sexta-feira, 5 de maio de 2017

Conselho de Arbitragem da AF de Lisboa defende Hélder Malheiro

Em causa a suspeita de viciação de resultado no Freamunde-Penafiel

O presidente do Conselho de Arbitragem da Associação de Futebol de Lisboa (AFL), Luís Estrela, defendeu esta quarta-feira o árbitro Hélder Malheiro, recentemente envolvido num caso de suspeita de viciação de resultado no Freamunde-Penafiel, da Segunda Liga.

Segundo o dirigente do órgão máximo dos árbitros lisboetas, as acusações em relação ao juiz de 36 anos, que pertence à primeira categoria desde 2010, "foram graves e levianas". O Penafiel acabou por vencer então o Freamunde por 2-1, num jogo em que o clube derrotado contestou três golos invalidados por Hélder Malheiro.

"É fácil um dirigente de um clube dizer que tem uma mensagem de que algo aconteceu. O que é certo é que nem a Polícia Judiciária esteve nas instalações do clube nesse dia. A única coisa que aconteceu - e que pode acontecer num jogo de futebol - é pedir a identificação de alguém para iniciar um processo. Às vezes tem-se a maior das criatividades para justificar insucessos", disse.

Em declarações prestadas à margem de uma reunião entre a AFL e a Associação Portuguesa de Árbitros de Futebol (APAF), Luís Estrela admitiu que Hélder Malheiro não vive uma situação fácil, apesar da confiança manifestada pelo Conselho de Arbitragem da Federação Portuguesa de Futebol (FPF), que manteve o seu nome entre as nomeações para os jogos da Liga NOS e Segunda Liga.

"Não é uma situação fácil de ser aceite por alguém que trabalha e treina todos os dias para estar no melhor das suas capacidades e chegar ao dia do jogo para decidir bem, seja em que campo ou competição for. Não é fácil, mas ele é forte, profissional e extremamente competente. É um fait-divers que criaram à volta dele, uma situação perfeitamente insólita", frisou.

Paralelamente, o líder do Conselho de Arbitragem da AFL lembrou que o órgão homólogo da FPF "validou todos os lances que ocorreram nesse jogo e confia nos seus árbitros", assegurando que o juiz "certamente, manter-se-á como árbitro da primeira divisão" na próxima temporada.

"O Conselho de Disciplina abriu averiguações e, portanto, vamos aguardar serenamente que as instituições trabalhem. Estamos perfeitamente convictos de qual será o fim desta história", sentenciou.

No jogo entre Freamunde e Penafiel, a equipa de arbitragem liderada por Hélder Malheiro acabou por ser
identificada pela GNR após o fim do desafio, na sequência de uma queixa de Miguel Azevedo Brandão, presidente da SAD do Freamunde, que alegou que uma pessoa lhe mostrou mensagens de telemóvel anteriores ao jogo com o resultado exato ao intervalo (1-0) e final (2-1).

Fonte: Record


Sem comentários: