quinta-feira, 24 de novembro de 2016

NBA: afinal, o vídeo-árbitro é capaz de não resolver tudo

Liga Norte-americana de Basquetebol (NBA) negou um protesto dos Denver Nuggets por uma má avaliação do vídeo-árbitro no jogo Memphis - Grizzlies.
No final desse encontro, disputado a 8 de novembro e que os Grizzlies venceram por 108-107, os Nuggets alegaram que foi atribuída incorretamente uma posse de bola à formação de Memphis quando faltavam 0,7 segundos para o final do encontro, o que impediu a equipa de Denver lançar um ataque que poderia determinar um resultado diferente.
Nesse lance, a equipa de arbitragem entendeu que a bola tinha sido tocada por Emmanuel Mudiay, dos Nuggets, antes de sair para fora, uma decisão validada pelo vídeo-árbitro, que tomou a decisão depois de visionar as imagens de duas câmaras.
No entanto, e finalizado o encontro, uma terceira câmara mostrou que Mudiay não tocou na bola antes dela sair do terreno e a posse de bola deveria ter sido atribuída aos Nuggets. Os responsáveis da NBA consideraram que se tratou de um erro de arbitragem e não uma aplicação errada das regras, pelo que decidiu negar o protesto dos Nuggets.
Os responsáveis da NBA admitiram, porém, reavaliar a metodologia do recurso às imagens para reduzir as hipóteses de ocorrerem situações semelhantes.
Fonte: O Jogo

Sem comentários: