segunda-feira, 31 de agosto de 2009

Emoção num jogo do campeonato de Israel...

Liga Isrealita, um árbitro valida um golo, anula, valida, e volta a anular, em 8 minutos...

Dois pares de olhos extra

O sorteio da fase de grupos da UEFA Europa League, que decorreu esta sexta-feira, no Mónaco, serviu igualmente para apresentar mais detalhes sobre a experiência com dois árbitros assistentes adicionais, que vai decorrer ao longo da fase de grupos da edição deste ano UEFA Europa League.
Seis juízes
Os 144 jogos desta fase da prova serão dirigidos por seis juízes, numa experiência que conta com o apoio do organismo responsável pelas leis do futebol, o International Football Association Board (IFAB). Assim, as equipas de arbitragem terão o habitual quarteto, constituído por um árbitro principal, dois assistentes e um quarto árbitro, e contará com mais dois juízes assistentes, que ficarão colocados junto a cada uma das linhas de fundo.
Com o aval do International Board
Na sua 123ª reunião geral anual, em Newcastle, Irlanda do Norte, a 28 de Fevereiro, o IFAB, composto por representantes das quatro federações britânicas de futebol e a FIFA, deu o seu aval à experiência, iniciada em alguns dos torneios de qualificação para o Campeonato da Europa de Sub-19 de 2008 para, depois, prosseguir no futebol profissional. A escolha da nova UEFA Europa League como a competição para a próxima etapa da experiência foi confirmada em Maio.
Dois pares de olhos extra
"Na sua essência", pode ler-se num comunicado conjunto emitido pela FIFA e UEFA esta sexta-feira, "a presença de dois árbitros assistentes adicionais vai possibilitar a existência de dois pares de olhos extra para monitorizar o encontro e assegurar que as Leis de Jogo são cumpridas, informando o árbitro de incidentes de qualquer tipo que, de outra forma, poderiam passar incólumes, em particular em zonas fulcrais do terreno de jogo, como as grande áreas e as suas imediações. O árbitro continuará a ter o controlo total sobre o jogo e permanecerá como o único juiz em campo com poderes decisórios".
Sistema de comunicação rádio
"Os dois árbitros assistentes adicionais serão colocados junto às linhas de fundo, no lado oposto aos dos árbitros assistentes tradicionais - na esquerda, quando vistos a partir do centro do terreno -, e utilizarão o sistema de comunicação rádio para dar o seu parecer ao árbitro principal, mas sem as tradicionais "bandeirinhas"; os assistentes adicionais colocar-se-ão, por norma, atrás da linha de fundo, mas poderão entrar na área de grande penalidade quando a jogada estiver a decorrer no outro lado do terreno, de forma a acompanhar toda a acção".
Mesma nacionalidade
"Dada a potencial importância crucial das suas intervenções no decorrer do jogo", prossegue o comunicado, "os actuais árbitros internacionais da FIFA ou os árbitros da categoria principal a nível nacional (que a 1 de Janeiro de 2009 tivessem menos de 45 anos) ocuparão as posições de árbitros assistentes adicionais. Prosseguindo com a política existente, terão a mesma nacionalidade dos outros quatro elementos da equipa de arbitragem dos jogos da UEFA Europa League para os quais forem nomeados".
Briefing em Nyon
Teve lugar esta semana, na sede da UEFA, em Nyon, na Suíça, um "briefing" para árbitros e observadores de arbitragem, sob a égide dos responsáveis pelas Leis do Futebol, o IFAB. Os 48 árbitros e 48 observadores escolhidos para a fase de grupos da UEFA Europa League de 2009/10 receberam extensas instruções e indicações por parte dos instrutores de arbitragem, tendo em vista o lançamento da experiência no arranque dos jogos da fase de grupos, a 17 de Setembro.
Avaliação feita por especialistas técnicos
"Especialistas técnicos nomeados pelo IFAB irão monitorizar os desenvolvimentos verificados ao longo da experiência, de forma a avaliar o efeito dos dois árbitros assistentes adicionais no jogo e determinar se estes aumentam o controlo da partida por parte da equipa de arbitragem", termina o comunicado. "As conclusões serão, depois, apresentadas e levadas em consideração pelo IFAB".
in: UEFA.COM

Não me dás cartão e eu... dou-te um beijinho...

Aconteceu este fim de semana no campeonato grego...
Os jogadores de futebol tentam muitas vezes fugir aos cartões através de 'choradinhos' ou manobras de diversão. Serge Dié, jogador do Iraklis da Grécia, decidiu optar por uma outra técnica: seduzir o árbitro com um beijo.
O insólito aconteceu no sábado, durante o jogo da Liga grega entre o Iraklis (onde alinha também o português Nuno Piloto) e o Aris de Salónica. Serge Dié fez uma falta por trás ao ex-jogador do Sporting, Koke. Após o apito do árbitro, Dié apressou-se a esclarecer que não cometera qualquer falta e, no seu intento, tentou beijá-lo...

domingo, 30 de agosto de 2009

Olegário Benquerença no Mundial Sub-20

O árbitro luso Olegário Benquerença foi nomeado pela FIFA para estar presente no Campeonato do Mundo de Sub-20 que vai ter lugar no Egipto entre os dias 24 de Setembro e 6 de Outubro de 2009. Para além do árbitro leiriense foram nomeados os árbitros assistentes José Cardinal e Bertino Miranda.

sábado, 29 de agosto de 2009

CAJAP ameaça parar campeonatos!

Confederação das Associações de Árbitros e Juízes de Portugal (CAJAP) admitiu sexta-feira a paralisação de provas desportivas se o Governo não consagrar as soluções negociadas sobre fiscalidade em despacho até 31 de Agosto. A CAJAP, que representa árbitros e juízes de futebol, andebol, basquetebol, voleibol, hóquei em patins, tiro, ténis de mesa, ciclismo e karaté, pretende evitar o cenário drástico da paragem de provas desportivas devido ao protesto de árbitros, mas notou a urgência do despacho conjunto das secretarias de Estado dos Assuntos Fiscais e da Juventude e do Desporto.
"O Governo criou uma alternativa em sede do Código de IRS e estamos há 7 meses à espera do despacho que formaliza uma série de questões. Ou há uma resposta favorável do Governo, porque isto é um processo que se arrasta, ou temos de encarar cenários, entre os quais parar os campeonatos", refere à Agência Lusa António Sobral, que exerce as funções de secretário da CAJAP. O dirigente garantiu que os árbitros da Liga de futebol "estão solidários" na paragem dos campeonatos, porque "sabem o que é esta problemática fiscal, apesar de terem uma situação diferente" da introduzida pelas alterações do Código do IRS. "Houve árbitros que foram tributados na categoria de dependentes e começaram a passar recibos verdes. Isto é um longo processo e que não tem sido regular, porque, por exemplo, os árbitros de voleibol passam recibos desde 2008 e os de outras modalidades só começaram a fazê-lo mais recentemente", explicou. No entanto, a nova situação tributária provocou o abandono de muitos árbitros jovens, "porque estavam a ser criadas circunstâncias que iam colidir com muitas coisas, nomeadamente bolsas de estudo e créditos bonificados". Por isso, a CAJAP, que promove uma conferência de imprensa na terça-feira, na sede da APAF (Associação Portuguesa dos Árbitros de Futebol), preconizou uma "solução mais simples e menos burocrática" nas negociações com o Governo. "A solução seria uma taxa liberatória para todos os árbitros. O árbitro recebia um prémio de jogo e ser-lhe-ia logo descontada na fonte uma percentagem e que seria entregue pelas federações ao Estado. Não havia recibos verdes e diversas entidades envolvidas. No voleibol, são os clubes que pagam directamente aos árbitros", disse António Sobral.

quinta-feira, 27 de agosto de 2009

Equipas de arbitragem hoje em acção na Liga Europa

Fenerbahçe (Turquia)-FC Sion (Suíça)
Árbitro: Bruno Paixão (AF Setúbal)
Árbitros Assistentes: José Ramalho (AF Vila Real) e Sérgio Serrão (AF Madeira)
Quarto-árbitro: Bruno Esteves (AF Setúbal)

CFR Cluj (Roménia)-FK Sarajevo (Bósnia-Herzegovina)
Árbitro: Duarte Gomes (AF Lisboa)
Árbitros Assistentes: José Cardinal (AF Porto) e Venâncio Tomé (AF Porto)
Quarto-árbitro: Cosme Machado (AF Braga)

sábado, 22 de agosto de 2009

O Conselho de Arbitragem da FPF relembra as regras de actuação dos árbitros

Tendo por base a criação de um espaço de reflexão sobre as normas de comportamento dos juízes lusos, o Conselho de Arbitragem da Federação Portuguesa de Futebol vem por este meio relembrar as directrizes de actuação dos árbitros de Futebol e Futsal.
Com base em princípios éticos, o Código de Normas de Comportamento apresenta, para além dos aspectos técnicos da arbitragem, as principais qualidades humanas e de relacionamaento de um bom árbitro.
Clique aqui para consultar a recomendação de Normas de Comportamento dos Árbitros de Futebol e de Futsal do Conselho de Arbitragem da FPF.

sexta-feira, 21 de agosto de 2009

Bruno Paixão favorável às equipas de cinco elementos

O árbitro internacional Bruno Paixão considera "positiva" a experiência de mais dois assistentes nos jogos da fase de grupos da Liga Europa e crê que a medida vai "contribuir para o espetáculo".
Em declarações à Agência Lusa, Bruno Paixão - a par de Jorge de Sousa convidado para participar numa formação na UEFA sobre a temática, segunda-feira, na Suíça - mostrou-se "orgulhoso" por participar na iniciativa e reconheceu que tudo o que seja criado para "diminuir o erro" é bem-vindo.
"É sempre importante pensar nas possibilidades que possam diminuir as situações dúbias e polémicas. Desta forma, será possível contribuir para a melhoria do espectáculo", revelou à Lusa.

FIFA quer acabar com exaltações públicas de fé

A FIFA está a estudar a possibilidade de proibir qualquer tipo de exaltação pública de fé por parte dos jogadores presentes no Mundial de Futebol da África do Sul.
Tal decisão poderá ter como origem a situação ocorrida na Taça das Confederações, em que os futebolistas brasileiros, liderados por Kaká rezaram após o triunfo sobre os Estados Unidos, originando comentários de Jim Stjerne, líder federativo da Dinamarca, que afirmou que a religião não tem espaço no futebol, afirmação com a qual Joseph Blatter, actual presidente da FIFA, concordou.
Eddio Constantini, presidente da Fundação João Paulo II afirma que é um erro afastar do futebol os valores éticos da fé crist e que a igreja católica defende há séculos.
Constantini considera ainda que Blatter e a federaçãoo da Dinamarca estao equivocados, esperando que reconsiderem esta ideia.

quinta-feira, 20 de agosto de 2009

Equipas de arbitragem portuguesas hoje em acção na Liga Europa

Everton (Inglaterra)-Sigma Olomouc (Rep. Checa)
Árbitro: Lucílio Batista (AF Setúbal)
Árbitros Assistentes: João Santos (AF Porto) e Alfredo Braga (AF Braga)
Quarto-árbitro: Luis Reforço (AF Setúbal)

Lech Poznan (Polónia)-Club Brugge (Bélgica)
Árbitro: Jorge Sousa (AF Porto)
Árbitros Assistentes: Serafim Nogueira (AF Porto) e Venâncio Tomé (AF Porto)
Quarto-árbitro: Rui Costa (AF Porto)

Fulham (Inglaterra)-FC Amkar Perm (Rússia)
Árbitro: Pedro Proença (AF Lisboa)
Árbitros Assistentes: José Ramalho (AF Vila Real) e Tiago Trigo (AF Lisboa)
Quarto-árbitro: João Capela (AF Lisboa)

terça-feira, 18 de agosto de 2009

Jogador expulso aos 6 segundos de jogo...

Insólito caso...
Jogador japonês expulso aos 6 segundos de jogo!
Tentem lá bater este record...

in: Vida de Árbitro

Olegário Benquerença hoje na Roménia para Champions League

O internacional português Olegário Benquerença dirige hoje o jogo FC Timisoara - Estugarda na última pré-eliminatória antes da fase de grupos para a Liga do Campeões.
Olegário Benquerença terá como árbitros assistentes Bertino Miranda e José Cardinal, sendo o quarto árbitro Artur Soares Dias.

"Les Arbitres" - Sucesso do filme sobre arbitragem

Os árbitros como nunca os viu
Pouco tempo depois de terminada a estreia mundial de "Les Arbitres" e já as suas estrelas davam a aprovação unânime ao filme, autorizado pela UEFA, sobre os árbitros presentes no UEFA EURO 2008™.
Aprovação unânime
As personagens principais do documentário de 77 minutos assistiram à estreia do filme no festival de Locarno, esta segunda-feira – e mais tarde elogiaram de forma unânime a visão muito humana do sector da arbitragem dada pelo realizador Yves Hinant. O árbitro suíço Massimo Busacca foi o primeiro dos juízes retratados a aparecer no filme. Referiu que isso não só lhe trouxe de volta a emoção vivida durante o torneio, como também teve o propósito importante de ajudar o público a perceber as dificuldades que os árbitros enfrentam.
"Boa mensagem"
"É um bom filme porque as pessoas podem realmente compreender o que é tomar uma decisão numa fracção de segundo", disse Busacca ao uefa.com. "E como é para o árbitro tomar uma decisão, cometer um erro e imediatamente ter que o esquecer. Vai ajudar as pessoas a perceber como é a vida de um árbitro. Às vezes não é fácil, porque quando se comete um erro ficamos entregues a nós próprios. Quando penso nas coisas dessa forma, às vezes fico com receio. Mas vai passar uma boa mensagem e servir de boa publicidade para a arbitragem".
Visão alargada
Ao mostrar os árbitros dentro e fora do terreno de jogo – em situações que vão desde a pressão intensa vivida num encontro da fase final do EURO até à vida familiar –, o realizador Hinant e o produtor Jean Libon conseguiram apresentar de forma bem-sucedida uma visão alargada do tema. O juiz espanhol Manuel Mejuto González aplaudiu o seu feito. "Foi uma grande surpresa, porque o filme mostra as emoções, não apenas em momentos específicos dos jogos, mas as conversas que têm lugar durante os mesmos, no balneário e com as nossas famílias", disse. "Todos pensam que um árbitro quando toma uma decisão, boa ou má, depois vai para casa e esquece tudo. Não é verdade. Os árbitros são como os jogadores – reflectem sobre o que se passou, pois querem melhorar. É bom que todos vejam que somos seres humanos, profissionais, e que damos o nosso melhor".
Teste ao carácter
De acordo com o juiz italiano Roberto Rosetti, escolhido para dirigir a final do EURO, o filme vai atrair espectadores precisamente por se focar na falibilidade dos árbitros. "É um filme muito interessante, emotivo, que mostra o lado humano – o árbitro com um comum mortal. Vêem-se situações negativas, que fazem parte da nossa carreira, e com as quais temos de conviver. Na minha opinião é importante a forma como um árbitro ultrapassa essas situações. O lado humano do árbitro faz parte do futebol. Os erros de arbitragem também. Tenho que me preparar o melhor possível, mas tirando isso, sou um homem, capaz de tomar decisões correctas, mas também de errar".
Efeitos na família
Para o juiz inglês Howard Webb, o papel dos agentes secundários no filme "Les Arbitres" também é significativo, já que sublinha os efeitos que uma decisão do árbitro pode ter na sua própria família. "No global, trata-se de uma representação muito positiva sobre as nossas vidas. Estou ciente do facto de a minha família ser afectada pelas decisões que eu tomo dentro de campo – o seu maior desejo é que os meus jogos decorram sem polémicas –, mas também compreendem que isso nem sempre é possível. Escolhi ser árbitro e foi apenas com o seu apoio que consegui chegar a este nível. Estou sempre esperançado que o que se passa no relvado não afecte a minha família. Mas o filme mostra como é que essas coisas influenciam a vida familiar. Fornece uma outra perspectiva que, em situações normais, nunca seria do domínio público".
Recordar emoções
Tensão, pressão, alívio. O vasto leque de emoções que os árbitros experimentam é recordado com carinho pelo árbitro sueco Peter Fröjdfeldt, entretanto retirado. "O EURO foi uma experiência fantástica, e sinto falta disso", disse. "Não sabíamos a forma como iríamos ser apresentados no filme – positiva ou negativa. Mas trata-se de um excelente filme. Mostra que não somos máquinas e também que queremos fazer o nosso melhor de cada vez que entramos em acção. É como no teatro – umas vezes sorrimos, noutras zangamo-nos – por isso preparamo-nos para tudo e esperamos o inesperado. Somos como actores no relvado". E em Locarno, esta semana, igualmente no grande ecrã.

In: UEFA

Árbitro alemão no Sporting - Fiorentina

A UEFA nomeou o árbitro Félix Brych para o jogo entre o Sporting e o Twente a contar para a primeira mão da terceira pré-eliminatória da Liga dos Campeões.
O juiz alemão de 33 anos será coadjuvado por Thorsten Schiffner e Tobias Christ, enquanto que o quarto árbitro será Helmut Fleischer. O jogo entre as duas equipas realiza-se dia 29 de Julho em Lisboa. Advogado de profissão, Brych passou na época passada pelo nosso País, tendo dirigido o encontro entre Benfica e Nápoles, para a extinta Taça UEFA, então com resultado favorável à equipa portuguesa.A segunda mão, na Holanda, está agendada para 4 de Agosto.

segunda-feira, 17 de agosto de 2009

Em Inglaterra: Golo válido que não foi validado...

Já não chega meter a bola no fundo da baliza, de forma perfeitamente legal, para que um golo seja validado. Pelo menos, isso não bastou ao Crystal Palace, na última jornada da Championship (segunda divisão inglesa).
A equipa de José Fonte perdeu em Bristol porque o árbitro não lhe validou um golo limpo. A razão? A bola sobrevoou a linha de golo, bateu numa estrutura da baliza (a barra do fundo que segura as redes) e voltou para fora.
O caso provocou fortes protestos dos jogadores do Palace. Mas o árbitro, surpreso por a bola ter voltado ao relvado, não validou o golo. O Bristol City acabou por ganhar a partida por 1-0.
A Federação Inglesa de Futebol (FA) já pediu desculpas ao Palace e anunciou a suspensão do árbitro (Rob Shoebridge) e de um dos auxiliares responsáveis pela partida. Contudo, também já frisou que não tenciona alterar o resultado nem marcar uma repetição do encontro.
Confira o vídeo da polémica:

Árbitros portugueses nomeados para Liga Europa


A UEFA nomeou cinco equipas de arbitragem lusas para dirigir outros tantos encontros a contar para a fase de “play-off” da Liga Europa.
Assim, Lucílio Batista, dirigirá o encontro da primeira mão entre os ingleses do Everton e dos checos do Sigma Olomouc, no Goodison Park, enquanto que Jorge Sousa dirigirá, na Polónia, o jogo do Lech Poznan diante dos belgas de Brugge, e Pedro Proença estará em Inglaterra para dirigir o jogo entre o Fulham e o Amkar Perm, da Rússia.
Bruno Paixão e Duarte Gomes apitarão os encontros da segunda mão da Liga Europa entre os turcos do Fenerbahçe e os suíços do Sion e o jogo, na Roménia, entre o Cluj e os suíços do Nion, respectivamente.
Eis a composição completa das equipas de arbitragem:

Jogos da 1ª mão do "play-off" da UEFA Europa League 20.08.2009

Everton (Inglaterra)-Sigma Olomouc (Rep. Checa)
Árbitro: Lucílio Batista (AF Setúbal)
Árbitros Assistentes: João Santos (AF Porto) e Alfredo Braga (AF Braga)
Quarto-árbitro: Luis Reforço (AF Setúbal)

Lech Poznan (Polónia)-Club Brugge (Bélgica)
Árbitro: Jorge Sousa (AF Porto)
Árbitros Assistentes: Serafim Nogueira (AF Porto) e Venâncio Tomé (AF Porto)
Quarto-árbitro: Rui Costa (AF Porto)

Fulham (Inglaterra)-FC Amkar Perm (Rússia)
Árbitro: Pedro Proença (AF Lisboa)
Árbitros Assistentes: José Ramalho (AF Vila Real) e Tiago Trigo (AF Lisboa)
Quarto-árbitro: João Capela (AF Lisboa)

Jogos da 2ª mão do "play-off" da UEFA Europa League 27.08.2009

Fenerbahçe (Turquia)-FC Sion (Suíça)
Árbitro: Bruno Paixão (AF Setúbal)
Árbitros Assistentes: José Ramalho (AF Vila Real) e Sérgio Serrão (AF Madeira)
Quarto-árbitro: Bruno Esteves (AF Setúbal)

CFR Cluj (Roménia)-FK Sarajevo (Bósnia-Herzegovina)
Árbitro: Duarte Gomes (AF Lisboa)
Árbitros Assistentes: José Cardinal (AF Porto) e Venâncio Tomé (AF Porto)
Quarto-árbitro: Cosme Machado (AF Braga)

sábado, 15 de agosto de 2009

Liga: árbitros de olho no jogo violento e cotoveladas

Vítor Pereira fala das recomendações dadas aos juízes
Os árbitros portugueses têm instruções para lidarem de forma rigorosa com o jogo violento, com especial atenção às cotoveladas. Essa foi uma das recomendações dadas pela Comissão de Arbitragem da Liga aos juízes que vão apitar as competições profissionais.
Uma das chamadas de atenção aos árbitros prendeu-se com «a questão agora emergentes do uso de cotovelos, nas entradas no ar, em salto, que possam fazer perigar a integridade física, nomeadamente na cara dos jogadores», segundo explica Vítor Pereira, presidente da CA, citado pela Lusa.
«As instruções que foram dadas este ano não variam muito quer daquilo que foram os anos anteriores quer também daquilo que foram as instruções dadas pela UEFA nos cursos que fez no início da época», acrescente o dirigente, notando que têm a ver «com o combate ao jogo violento».
Outra das instruções dadas aos árbitros prende-se com a uniformidade de critérios. «Foi enfatizada a importância da uniformidade de critérios ao longo do campeonato, sobretudo devido aos critérios disciplinares», explica Vítor Pereira.
Entre as recomendações, há ainda «duas ou três questões de carácter mais comportamental, como ser mais exigente quando o jogador contesta decisões do árbitro, sendo imediatamente advertido, assim como quando o jogador pede agitando com a mão um cartão amarelo para o adversário». Ou «continuar com muita atenção às questões dos agarrões e empurrões dentro da área nos pontapés de canto e nos pontapés livres que resultem em cruzamentos para a área». E também, conclui, «as questões já recorrentes das simulações, sempre que forem verificadas, independentemente do sítio do campo».
Antes do arranque da Liga, Vítor Pereira diz de resto que não espera uma época mais calma do que a anterior no que diz respeito à arbitragem: «Provavelmente não. O campeonato vai ser mais difícil do que foi no ano passado. É nossa convicção que a luta pelo título vai ser mais apertada. A luta pela Europa, onde haverá menos lugares, vai ser também ainda mais apertada e presumo que inclusivamente a luta pela descida de divisão será muito intensa.»

sexta-feira, 14 de agosto de 2009

Jrge Sousa, Bruno Paixão e Vitor Pereira em Curso UEFA

A UEFA vai ministrar, no dia 24 de Agosto, em Nyon (Suíça), um curso destinado a árbitros e observadores que visa preparar a introdução da figura dos árbitros assistentes adicionais, a título experimental, nos jogos da fase de grupos da Liga Europa.
O organismo máximo do futebol europeu seleccionou 48 juízes e 48 observadores, numa lista que conta com três representantes portugueses. Os árbitros, Bruno Paixão e Jorge Sousa, e o observador, Vítor Pereira.
De acordo com a UEFA, apenas os árbitros e observadores que marcarem presença neste curso serão nomeados para os 144 jogos da fase de grupos da Liga Europa.
Recorde-se que em Julho passado, o Comité Executivo da UEFA determinou que a inovadora experiência com cinco árbitros vai continuar nos jogos da fase de grupos da Liga Europa. O teste surgiu depois da aprovação do Comité Executivo da FIFA na sua reunião de Maio, em Nassau, nas Bahamas. O organismo responsável pelas leis do futebol, o International Football Association Board (IFAB), autorizou a continuação dos mesmos durante a reunião geral da entidade na Primavera. Para além do árbitro e de dois assistentes nas linhas laterais, haverá mais dois assistentes atrás da linha de fundo, especialmente atentos às incidências dentro da área, como faltas ou comportamentos incorrectos.

quarta-feira, 12 de agosto de 2009

Carlos Xistra apita hoje no Chipre

O árbitro português Carlos Xistra, da AF Castelo Branco, dirige hoje o jogo entre Chipre e Noruega, relativo à fase de apuramento para o próximo Campeonato da Europa de sub-21, a realizar em 2011.
Neste jogo Xistra terá como assistentes José Ramalho e Sérgio Serrão, enquanto Marco Ferreira actuará como quarto árbitro.

quarta-feira, 5 de agosto de 2009

Federação inglesa veta comentários sobre arbitragem

A Federação Inglesa (FA) anunciou nesta terça-feira que os técnicos, jogadores e dirigentes de clubes não poderão fazer comentários sobre a arbitragem antes das partidas.
"Quaisquer comentários à imprensa em relação à escolha dos árbitros para as partidas não serão mais permitidos", diz a FA em comunicado. "Tais comentários antes dos jogos serão considerados impróprios e julgados de acordo".
A FA prometeu ainda uma postura mais rígida sobre a abordagem aos árbitros pelos jogadores durante as partidas. O texto do regulamento, que antes pedia para que os juízes relatassem quando havia "assédio ou intimidação" de três ou mais jogadores, agora impede que os atletas abordem os árbitros de "maneira confrontativa".
As regras sobre comentários sobre arbitragem depois das partidas continuam as mesmas.
"Declarações pós-jogo sobre árbitros e lances das partidas ainda são permitidos, desde que não sejam de natureza pessoal ou ataquem a integridade dos árbitros", afirma a nota da federação.
in: Trivela

Árbitros para jogos da Selecção

O suíço Massimo Busacca e o francês Stephane Lannoy são os árbitros que vão dirigir os decisivos desafios de Portugal na Dinamarca e Hungria, respectivamente, do Grupo 1 apuramento para o Mundial de futebol de 2010.
A 05 de Setembro, em Copenhaga, Busacca, que dirigiu a final da última Liga dos Campeões, vai ser auxiliado pelos compatriotas Mathias Arnet e Francisco Buragina, enquanto Jerome Laperriere será o quarto árbitro.
Quatro dias depois, Lannoy vai arbitrar o Hungria-Portugal em Budapeste, coadjuvado por Eric Dansault e Laurente Ugo, enquanto Fredy Fautrel será o quarto árbitro.

Filme sobre a arbitragem estreia na Suiça!

Os árbitros irão, certamente, anotar o dia de 10 de Agosto nas suas agendas, pois será essa a data da estreia mundial de "Les Arbitres", filme que promete dar uma visão humanista dos "homens do apito".
Nos bastidores da arbitragem
"Les Arbitres" vai ser exibido pela primeira vez no Festival de Cinema de Locarno, na Suíça, a 10 de Agosto, pelas 17h30 (hora de Portugal Continental). Trata-se de um documentário sobre futebol, filmado nos bastidores do UEFA EURO 2008™, realizado na Áustria e Suíça, no Verão passado, com a autorização da UEFA.
"Visão humanista"
Durante os 77 minutos de duração do filme, o realizador Yves Hinant apresenta uma visão independente, por vezes bem-disposta, da arbitragem e, de acordo com os organizadores do festival de cinema, irá "unir adeptos do futebol e aqueles mais despegados da modalidade através da sua visão humanista".
A estreia no grande ecrã de "Les Arbitres" faz parte do programa de filmes Ici & Ailleurs (Aqui e em Qualquer Lugar) do festival de Locarno, que visa mostrar os tempos em que vivemos e despertar o debate. O documentário estará em exibição nas salas de cinema de França e Alemanha no Outono. O festival decorre de 5 a 15 de Agosto.
Elenco
Doze árbitros, 24 árbitros assistentes e oito quartos árbitros estiveram presentes na fase final do UEFA EURO 2008™, na Áustria e Suíça. De entre eles, Roberto Rosetti, Howard Webb, Massimo Busacca, Peter Fröjdfledt, Manuel Mejuto e muitos dos seus familiares são os principais personagens da película. No que toca à exploração e transmissão do filme, este seguirá, depois, para outros países e o uefa.com vai fornecer toda a informação essencial em devido tempo.

in: UEFA

Jorge Sousa é o árbitro da Super Taça

O árbitro Jorge Sousa foi esta terça-feira nomeado para dirigir a Supertaça, entre o FC Porto e o Paços de Ferreira, domingo, no Estádio Municipal de Aveiro, anunciou a Federação Portuguesa de Futebol (FPF).
O juiz portuense, melhor árbitro da última temporada, vai ser auxiliado por José Cardinal (Porto) e Tiago Trigo (Lisboa), enquanto Vasco Santos (Porto) será o quarto árbitro. Em declarações ao sítio da FPF, Jorge Sousa diz ter recebido a nomeação com "satisfação e orgulho", lembrando que "não é todos os dias que se tem o privilégio de participar numa final, pelo que a motivação é enorme". "Apesar de vivermos um período de pré-época, tudo iremos fazer para que isso não se faça sentir. A equipa de arbitragem que vai subir ao relvado do Estádio Municipal de Aveiro tudo fará para ajudar a proporcionar um grande espectáculo", disse. O encontro entre o FC Porto, campeão nacional e vencedor da Taça de Portugal, e o Paços de Ferreira, finalista vencido da Taça, tem início marcado para as 20:45.

In: RTP

terça-feira, 4 de agosto de 2009

Pedro Proença actua hoje em jogo da Liga dos Campeões

O juíz internacional luso, Pedro Proença, dirige hoje o encontro relativo à terceira pré-eliminatória da Liga dos Campeões, que oporá o Panathinaikos (Grécia) ao Sparta Praga (República Checa).
A equipa de arbitragem nomeada para esta partida é ainda composto por Tiago Trigo e Venāncio Tomé, na condição de árbitros assistentes, e Pedro Henriques, enquanto quarto-árbitro.