sexta-feira, 3 de fevereiro de 2012

Curso de arbitragem UEFA termina com mensagem importante

O curso de arbitragem da UEFA terminou em Antalya com o reiterar de várias mensagens importantes aos principais árbitros europeus, a prepararem-se para o muito trabalho que aí vem.



A UEFA reforçou uma série de mensagens fulcrais aos seus árbitros de topo, a prepararem-se para o muito trabalho que aí vem com as fases a eliminar da UEFA Champions League e da UEFA Europa League.

No final dos cursos que decorreram esta semana em Antalya, na Turquia, foi pedido aos árbitros para protegerem os jogadores, defenderem a imagem do futebol, agirem de forma apropriada enquanto embaixadores da UEFA e reportarem de imediato à UEFA qualquer tentativa de corrupção ou de viciação de resultados de que sejam testemunhas – ou mesmo de que sejam alvo.

Para além disso, os juízes foram ainda lembrados, por parte de um dos directores da arbitragem da UEFA, Hugh Dallas, das directrizes veiculadas pela UEFA no arranque da temporada. Não deve haver contemplações perante situações de amontoados de jogadores ou em que estes pressionem os árbitros, bem como perante quaisquer entradas violentas ou comportamentos pouco profissionais.

"É importante proteger os jogadores – eles querem sentir-se seguros dentro do terreno de jogo", salientou Dallas. "Vocês são uma espécie de polícia dentro de campo e têm o dever de garantir que os encontros decorrem de acordo com as Leis de Jogo. Tentem, também, agir de forma preventiva – não esperem que algo aconteça para actuarem, procurem tentar evitar que aconteça."

Foi feito ainda um apelo aos árbitros para que ajam contra jogadores que exageram no contacto físico para colocar um adversário em dificuldades. "Estejam atentos, avisem os jogadores", lembrou Dallas. "Façam com que eles percebam que vocês sabem o que eles estão a fazer." Igual atenção deve ser dada às simulações. "Se os jogadores simulam", destacou o antigo árbitro escocês, "devem ser punidos, seja em que zona do terreno for."

O curso centrou-se em particular na importância que tem para os árbitros uma preparação cuidada dos jogos que vão apitar, em especial do ponto de vista táctico. Um posicionamento correcto – estar no sítio certo na altura certa – é determinante para que os juízes tomem as decisões mais acertadas dentro de campo.

Espera-se que os árbitros representem a UEFA de forma apropriada quando viajam de e para os jogos para os quais foram destacados, bem como antes e depois deles. "Mostrem profissionalismo durante todo o tempo", apelou Dallas. "Vocês estão a representar a UEFA e a vossa federação nacional, e estão a representar-se a vocês mesmos e às vossas famílias – assegurem-se de que são profissionais dentro e fora de campo. Nunca sabem quem pode estar sentado atrás de vocês no avião. Vocês são facilmente reconhecidos, por isso tenham cuidado quando viajam pelos aeroportos com os uniformes das vossas federações."

Dallas reiterou igualmente os perigos das redes sociais. "Algo pode parecer muito inocente e facilmente tirado do contexto", explicou. "Vocês fazem parte do futebol ao mais alto nível porque são árbitros internacionais, por isso tenham cuidado."

As apostas e os resultados combinados estão a ser alvo de uma forte luta por parte da UEFA e das federações nacionais que a integram, entre outros. "Pedimos-vos que estejam atentos e, sempre que se deparem com algo suspeito, devem de imediato comunicar à UEFA", prosseguiu Dallas. "Os árbitros são alvos fáceis, por isso não mostrem vulnerabilidade."

O antigo árbitro conversou ainda com o UEFA.com sobre o objectivo destes cursos de Inverno agora concluídos. "Levamos a cabo dois cursos diferentes, um para árbitros de elite e outro para os novos árbitros internacionais que chegam agora à família da UEFA", referiu. "Procuramos relembrar os nossos árbitros de que devem ter uma abordagem consistente, com a qual os clubes e os jogadores contam, e é também importante mostrar aos novos árbitros os padrões exigidos. O futebol ao mais alto nível necessita de árbitros de alto nível – e a futura geração de árbitros está à altura."

"Penso que cursos como este mostram que podemos aprender uns com os outros e com a sua experiência", acrescentou. "Os árbitros mais jovens podem aprender com os mais experientes, enquanto os mais experientes podem oferecer o seu apoio e mostrar o caminho que os novos árbitros devem seguir."

Leia mais sobre o 20º Curso Avançado para Árbitros de Elite e Primeira Categoria da UEFA.

Leia mais sobre o 21º Curso Introdutório para Árbitros Internacionais.

Sem comentários: