quarta-feira, 15 de fevereiro de 2012

Faleceu Vítor Peralta, ex-director da FPF


O ex-diretor da Federação Portuguesa de Futebol, Vítor Peralta, faleceu esta quarta-feira. Uma situação algo repentina levou a um problema de saúde com gravidade, infelizmente fatal.

No passado mês de Dezembro, depois da eleições que ditaram Fernando Gomes como novo presidente, a selecção nacional de futsal ofereceu uma camisola autograda por todos os jogadores como forma de lhe prestar homenagem. João Benedito e Gonçalo Alves, agradeceram o tempo que este dedicou ao futsal, bem como ao seu desenvolvimento. O dirigente tomou posse no ano 2000, tendo participado nos Europeus de futsal 2003, 2005, 2007 e 2010, bem como o Mundial de 2004.
Vítor Peralta nasceu em Lisboa, a 10 de Agosto de 1942, e levou uma vida de mais de quarenta anos ligada ao ‘desporto rei’, dividida entre três instituições: Clube Operário de Futebol, Associação de Futebol de Lisboa e Federação Portuguesa de Futebol.

Na popular agremiação lisboeta, o actual Director Federativo esteve durante 21 anos, tendo passado pelos cargos de Vogal, Secretário da Assembleia Geral do clube e Vice-Presidente.



Na época 1980/81, iniciou a sua longa colaboração com a Associação de Futebol de Lisboa, desempenhando, até à temporada 1990/91, as funções de Vogal da Direcção. Durante este período foi um dos responsáveis pela extinção do Futebol de Salão naquela Associação Distrital, fundando, em seu lugar, a secção de Futebol de Cinco da AF Lisboa. Vítor Peralta esteve, mais tarde, envolvido no processo de adesão da Federação Portuguesa de Futsal na FPF, o qual ficou concluído, com a assinatura do Protoloco, no ano de 1997.


Em 1992 foi eleito Vice-Presidente do Conselho de Arbitragem da AFL, cargo no qual se manteve até 1995 e que, na época 1992/93, acumulou com o de Secretário da Assembleia Geral do Operário.
Depois de ter voltado a exercer as funções de Vogal da Direcção da AFL (1995/96 a 1999/2000), Vítor Peralta foi, entre 2000 e 2003 Vice-Presidente daquela Associação.


A sua relação de colaboração efectiva com a FPF iniciou-se em 2002, como Director, embora já antes tenha sido Vogal suplente do Conselho de Disciplina.

Fonte:Jogo Online

Sem comentários: