbitro da AF Porto, mereceu a confiança do Conselho de Arbitragem da Federação Portuguesa de Futebol (FPF) para apitar o jogo principal da 3.ª eliminatória, apesar de ainda só ter arbitrado um jogo esta época.

Refira-se que, o melhor juiz do ano de 2012 esteve impedido de apitar por ter chumbado nos testes escritos no início da temparada. Após repetição do teste, a que passou, na semana passada dirigiu o Leixões - Académico de Viseu.

Fonte: Notícias ao Minuto

segunda-feira, 13 de Outubro de 2014

Chipre: associação dos árbitros atingida por bomba


Uma bomba explodiu na sede da associação de árbitros de Chipre, nesta segunda-feira.
De acordo com a polícia cipriota, a bomba rebentou por volta das 3h30 da manhã e causou danos materiais no edifício.

É o segundo ataque à classe no espaço de um mês, depois de uma outra ter atingido a casa de um árbitro assistente, em Limassol. Refira-se que já no início do ano, o mesmo método foi usado para causar danos no veículo de um árbitro internacional do Chipre.

Fonte: Mais Futebol

domingo, 12 de Outubro de 2014

Árbitro alemão no Dinamarca-Portugal

O árbitro internacional Felix Brych alemão vai apitar o encontro entre as seleções da Dinamarca e de Portugal, na próxima terça-feira, em Copenhaga.

Brych, de 39 anos, apitou a final da Liga Eurpa 2013/2014, entre o Benfica e o Sevilha, vai chefiar uma equipa de arbitragem integralmente germânica e será coadjuvado por Mark Borsch, Stefan Lupp (árbitros assistentes), Rafael Foltyn (quarto árbitro), Bastian Dankert e Marco Fritz (árbitros assistentes adicionais).
Recorde-se que o Dinamarca-Portugal vai lugar na próxima terça-feira, 14 de outubro, no estádio Parken (Copenhaga), pelas 19h45 (hora de Lisboa). 

Fonte: RTP

sábado, 11 de Outubro de 2014

Olegário Benquerença no Noruega - Bulgária


Olegário Benquerença foi nomeado pela UEFA para dirigir no dia 13 de Outubro a partida entre Noruega e Bulgária a contar para o apuramento do Euro 2016.

Olegário Benquerença terá como Árbitros Assistentes Ricardo Santos e Nuno Pereira, como Árbitros Assistentes Adicionais Artur Soares Dias e Carlos Xistra e como 4º Árbitro Nélson Moniz.

VII Fórum de Arbitragem realizou-se este fim-de-semana na Ericeira


A Ericeira recebeu, este sábado, a VII edição do Fórum de Arbitragem, um evento da responsabilidade pelo Conselho de Arbitragem da Federação Portuguesa de Futebol, cumprindo o objetivo de estimular uma política de proximidade às Associações Distritais e Regionais. 

Este fórum, que foi organizado em conjunto entre o CA da FPF, o CA da AF Lisboa e a Câmara Municipal da Ericeira, teve cinco finalidades principais, a saber:

- Conhecer o trabalho desenvolvido pelo CA da AF Lisboa
- Avaliar o processo dos cursos de formação inicial de nível 1
- Clarificar e otimizar o processo de tutoria
- Discutir o Plano Nacional de Recrutamento e Retenção e os próximos passos
- Conhecer a evolução do PINAT e projetar o seu desenvolvimento
Esta ação destinou-se aos presidentes dos Conselhos de Arbitragem das Associações Distritais e Regionais (ADR's), e contou com representação da APAF, da Associação Nacional de Treinadores e Futebol e do Sindicato de Jogadores Profissionais de Futebol.
Destaque, ainda, para as presenças de Rui Manhoso, vice-presidente da FPF para o futebol não-profissional, e de Vítor Pereira, presidente do Conselho de Arbitragem da FPF.
Fonte: FPF

Seminário "A Ciência da Arbitragem em Portugal"


Um debate de ideias profícuo. O seminário "A Ciência da Arbitragem em Portugal" não foi apenas um conjunto de apresentações sobre as conclusões dos estudos que constituem de um livro elaborado por gente apaixonada por arbitragem. A iniciativa levada a cabo pelo Conselho de Arbitragem da Federação Portuguesa de Futebol foi, antes de tudo, um debate de ideias sobre os caminhos de um importante setor do desporto, tendo como base um passado recheado de espisódios históricos.
Os palestrantes versaram sobre vários dos temas mais atuais da arbitragem como a tomada de decisão, o treino, a eficácia nas decisões durante um jogo e as lesões que podem surgir nas carreira dos juízes , mas tendo sempre como pano de fundo a forma com a investigação científica podem continuar a proporcionar resultados de excelência nos campos de futebol, futsal e futebol de praia.
Vítor Pereira, presidente do Conselho de Arbitragem da FPF, faz o balanço positivo do evento: "Tivemos a participação de todos os investigadores, estivemos em presença de mais de 10 estabelecimentos de ensino superior. Aproveitámos o Ano do Centenário para dedicar este livro, em jeito de prenda de aniversário à Federação Portuguesa de Futebol. Penso que é uma oferta bonita daqueles que ao longo de todos estes anos se têm dedicado à arbitragem e à sua investigação."
O líder do CA da FPF não tem dúvidas que a relação entre o meio académico e a arbitragem veio para ficar: "A perfeição é cada vez mais um pressuposto exigido à arbitragem. Temos estudos que nos dizem que os árbitros têm 99,5% de eficácia nas suas decisões. Praticamente, nenhuma outra atividade tem uma margem de acerto tão grande. O nosso papel é contribuir para que os árbitros sejam ainda mais conhecedores do setor e que estejam  mais preparados para poderem exercer esta atividade com brilhantismo, sendo certo que a FPF tem nestes seus cem anos, pergaminhos que não pode ignorar. As seleções estão muito bem posicionadas nos mais diversos rankings e a arbitragem também tem o objetivo de acompanhar o futebol, o futsal e o futebol de praia no sentido de estar representada em todas as grandes competições. Estamos empenhados em continuar a proporcionar aos árbitros desempenhos de sucesso."
Vítor Pereira afirmou, na sessão de encerramento deste seminário, que "a arbitragem pode ser um ato de felicidade" e pormenorizou esta convicção ao fpf.pt: "Os árbitros estão nesta atividade por paixão. Eles dedicam-se à arbitragem em detrimento da sua vida pessoal, da sua vida familiar, da sua vida profissional...põem de lado quase todas as outras atividades, dando prioridade à arbitragem. É assim com os árbitros que chegam ao topo. Eles são felizes, gostam de arbitrar e esse é, porventura,o fator motivacional mais importante (...) É uma atividade marcadamente emotiva."

Fonte: FPF

sexta-feira, 10 de Outubro de 2014

Vídeo: Isto tudo por ter ter recebido um cartão amarelo!!...

Aconteceu na segunda liga da Bósnia. O guarda-redes Romeo Mitrovic, do Branitelj, reagiu assim quando o árbitro lhe mostrou um cartão amarelo, no jogo com o Buducnost. Agrediu violentamente o árbitro e, não satisfeito, insistiu em persegui-lo. 
Resta dizer que Mitrovic é antigo internacional bósnio.



Fonte: Mais Futebol

quarta-feira, 8 de Outubro de 2014

Polaco Marciniak Szymon arbitra Portugal - França

O árbitro polaco de 33 anos vai dirigir o particular entre França e Portugal, agendado para sábado e que marca a estreia da dupla Fernando Santos/Ilídio Vale.

O polaco Marciniak Szymon vai arbitrar o jogo particular entre Portugal e a França, no sábado, anunciou a Federação Portuguesa de Futebol.
Szymon, de 33 anos e internacional desde 2011, vai voltar a dirigir um encontro da equipa das "quinas", depois de ter arbitrado a vitória caseira frente ao Azerbaijão, por 3-0, de qualificação para o Mundial 2014.
O polaco, natural de Plock, ajuizou também a receção do Benfica ao PAOK, dos 16 avos de final da Liga Europa de 2013/14, que os "encarnados" venceram por 3-0, e a derrota do Sporting na visita aos belgas do Genk, por 2-1, na fase de grupos da edição de 2012/13 da segunda competição continental de clubes.
A seleção portuguesa vai defrontar a França, em Saint-Denis, num particular que marca a estreia de Fernando Santos como selecionador luso, três dias antes de jogar com a Dinamarca, em Copenhaga, no segundo jogo do Grupo I.

Fonte: DN Desporto

Apuramento Euro 2016: Pedro Proença no Alemanha - Polónia


Pedro Proença será o responsável por arbitrar o confronto entre Polónia e Alemanha do grupo D da fase de qualificação para o Euro 2016. O árbitro lisboeta foi nomeado pela UEFA para um importante jogo para ambas as seleções, a decorrer no Estádio Nacional de Varsóvia. 

Recorde-se que ambas as equipas triunfaram na primeira ronda desta fase de qualificação. Enquanto que a Polónia bateu facilmente a seleção de Gibraltar, por 0-7, num jogo disputado no Estádio Algarve, a Mannschaft bateu a seleção da Escócia, por uns apertados 2-1, num jogo disputado em Dortmund.


Fonte: Mais Futebol

segunda-feira, 6 de Outubro de 2014

Sandra Bastos em jogo da Champions League Feminina

A Árbitra Internacional Portuguesa Sandra Bastos foi nomeada pela UEFA para arbitrar uma partida referente aos dezasseis avos de final da Liga dos Campeões Feminina.

Sandra Bastos vai viajar até à Polónia para dirigir, no dia 08 de Outubro, a partida entre a equipa do Medyk Konin e a equipa Escocesa do Glasgow City e terá como Árbitras Assistentes as também Portuguesas Maria João Freire e Ana Paula Teixeira, enquanto a 4º Árbitro será a Polaca Olga Pietrzykowska.

Para as partidas do Ouriense frente às Alemãs do Fortuna a UEFA nomeou uma Eslovaca, Zuzana Kovacova, para o jogo a realizar no dia 8 de Outubro no Estádio Municipal de Fátima. Já para a partida da 2ª mão a realizar no dia 15 de Outubro a UEFA nomeou a Checa Olga Zadinova.

Fonte: Arbitragem de Futebol / UEFA

Apuramento Euro 2016: Jorge Sousa dirige Moldávia - Áustria


A UEFA nomeou o Português Jorge Sousa para arbitrar uma partida referente à fase de Apuramento para o EURO 2016.

Jorge Sousa, vai, assim dirigir a partida entre as selecções da Moldávia e da Áustria no próximo dia  9 de Outubro. O Internacional Português terá como Árbitro Assistentes Ricardo Santos e Álvaro Mesquita, como Árbitros Assistentes Adicionais Marco Ferreira e Carlos Xistra e como 4º Árbitro António Godinho.

Fonte: UEFA / Blog Arbitragem de Futebol

sexta-feira, 3 de Outubro de 2014

Vídeo: Jorge Sousa no polémico lance da jornada da Liga Europa

Árbitro português alvo de críticas por parte do Standard Liège. Tudo começa, imagine-se, com um lançamento lateral.

O jogo entre Feyenoord e Standard Liège ficou marcado pela polémica e com um árbitro português em cena: Jorge Sousa. Tudo aconteceu quando um, aparentemente, inofensivo lançamento lateral acabou com a bola no fundo da baliza belga. A equipa de Liège assegura que ninguém tocou no esférico e que, por isso, o lance tinha de ser invalidado. Jorge Sousa, todavia, considerou que Van Beek tocou na bola e validou o golo, o primeiro dos holandeses no triunfo por 2-1.




Fonte: O Jogo

Vídeo: Fair Play é isto!!

Panagiotis Karachalios é jogador do Nea Ionia e fez isto, coisa rara, num jogo frente ao Ilisiakos, do terceiro escalão do futebol grego. 

Com tudo para fazer golo, Karachalios decidiu chutar para fora, quando viu que o guarda-redes adversário estava em dificuldades físicas, depois de chocar com um jogador do Ionia. Chama-se fair play. 




Fonte: Mais Futebol