quarta-feira, 1 de fevereiro de 2012

International Board analisa substituição extra e tripla punição

Uma eventual quarta substituição, no prolongamento, e a denominada «tripla punição», são alguns dos temas sobre os quais o International Board se vai pronunciar no próximo dia 3 de Março. 

O organismo que define as leis do futebol vai reunir-se em Surrey, cidade do sudeste de Inglaterra. Uma novidade que pode sair deste 126º encontro é a possibilidade de realizar uma quarta substituição durante o prolongamento, de forma a «manter o nível técnico até ao 120º minuto e proteger a saúde dos jogadores (como forma de prevenção de lesões).

O International Board vai pronunciar-se também sobre a «tripla punição», denominação dada ao momento em que uma equipa vê um jogador ser expulso por cometer uma grande penalidade. A ideia é reduzir o número de infracções que, cometidas dentro da área, justificam o cartão vermelho (entradas por trás ou evitar um golo com a mão).

A propósito, o organismo tem também uma proposta para alterar o texto relativo aos casos em que um jogador corta a bola com a mão, de forma deliberada e ostensiva, e que passa por cortar este segundo termo.

Perspectiva-se ainda o fim dos golos através de bola ao solo, que devem passar a dar origem apenas a um pontapé de baliza (ou canto, se for para a própria baliza).

Na reunião do International Board haverá ainda espaço para assuntos menores, como a discussão de uma proposta que só permitia a utilização de fita adesiva nas meias se tiver a mesma cor. A regulamentação dos espaços publicitários colocados à volta do recinto de jogo e dos casos em que o árbitro não é informado de uma alteração de última hora nos «onzes» (devido a uma lesão no aquecimento, por exemplo), também vão estar em análise.

Tecnologia de baliza e assistentes adicionais para decisão posterior

A experiência com os árbitros assistentes adicionais será analisada pelo International Board, mas não haverá qualquer decisão neste próximo encontro. O mesmo se aplica em relação à tecnologia de baliza, cuja deliberação deve avançar logo após o Euro2012.

Serão também analisadas as conclusões da utilização, na Copa América, do spray que ajuda os árbitros a delimitar a posição da barreira e da própria bola, na marcação de livres.


Fonte: Mais Futebol

Sem comentários: