quinta-feira, 29 de dezembro de 2016

IFFHS - Mark Clattenburg considerado o melhor árbitro do mundo de 2016



Mark Clattenburg, foi considerado o melhor árbitro do mundo do ano de 2016 pela IFFHS (Federação Internacional de História e Estatísticas do Futebol).
 
O árbitro inglês teve um ano ao mais alto nível tendo sido escolhido para arbitrar os dois jogos mais importantes do ano na Europa, a final do Euro e também a final da Liga dos Campeões.
O árbitro italiano Nicola Rizzoli, vencedor em 2014 e 2015, ficou em segundo lugar tal como se tinha sucedido em 2013.
 
Mark Clattenburg (de 41 anos) iniciou a sua carreira em 1999 tendo atingido o patamar de internacional em 2006. Esteve pela primeira vez no top 10 no ano de 2015 e protagonizou este enorme salto este ano tendo arrecadado as preferências de uma larga franja de especialistas de 56 países, que lhe atribuíram 141 pontos.
Ele é o segundo árbitro inglês a alcançar este patamar depois de Howard Webb ter ganho em 2010 e 2013.

Infelizmente neste ranking não existem árbitros Portugueses mas acreditamos que num futuro se possa ter alguns dos nossos árbitros perto de atingir o mesmo nível que o Pedro Proença atingiu em 2012 quando foi considerado o melhor árbitro do mundo.
 
Os árbitros europeus dominaram este ranking mas a Améria do Sul (Nestor Pitana, Sandro Ricci), Améria Central (Cesar Ramos), Africa (Grisha Gheas, Malang Diedhiou) e a Asia (Ryuji Sato) também apresentaram bons árbitros.
De seguida podem verificar o ranking final.

Ranking 2016

1 – Mark Clattenburg (England)            141 pontos
2 – Nicola Rizzoli (Italy)                            65 pontos
3 – Viktor Kassaï (Hungary)                     55 pontos
4 – Jonas Eriksson (Sweden)                   43 pontos
5 – Cuneyt Cakir (Turkey)                         28 pontos
5 – Björn Kuipers (Netherlands)             28 pontos
7 – Felix Brych (Germany)                        26 pontos
8 – Martin Atkinson (England)                20 pontos
9 – Damir Skomina (Slovenia)                 19 pontos
10 – Nestor Pitana (Argentina)                14 pontos
11 – Sandro Ricci (Brasil)                          12 pontos
12 – Carlos Vellasco Carballo (Spain)       8 pontos
13 – Grisha Gheas (Egypt)                          7 pontos
14 – Malang Diedhiou (Senegal)                5 pontos
14 – Cesar Ramos (Mexico)                       5 pontos
16 – Ovidiu Hategan (Romania)                 3 pontos
17 – Sergei Karasev (Russia)                       2 pontos
17 – Clement Turpin (France)                    2 pontos
17 – Simon Marciniak (Poland)                 2 pontos
17 – William Collum (Scotland)                 2 pontos
21 – Ryuji Sato (Japan)                               1 ponto
21 – Milorad Mazic (Serbia)                       1 ponto

Fonte: IFFHS

Sem comentários: