sexta-feira, 31 de outubro de 2008

Nomeações da 7ª Jornada da Liga Sagres e Liga Vitalis

quinta-feira, 30 de outubro de 2008

Eleições na APAF já mexem...

A Associação Portuguesa de Árbitros de Futebol irá a votos no próximo mês de Janeiro.
É sabido que o actual presidente, António Sérgio, não se irá recandidatar. Os motivos... ele está cansado dos árbitros e os árbitros estão cansados dele!
Uma nova página na história da nossa Associação se irá virar mas, ao que parece, as personagens não deverão variar muito. Segundo se consta existem já dois potenciais candidatos: Luís Guilherme, último presidente consensual da APAF e Paulo Paraty, ex-árbitro internacional e anterior presidente da Mesa da Assembleia Geral da APAF.Prometemos que num futuro breve iremos aqui abordar estas eleições, os candidatos e o futuro da APAF.
Para já, lançamos uma sondagem para que nos dê a sua opinião sobre quem considera ser a pessoa indicada para presidir à direcção da APAF nos próximos dois anos: Luís Guilherme, Paulo Paraty ou outro?

quarta-feira, 29 de outubro de 2008

Venâncio Tomé - Novo árbitro assistente internacional

Segundo notícia do Jornal Record o setubalense Venâncio Tomé ocupou a vaga deixada em aberto pelo árbitro assistente Paulo Januário no quadro de árbitros internacionais desta categoria.
Oficial de operações de voo, Tomé tem 34 anos e costuma fazer equipa com Lucílio Baptista, sendo árbitro de desde a época de 1993/1994.
Paulo Januário continua a pertencer ao quadro de árbitros assistentes de 1.ª categoria mas há mais de um ano que não actua, tendo faltado à última acção de formação, o que lhe valeu uma repreensão por escrito da Comissão Disciplinar da Liga. Considerado há poucos anos o melhor árbitro assistente português e um dos melhores do mundo, Januário, que pertence à Associação de Futebol do Porto, nunca deu uma explicação para o seu auto-afastamento, ele que foi figura nuclear num dos processos que levaram o Boavista a ser despromovido à II Divisão.
Ao nosso colega Venâncio Tomé, damos os parabéns e desejamos grandes sucessos neste novo degrau da sua carreira de árbitro assistente.

terça-feira, 28 de outubro de 2008

Lista de árbitros pré-seleccionados para Mundial 2010

Consulte aqui a listagem dos 38 árbitros, entre os quais o nosso colega Olegário Benquerença, pré-selecionados para o Mundial de 2010 na África do Sul.

Lubos Michel deixa arbitragem mas não o futebol...

A carreira de árbitro já lá vai. Agora Lubos Michel tem mais que fazer: o eslovaco foi contratado pelo Shakhtar Donetsk para ser o líder do departamento das competições internacionais do clube da Ucrânia.
O ex-árbitro ficará então encarregue de organizar todos os aspectos da participação e deslocação da formação para outras paragens.
Note-se que Lubos é um poliglota: sabe falar inglês, alemão, russo, polaco e o eslovaco, naturalmente.

in: sapo.infordesporto

Nomeações para Carlsberg Cup

A Liga Portuguesa de Futebol Profissional divulgou as equipas de arbitragem que estarão presentes na próxima eliminatória da Taça da Liga:

segunda-feira, 27 de outubro de 2008

Árbitro inglês na Luz e dinamarquês no Milan-Sp. Braga

Já são conhecidos os nomes dos árbitros que vão dirigir os jogos das equipas portuguesas na segunda jornada da fase de grupos da Taça UEFA, agendada para 6 de Novembro.
O Benfica-Galatasaray vai contar com a arbitragem do inglês Martin Atkinson, que será acompanhado pelos compatriotas Peter Kirkup e Mo Matadar.
No Milan-Sp. Braga estará o dinamarquês, Peter Rasmussen, com os auxiliares Henrik Sonderby e Martin Wulff.

Olegário pré-seleccionado para Mundial 2010

O arbitro internacional português Olegário Benquerença é um dos 38 juízes pré-seleccionados para o Campeonato do Mundo de 2010, que se disputa na África do Sul, de acordo com uma lista divulgada esta sexta-feira pela FIFA.
Todos os pré-seleccionados estiveram em vários seminários organizados pela FIFA, desde que o processo começou no final de 2006. O nome de Olegário Benquerença surge como primeiro na lista da UEFA. Os critérios para a pré-selecção incluíram testes médicos, psicológicos, físicos e técnicos, bem como as prestações dos árbitros em jogos internacionais. O mesmo processo será usado para a selecção final, que deverá ocorrer no início de 2010.
O juiz de Leiria espera, obviamente, estar presente na prova e afirma que esta é uma «excelente notícia para a arbitragem portuguesa», que, sublinha, «está num nível elevado e nunca foi tão requisitada» a nível internacional. «Esta pré-selecção foi feita em Janeiro de 2008 e resulta de um trabalho que a FIFA tem vindo a fazer desde 2006, a minha presença no Mundial de Sub-17 da Coreia, em 2007, por exemplo, já foi nesse âmbito, portanto, esta continuidade é uma questão natural», afirmou Benquerença.
Incluído num lote que «a FIFA entende como a elite, com uma qualidade elevada», o árbitro de Leiria admite que «o grupo é difícil e competitivo», ou seja, não será fácil sobressair. «Seria uma estupidez não fazer tudo para continuar, mas esta escolha não resulta apenas de um mérito pessoal, mas sim de um trabalho de equipa, com os assistentes que me têm acompanhado», disse Olegário Benquerença, concluindo que «o mérito é da arbitragem portuguesa».
Portugal não teve juízes no Mundial-2006 e no Euro-2008, a última competição internacional que contou com portugueses foi o Euro-2004, com a presença de Lucílio Baptista. «Desde 2002 que não temos um árbitro num Campeonato do Mundo, mas não é demasiado tempo, desde o Vítor Pereira até agora passou apenas um Mundial», analisou Benquerença. «Temos agora uma segunda oportunidade», acrescentou o leiriense.
Nomeações demonstram bom desempenho nas competições europeias
Um dos critérios de avaliação dos juízes será o desempenho nos jogos internacionais. Olegário Benquerença tem estado nas competições europeias e ainda esta semana foi escolhido para o Bayern Munique-Fiorentina, da Liga dos Campeões.«As exibições internacionais têm corrido extremamente bem, como demonstram as nomeações, cada vez mais com jogos de grau elevado e com resultados positivos para mim e para a UEFA», considerou o árbitro português, admitindo que as partidas das competições europeias «são diferentes» das da Liga. «Desde logo, no ambiente fora e dentro de campo», argumentou, sem querer desenvolver a análise.«A arbitragem portuguesa está num nível elevado, nunca foi tão requisitada a nível internacional», declarou Olegário Benquerença, numa análise às últimas nomeações e desempenhos dos juízes nacionais.
Por fim, o juiz afirmou que «esta é a arbitragem dos árbitros portugueses», que não se confunde com «processos marginais do futebol português, que se servem da arbitragem para proliferar».

domingo, 26 de outubro de 2008

Lubos Michel abandona carreira de árbitro

O árbitro eslovaco Lubos Michel, que dirigiu a final da Taça UEFA ganha pelo FC Porto em 2003, colocou um ponto final na carreira, anunciou a Federação Eslovaca de Futebol (SFZ).
Segundo a SFZ, Lubos Michel, de 40 anos, terminou a carreira na arbitragem por motivos "profissionais e de saúde".
O árbitro eslovaco foi recentemente submetido a uma operação ao tendão, que o impediu de dirigir a 15 de Outubro o jogo entre as selecções da Bélgica e da Espanha, referentes ao Grupo 5 da zona europeia de qualificação para o Mundial 2010, na África do Sul.
Internacional desde 1994, Michel esteve presente nos Mundiais de 2002, na Coreia e no Japão, de 2006, na Alemanha, e nos Europeus de 2004 e 2008.Lubos Michel dirigiu na época passada a final da Liga dos Campeões, que opôs no Estádio Luzhniki, em Moscovo, o Manchester United ao Chelsea. Os "red devils", onde alinham os portugueses Cristiano Ronaldo e Nani, acabaram por se sagrar campeões europeus de clubes, depois de baterem os "blues" no desempate por grandes penalidades.
Na sua carreira internacional, Lubos Michel dirigiu mais de 50 encontros das competições europeias, entre os quais a final da UEFA em 2003, ganha pelo FC Porto de José Mourinho ao Celtic (Escócia), em Sevilha.
Um dos melhores árbitros do mundo coloca assim um ponto final no apito!

Conselho de Arbitragem da FPF congratula António Cardoso

O Conselho de Arbitragem da Federação Portuguesa de Futebol, reunido terça-feira, na Sede da FPF, deixou um voto de congratulação ao árbitro internacional português, António Cardoso, pelo seu desempenho no recente Campeonato do Mundo de Futsal Brasil-2008.
O órgão presidido por Carlos Esteves lembrou a "brilhante participação" do juiz luso - que apitou a partida das meias-finais da competição, entre os anfitriões (Brasil) e a Rússia - considerando que António Cardoso "prestigiou uma vez mais a arbitragem portuguesa e, por seu intermédio, a própria FPF".

quinta-feira, 23 de outubro de 2008

UEFA motivada com utilização de 4 árbitros assistentes

Para o chefe da comissão arbitral da UEFA, Yvan Cornu, a utilização de dois assistentes adicionais, colocados atrás das balizas, revelou-se muita positiva. A experiência está a decorrer no Europeu de sub-19, nos Grupos 1 e 5 de classificação, e apesar de ser ainda muito cedo para tirar conclusões, Cornu considera que «vale a pena o esforço».
Yvan Cornu, citado pelo diário desportivo espanhol Marca, adiantou que os árbitros participantes estã a gostar da ideia. «Os árbitros têm dito que até agora só têm visto vantagens», declarou. Na opinião do dirigente, com mais dois assistentes em campo «há um maior controlo da área de penalty, os árbitros sentem-se mais à vontade nos contra-ataques e há menos protestos».
«Os assistentes extras têm um efeito tranquilizador e preventivo e não afectam, de todo, o controlo de jogo. Não vimos aspectos negativos, nem nada que pudesse criar complicações e problemas», acrescentou Cornu.
A experiência vai continuar, introduzindo-se novas variantes, como por exemplo «em vez dos novos assistentes estarem em lados opostos, poderão surgir no mesmo lado. As normas não estão fixadas, vamos tentar tudo», explicou o chefe da comissão arbitral da UEFA.

sexta-feira, 17 de outubro de 2008

Há quatro anos atrás... A bola entrou ou não entrou?

Neste dia 17 de Outubro, há 4 anos atrás, jogou-se no Estádio da Luz um clássico do futebol português. O jogo Benfica - Porto dessa época 2004/2005 ficou marcado por um lance que fez as delicias da comunicação social, o desespero dos adeptos benfiquistas e a alegria dos portistas. Referimo-nos a um remate do Petit que o Vítor Baía não segurou à primeira, só conseguindo afastar a bola da sua baliza num segundo momento.O réu desse jogo foi o leiriense Olegário Benquerença. Pouco tempo depois desse jogo, uma universidade belga ou francesa (não temos a certeza) fez um estudo com imagens virtuais desse lance. Eis o resultado:


video

quinta-feira, 16 de outubro de 2008

Lucílio no Partizan - Sampdória para Taça UEFA

O árbitro internacional português, Lucílio Baptista, foi nomeado para dirigir o jogo entre Partizan e Sampdoria, que se realiza dia 23 em Belgrado, relativo à primeira jornada do Grupo C da Taça UEFA.
O juiz da AF Setúbal far-se-á acompanhar de Sérgio Lacroix e Venâncio Tomé, enquanto árbitros assistentes, e Luís Reforço, que desempenhará a função de quarto árbitro.Lucílio Baptista volta assim a dirigir um jogo da Taça UEFA esta época, depois do Tottenham-Wisla Cracóvia da primeira eliminatória.
O Grupo C integra ainda as equipas do Estugarda, St. Liège e Sevilha.

quarta-feira, 15 de outubro de 2008

Brasil: agrediu árbitro a soco e pediu desculpa...

Mais um caso de agressão de um jogador a um árbitro. Agora aconteceu no Brasil, onde Neném, jogador de um clube da II divisão do campeonato baiano, contestou uma decisão do juiz Aristeu Ramos ao soco.
Os jogadores do Juazeirense, que defrontava o Guanambi pelo acesso à final do campeonato, contestavam uma decisão de jogo, perseguindo o juiz, quando Neném alvejou o árbitro. O jogador foi logo detido e levado pela polícia para fora do relvado.
No fim, Neném pediu desculpa, mas também tentou explicar a sua atitude. «Eu tinha acabado de entrar. De cabeça quente, acabei atingindo o juiz. Mas eu acho que ele tem que ver o meu lado. Sou um pai de família, tenho dois filhos. Posso acabar minha carreira aqui, mas quero pedir desculpas a ele», afirmou o jogador, que arrisca, segundo a Globo, 120 a 750 dias de suspensão.

Veja aqui o video!

O exemplo vindo de Itália

O defesa francês Phillippe Mexès, da Roma, foi punido com três jogos de suspensão por ter insultado o árbitro Andrea de Marco, que lhe mostrou o cartão vermelho na sequência de dois amarelos, no passado dia 5, quando a sua equipa defrontou e perdeu (1-0) com o Siena. As autoridades desportivas italianas consideraram que o jogador, ao deixar o terreno de jogo, dirigiu ao juiz do encontro um “insulto grave”, daí a mão pesada a castigá-lo.

terça-feira, 14 de outubro de 2008

Árbitros do Benfica e do Braga na Taça UEFA

Benfica e Braga já conhecem os árbitros que vão dirigir os jogos da primeira jornada da Taça UEFA.
A partida entre o Hertha de Berlim e o Benfica, a contar para o Grupo B da Taça UEFA, vai ser dirigido pelo belga Paul Allaerts, que conta com os auxiliares Danny Huens e Joel De Bruyn.
O jogo está marcado para 23 de Outubro, o mesmo dia em que se realiza o Braga-Portsmouth, do Grupo E da Taça UEFA. O encontro de Braga terá como árbitro o esloveno Darko Ceferin. Os árbitros assistentes são Andrej Kokolj e Milan Kogej.

segunda-feira, 13 de outubro de 2008

Espanha: jogador parte o nariz e dois dentes ao árbitro

Um jogador do Atlético Zabal - formação andaluza dos escalões secundários de Espanha - pode ser suspenso por cinco anos depois de ter agredido o árbitro Miguel Angel Ruiz Reguera. Tudo aconteceu no passado sábado, no jogo entre o Zabal e o Pastores.
Ao ser admoestado com o segundo cartão amarelo, o agressor José Luis Montes reagiu selvaticamente e deixou o juiz da partida em muito mau estado. Apesar de quease imediatamente imobilizado pelos restantes jogadores, Montes ainda partiu o nariz e dois dentes ao árbitro da partida.
Miguel Angel Ruiz Reguera, de apenas 24 anos, apresentou queixa na polícia e já esta segunda-feira José Luíz Montes foi conduzido para prestar declarações. O processo será agora entregue a um magistrado que determinará a pena a cumprir pelo jogador.
O Atlético Zabal decidiu, entretanto, despedir com justa causa Montes devido ao comportamento bárbaro do atleta. Quanto ao árbitro, confessou à imprensa espanhola estar a pensar seriamente abandonar os relvados.

IFAB testa Futebol com 4 Árbitros Assistentes na Eslovénia

As reacções iniciais à experiência com mais dois árbitros assistentes, que está a decorrer no mini-torneio de qualificação para o Campeonato da Europa de Sub-19, na Eslovénia, foram extremamente positivas.
Platini presente
O Grupo 5 do mini-torneio engloba a anfitriã Eslovénia e ainda a Noruega, a Eslováquia e a Arménia. O torneio teve início na sexta-feira e decorre até quarta-feira, sendo que o Presidente da UEFA, Michel Platini, esteve presente para assistir à experiência. Para além do árbitro principal e dos dois árbitros assistentes, são incluídos mais dois árbitros assistentes, situados atrás da linha de golo para estarem atentos aos lances na grande área, tais como faltas ou conduta violenta.
Reacções dos árbitros
Platini ouviu as primeiras reacções à experiência, que vem no seguimento da aprovação do teste pelo International Football Association Board (IFAB), que rege as leis do jogo, na última Primavera. Os árbitros Nicola Rizzoli (Itália), que dirigiu o encontro Noruega-Eslovénia, e Mark Courtney (Irlanda do Norte), que esteve na partida Eslováquia-Arménia, tiveram a oportunidade de partilhar as suas experiências com o Presidente da UEFA.
Discussão alargada
O responsável pela arbitragem da UEFA, Yvan Cornu, esteve presente na reunião, juntamente com os representantes da arbitragem da FIFA, Leslie Irvine e Fernando Tresaco, bem como os homólogos da UEFA, Marc Batta e Hugh Dallas, e ainda os delegados do IFAB, Donald McVicar e Neale Barry. Cada árbitro ou árbitro assistente do mini-torneio que decorre na Eslovénia também estiveram presentes na reunião, enquanto o director das federações nacionais da UEFA, Theodore Theodoridis, e o secretário-geral da Federação de Futebol da Eslovénia, Dane Jost, estiveram presentes na qualidade de observadores.
Um árbitro mais atento
´O objectivo é ter um árbitro mais atento´, disse Platini. ´Não queremos alterar a filosofia do jogo; não queremos ter dois ou três árbitros´.
Agradável surpresa
Os árbitros e os seus assistentes afirmaram que ficaram agradavelmente surpreendidos. O árbitro tem pleno controlo do que se passa no terreno de jogo, mas tem mais olhos concentrados na grande área, o que pode ser um elemento dissuasor para os jogadores que tentam simular faltas. Fica a sensação de que se tem uma visão abrangente e clara de possíveis ´áreas cegas´ e todos os árbitros referiram que se sentiram mais confiantes. Por último, mas não menos importante, os assistentes adicionais podem prestar mais atenção aos foras-de-jogo.
Boa sensação
´Foi uma experiência muito boa neste tipo de torneios [com jovens jogadores]´, disse Rizzoli. ´Fiquei com uma sensação muito agradável, que deriva do facto de eu ter total controlo sobre o que se passa em cada metade do campo. Tínhamos três pessoas a observar a grande área, o que é muito importante´.
Experiência interessante
´É uma experiência muito interessante´, acrescentou Courtney. ´O mais importante para os árbitros é tomarem sempre a decisão correcta. Com este sistema, podemos receber rapidamente informação extra por parte dos assistentes adicionais, que podemos considerar como parte do difícil processo de tomar a decisão final´.
Mais experiências previstas
Melhorias e testes futuros vão ser obviamente necessários, estando prevista a realização de mais experiências para o final deste ano, também na fase de qualificação de Sub-19, nos Grupos 1 e 7, na Hungria e no Chipre.

©UEFA

sábado, 11 de outubro de 2008

Vítor Pereira enaltece evolução na relação entre árbitros e treinadores

O presidente da Comissão de Arbitragem da Liga, Vítor Pereira, considera que a relação entre árbitros e treinadores «está francamente melhor» no futebol português.
«Está francamente melhor, tem havido uma evolução no que respeita à atitude e comportamento dos treinadores, bem como uma melhoria do desempenho dos árbitros», defendeu Vítor Pereira, esta sexta-feira, à margem do I Seminário de Formação Pós-Graduada UEFA Pro, que decorre em Oeiras, no qual foi um dos prelectores.
«Estamos perante matérias cientificamente estudadas. Sabemos que um comportamento gera outro comportamento. Se formos agressivos dum lado, do outro haverá também maior probabilidade de agressividade. Ao invés, se formos correctos e tivermos espírito desportivo e compreensão, teremos uma atitude semelhante do outro lado», notou.

sexta-feira, 10 de outubro de 2008

Nomeações FPF para jogos dos dias 11 e 12 de Outubro

Consulte aqui as nomeações da Federação Portuguesa de Futebol para os jogos a realizar nos dias 11 e 12 de Outubro.

Pedro Proença e O. Benqurença nomeados para Liga dos Campeões

Pedro Proença e Olegário Benquerença chefes das duas equipas que vão arbitrar jogos da 3.ª jornada da "Champions"
Pedro Proença e Olegário Benquerença foram nomeados para arbitrar jogos da Liga dos Campeões de Futebol, na terceira jornada , que se vai disputar a 21 e 22 de Outubro, foi anunciado esta quinta-feira.
Olegário Benquerença, da Associação de Futebol de Leiria, será auxiliado por José Cardinal (AF Porto), João Santos (AF Lisboa) - árbitros assistentes - e Cosme Machado (AF Braga) - quarto árbitro.
Pedro Proença (AF Lisboa), os árbitros assistentes Bertino Miranda (AF Porto) e Tiago Trigo (AF Lisboa), e João Capela (AF Lisboa), enquanto quarto árbitro, compõem a outra equipa lusitana que marcará presença nesta fase da competição.

Italiano da final do EURO2008 apita a nossa selecção

A nossa selecção joga amanhã diante da Suécia, no Estádio Råsunda. A Equipa das Quinas desloca-se ao Estádio Råsunda (situado a cerca de seis quilómetros de Estocolmo, em Solna, e com capacidade para receber cerca de 37 mil espectadores) para jogar pelas 20h00 (locais) no , diante da Suécia.
O jogo será dirigido por uma equipa de arbitragem italiana chefiada por Roberto Rosetti, que arbitrou o jogo da final do Euro2008 entre a Espanha e a Alemanha. Paolo Calgano e Cristiano Copelli serão os árbitros assistentes. Paolo Dondarini será o quarto-árbitro da partida.

terça-feira, 7 de outubro de 2008

segunda-feira, 6 de outubro de 2008

Alemanha: árbitro pede desculpa por não validar um golo

Wolfgang Stark, que os portugueses viram recentemente no Benfica-Nápoles, foi uma das figuras da última jornada da Bundesliga ao não validar um golo ao Borussia Dortmund depois de a bola ter ultrapassado a linha de golo da baliza de Robert Enke, curiosamente também antigo guarda-redes dos encarnados, que agora representa o Hannover.
O Dortmund já vencia por 1-0, quando Enke deteve o cabeceamento de Robert Kovac já bem depois da linha. Decorria o 17º minuto. O encontro acabaria empatado a um golo.
«Temos níveis de exigência muito altos e isto torna tudo ainda mais amargo», disse o juiz, que fez questão de pedir desculpa pela decisão à equipa prejudicada. O Borussia seria segundo classificado do campeonato, em caso de vitória.

in: maisfutebol

sábado, 4 de outubro de 2008

Árbitro chama a polícia quando ouve palavrões

«Ao primeiro insulto, aviso os delegados ao jogo. Ao segundo, chamo a polícia. Ao terceiro, acabo com o jogo.» Com três passos simples, Ángel Jiménez Bonillo pretende contribuir para uma revolução cultural no futebol. O jovem árbitro, de 31 anos, tornou-se notícia em Espanha pelo desejo, quiçá utópico, de mudar o Mundo da bola. Um jogo de cada vez.
Em conversa com o Maisfutebol, Ángel Jiménez revela a sua faceta pacifista, já evidenciada em torneios organizados para apoiar as vítimas de violência ou promover o convívio entre jovens de diferentes nacionalidades e religiões. Professor de língua espanhola e história da religião, o árbitro regressou aos relvados em 2006 para acabar com os insultos. Palavrões, melhor dizendo.
«Comecei como árbitro aos 16 anos, mas retirei-me da arbitragem em 2002. Voltei em 2006, quatro anos depois, já com outra visão sobre o futebol e o desejo de dar o meu contributo, num desporto que tem deixado uma péssima imagem», começa por explicar.
Ángel Jiménez louva o comportamento dos intervenientes no ténis, ou mesmo no râguebi, não admitindo que o futebol sirva para estragar o cenário: «Penso que o desporto pode passar uma mensagem ao mundo. Por isso, gostaria de ver o futebol sem insultos. O que faço é um convite à reflexão, para percebermos porque é que algo tão negativo não é punido socialmente.»
«Já tive de chamar a polícia três vezes»
«Alguns acham-me louco, mas ainda não tive de suspender qualquer jogo», diz o árbitro, entre sorrisos. Quando regressou, com 28 anos, desceu de escalão e voltou a dirigir encontros das camadas jovens. Mesmo assim, já teve de seguir o segundo passo do seu programa. «Que me lembre, já tive de chamar a polícia por três vezes, por causa de insultos nas bancadas», contabiliza.
«Ao início foi difícil, porque as pessoas não estavam acostumadas. Antes dos jogos, falo com toda a gente a explicar o que pretendo. Os miúdos ouvem-me como se fosse um professor no colégio, mas depois não podem conviver com insultos vindos das bancadas, até dos próprios pais. Portanto, quando ouço algo, tenho de agir», explica.
Ángel Jiménez Bonillo faz o que pode. Sabe que, provavelmente, não vai mudar o Mundo. Nem mesmo o mundo futebolístico, sobretudo num país que encara o futebol com tamanha paixão. Aliás, um pouco à imagem do que acontece em Portugal. Mas regressa a casa de consciência tranquila. «Vou vendo alguns jogos da Liga portuguesa pelo Canal Plus, também vi jogos da vossa selecção no Euro, e penso que são muito parecidos com os espanhóis, nesse aspecto. Gostava que ambos mudassem. Eu faço a minha parte. Agora, depende de cada um fazer o mesmo ou seguir o seu próprio caminho», conclui, refugiando-se na sua mensagem de marca: «Insultarias o teu filho?».

in: maisfutebol.pt

sexta-feira, 3 de outubro de 2008

Nomeações FPF para jogos dos dias 4 e 5 de Outubro

Consulte aqui as nomeações da Federação Portuguesa de Futebol para os jogos a realizar nos dias 4 e 5 de Outubro.

Um manual para o árbitro ser sério e parecer sério...

Normas de conduta.
Pela primeira vez, a arbitragem tem um conjunto de regras de comportamento delineadas pelo Conselho de Arbitragem da Federação Portuguesa de Futebol. O 'Apito Dourado' está na génese, a ideia é a mulher de César.
A ideia foi de Carlos Esteves, responsável pelos juízes na Federação
Subtilmente, o Conselho de Arbitragem (CA) da Federação Portuguesa de Futebol (FPF) lançou a ideia num curso de árbitros em Fevereiro de 2006. Com os ecos do "Apito Dourado" ainda a ribombarem sobre as cabeças dos juízes, era preciso orientar comportamentos para evitar suspeições desnecessárias. E eis que, mais de dois anos depois, surge uma "Recomendação de Normas de Comportamento dos Árbitros de Futebol e de Futsal", publicado no sítio da FPF no passado dia 25. São dez princípios orientadores - o não seguimento destes não implica sanções - que merecem aplausos, apesar de reparos da Associação Portuguesa de Árbitros de Futebol (APAF)."
Este documento baseia-se em três coisas: as recomendações que a FIFA faz anualmente; dois livros que eu li sobre ética e deontologia na arbitragem, um argentino e outro mexicano; e nas eventuais sugestões dos árbitros, que não disseram nada", conta ao DN sport Carlos Esteves, presidente do CA. "Então, eu e a minha equipa concluímos este documento que, sublinho, faz recomendações e não implica sanções se alguém não as cumprir."
Esta é a génese e a metodologia seguida por Carlos Esteves e restantes membros do CA, mas o alvo é nítido e lógico: o abalo provocado pelo "Apito Dourado". No centro deste escândalo estiveram contrapartidas oferecidas a árbitros e, ainda, prendas que estes aceitavam de alguns clubes. "Com toda essa agitação, com toda a confusão, é preciso entrar em anos novos. O passado morreu", assume o dirigente. "É um alerta para os árbitros. Pensamos que as pessoas vão ler e seguir as orientações. Quem quiser entrar no caminho da transparência, tem aqui uma ferramenta", continua.
E explica que a ideia, que partiu do CA, foi prontamente acolhida por Gilberto Madaíl. "O presidente levou a nossa proposta à direcção, que disse "sim, senhora, publique-se no sítio da federação e publicite-se."
Para Vítor Pereira, presidente da Comissão de Arbitragem da Liga de Clubes, a ideia é "construtiva e útil". "Perante um documento deste cariz, julgo que toda a estrutura da arbitragem o deve seguir", diz. "Não tenho ideia de ter havido alguma vez um documento deste género", adianta o antigo árbitro.
E tem razão: esta é mesmo a primeira vez que a cúpula da arbitragem emana normas de comportamento a ter pelos juízes. "É uma originalidade no modo, não no conteúdo. Estas recomendações já existiam no seio da CA e nos cursos de árbitros. Eu próprio cheguei a fazer algo semelhante há uns anos, para palestras em cursos", junta Vítor Pereira.
Carlos Esteves só não acha normal ainda não ter colhido qualquer opinião sobre esta iniciativa. "Sinceramente, acho estranho não ter tido ainda feedback: Toda a gente diz que a FPF não diz nada sobre o 'Apito Dourado', que não actua...", justifica-se o presidente do CA da Federação e autor da ideia.

in: DN Online

quinta-feira, 2 de outubro de 2008

Plano de Treinos para o mês de Outubro

A FPF tem já disponível no seu website o Plano de Treinos para o mês de Outubro. Esta valiosa ferramenta de trabalho, produzida pelo Prof. João Dias, pode ser consultada aqui.
Bons treinos!

VII Encontro Nacional do Árbitro Jovem – 2008

O VII Encontro Nacional do Árbitro Jovem – 2008 que decorreu nos dias 26, 27 e 28 de Setembro no Centro de Estágios de Rio Maior teve um grande sucesso, foram atingidos os objectivos a que nos propusemos, motivando os Jovens Árbitros para a sua carreira.
Foi uma mais valia no desenvolvimento intelectual, físico e cultural dos potenciais talentos da arbitragem, e também na perspectiva da formação da pessoa enquanto desportista, adepto e cidadão.
Nesta acção de formação participaram 60 Jovens Árbitros, que pretendemos que sejam a nossa “Selecção de Esperanças” na Arbitragem.Como se pode verificar pelos resultados do inquérito de avaliação, os Jovens Árbitros distinguiram como temas de excelência “ARBITRAGEM - O Treino para melhor render... render para melhor JULGAR!” da equipa liderada pelo Mestre José Neto, a conversa com os Árbitros Jorge Sousa e Luís Estrela no tema “A Caminho do Topo”, e o trabalho na área da psicologia da equipa coordenada pelo Dr. João Nuno Pacheco no tema “Formação Vivencial: fazer, aprender, melhorar”.
A APAF agradece a todos os convidados que participaram nesta acção de formação e deseja o maior sucesso a todos os Jovens Árbitros que participaram no VII Encontro Nacional do Árbitro Jovem – 2008.
Anexo - Avaliação VII ENAJ 2008

Notícia publicada pela APAF no seu website: http://www.apaf.pt/

UEFA troca árbitro do jogo Benfica - Nápoles

A UEFA substituiu o árbitro alemão Felix Brych pelo compatriota Wolfgang Stark para dirigir o encontro desta noite entre o Benfica e o Nápoles para a Taça UEFA.A restante equipa de arbitragem mantém-se com os árbitros assistentes Jan-Hendrick Salver e Robert Hartmann.