quarta-feira, 22 de fevereiro de 2017

Premier League em alerta vermelho - Há um mercado internacional para árbitros

Os diretores da arbitragem inglesa estão sob pressão para combater a crise por causa do "mercado de transferências" para árbitros, o que potencialmente os forçará a olhar para fora.

É um cenário previsível. A Professional Match Game Officials Limited (PGMOL) estão a ter de acordar para a ameaça. Mas será tarde demais?

Certamente, o esvaziar de talentos ingleses da Premier League não apresenta sinais de abrandamento, com o árbitro Michael Oliver a ser tentado para se mudar para a Major League Soccer dos Estados Unidos da América depois da mudança de Mark Clattenburg para a Arábia Saudita.

Keith Hackett, que há uns anos tentou atrair Pierluigi Collina para Inglaterra, acredita que a PGMOL terá de "ir ao mercado" com o desmembramento do grupo seleto, que ele acredita que só terá cerca de 5 árbitros consistentes e de confiança.

A organização terá em primeiro lugar de conduzir uma revisão de urgência à modesta estrutura de pagamentos, que já lhes custou os seus árbitros de topo e que os torna vulneráveis a mais saídas.

Sabe-se que o grupo seleto recebe cerca de £100.000 por ano. Com compromissos internacionais, Clattenburg dizia-se que chegaria às £200.000.

Para um árbitro com apenas 41 anos e no seu auge, a saída de Clattenburg representou uma enorme bomba na Premier League, tal como a saída de Howard Webb com apenas 43 anos já tinha sido bastante significativa.

Fonte: Top Ref

Sem comentários: