quarta-feira, 23 de novembro de 2011

Após tentativa de suicídio, alemães pedem fim de eleição de pior árbitro


O chefe da comissão de arbitragem da Federação Alemã de Futebol, Herbert Fandel, pediu que seja abolida a eleição da revista "Kicker" do pior árbitro da temporada. Isso aconteceu logo depois da tentativa de suicídio do juiz Barak Rafati, que causou comoção durante a última rodada do Campeonato Alemão.Rafati teve a duvidosa honra de ser eleito em três ocasiões como pior árbitro da elite do futebol local.
"Essa eleição é humilhante, e é preciso encerrá-la imediatamente. Os árbitros são execrados em praça pública e há um atentado contra sua personalidade", disse Fandel, em entrevista publicada nesta terça-feora pelo jornal "Bild".
"Também fui eleito uma vez e sei as consequências que isso tem", acrescentou o ex-árbitro Fifa. Fandel se queixa em geral do tratamento que costuma ser dado pela opinião pública aos árbitros, algo que, segundo ele, considera que piorou nos últimos anos.
"Nos últimos anos, as decisões da arbitragem está sendo colocada no centro da atenção midiática, e muitas situações que não são claras são apontadas como falhas dos árbitros. A isso se soma o comportamento desrespeitoso de alguns treinadores, funcionários e jogadores. Se eles, após um jogo, se apresentam frente às câmeras cheios de ira e começam a atacar os árbitros, isso tem uma influência nefasta", considerou.
As razões da tentativa de suicídio de Rafati ainda são desconhecidas. A Polícia disse que há indícios que foram "motivos particulares", mas o fato de que tenha tentado se suicidar justamente em um dia no qual tinha que apitar uma partida - entre Colônia e Mainz 05 - faz com que muitos tenham tomado o ato como uma espécie de mensagem.
Fonte: Terra Brasil
Nota: texto escrito em português do Brasil

Sem comentários: