quinta-feira, 16 de fevereiro de 2012

Pena de prisão para quatro árbitros na China


Quatro árbitros do futebol chinês foram condenados a penas de prisão entre os três e os sete anos, por viciação de resultados. Entre eles o mais conceituado juiz chinês, Lu Jun, que esteve no Mundial 2002 e nos Jogos Olímpicos de Sydney 2000.

Lu Jun, conhecido como o «apito de ouro», foi condenado a cinco anos e meio de prisão e ao pagamento de uma multa de cerca de 98 mil euros, por irregularidades em oito jogos.
Huang Junjie, Zhou Weixin e Wan Daxue foram castigados com sete, três e seis anos de prisão, respectivamente, por manipulação em inúmeros jogos, alguns deles internacionais.

Junjie confessou ter sido subornado em 2007, no encontro particular entre o Manchester United e o Shenzhen FC. Já Zhou é conhecido por, em 2004, o Beijing Guon, agora orientado por Jaime Pacheco, ter abandonado um jogo devido a suspeitas de viciação.

Lu Feng, director da Superliga de futebol, entre outros dirigentes, também foram condenados por dar e receber subornos.

Em 2009 as autoridades chinesas fizeram uma campanha para combater a corrupção no futebol do país, que nos últimos anos muito contribuiu para o desinteresse nos adeptos na modalidade. A televisão estatal também chegou a deixar de emitir jogos, devido ao desinteresse e à falta de patrocinadores.

Fonte: Mais Futebol

Sem comentários: