terça-feira, 15 de novembro de 2011

Árbitro agredido pelo próprio assistente

Um jovem árbitro de 20 anos foi agredido pelo seu próprio assistente durante o jogo entre as equipas de sub-17 do Tourrette-Levens e o Montet Bornala, da região de Nice, em França. 

À falta de «bandeirinhas», um dirigente de cada uma das equipas foi escolhido para desempenhar a função, mas o responsável pelo Montet Bornala não gostou de ver dois jogadores da sua equipa expulsos. Pegou na bandeirola de campo e atingiu o seu «chefe de equipa» no rosto!

«Houve uma grande confusão em torno do árbitro. Estava muita a gente a praguejar, ele foi insultado, primeiro, e depois o assistente pegou no pau que servia de bandeirola de canto e atirou-o contra a cara dele», lamentou um dirigente da outra equipa, o Tourrette-Levens, que vencia por 4-3. 

Os ferimentos não foram graves, mas o jovem árbitro ficou em «estado de choque», explica um dos responsáveis pelo futebol naquela região francesa, Claude Colombe. «Fomos visitá-lo ao hospital e nem nos reconheceu», explica. 

O presidente do Montet-Bornala, Gérard Pignon, mostrou-se incomodado com o sucedido. «Estou mais incomodado do que podem pensar», assegurou. 

Este não é um caso inédito no futebol de Nice. A 30 de Outubro, um árbitro de um duelo entre as equipas de veteranos do Cap-dAil e do Saint-Jean-Beaulieu, foi perseguido até se conseguir refugiar nos balneários de um clube de ténis nas proximidades. 


Fonte: Mais Futebol

Sem comentários: