sexta-feira, 21 de outubro de 2011

APAF anuncia candidatura ao Conselho de Arbitragem da FPF


A Associação Portuguesa de Árbitros de Futebol (APAF) anunciou nesta quinta-feira, em comunicado, a apresentação de uma lista concorrente ao Conselho de Arbitragem (CA) da Federação Portuguesa de Futebol (FPF), cujas eleições estão marcadas para 10 de Dezembro.

“A Direcção da APAF (...) irá desenvolver os procedimentos necessários no sentido de constituir uma lista para o Conselho de Arbitragem (...), completamente autónoma e independente face às restantes candidaturas”, pode ler-se na nota distribuída hoje.

No mesmo documento, a APAF dá conta do fracasso da tentativa de entendimento com Vítor Pereira, candidato já assumido ao referido conselho e actual presidente da Comissão de Arbitragem da Liga de Clubes.

“Após alguns contactos realizados, constatámos que não foi possível, por parte de Vítor Pereira, encontrar um entendimento quanto à questão da autonomia e independência do órgão a constituir, face a todas as candidaturas existentes para as referidas eleições”, refere o comunicado.

Nesta terça-feira, Carlos Marta, que encabeça uma candidatura à Direcção da Federação, anunciou o seu apoio pessoal à lista que viesse a ser apresentada pela APAF.

A Assembleia Geral da FPF vai reunir-se em Assembleia Extraordinária, no dia 10 de Dezembro, para eleger os novos órgãos sociais federativos, para os mandatos de 2012 a 2015.

Além de Carlos Marta, também Fernando Gomes, actual presidente da Liga de clubes, e Fernando Sequeira manifestaram intenção de se candidatar.

As listas candidatas deverão ser apresentadas até às 16h do próximo dia 27, sob pena de não serem admitidas a sufrágio.

Os novos estatutos da FPF permitem a apresentação de listas isolados para o Conselho de Arbitragem, além de o método eleitoral também ser diferente. Enquanto nas eleições para a direcção vencerá a lista que obtiver mais votos, na contagem de votos para o CA será aplicado o método de Hondt, sendo, assim, possível que sejam eleitos elementos de diferentes listas.

Fonte: Público

Sem comentários: