domingo, 30 de novembro de 2008

Bandeirolas Bip... modernices...

sexta-feira, 28 de novembro de 2008

quinta-feira, 27 de novembro de 2008

Treinador inglês chamou árbitro de "Mickey" e vai ser castigado por isso...

Joe Kinnear, o polémico treinador do Newcastle, arrisca-se a ser castigado, depois de ter chamado «Mickey Mouse» a Martin Atkinson, o árbitro do jogo com o Fulham, realizado no dia 9 de Novembro.
No final do encontro, quem que a sua equipa perdeu por 2-1, o técnico deixou críticas ao trabalho da equipa de arbitragem. Para além de ter comparado o árbitro à figura do mundo da Walt Disney, Kinnear apelidou ainda de «diabólica» a decisão de não assinalar uma grande penalidade a favor da sua equipa.
Joe Kinnear foi agora acusado pela federação inglesa (FA) de «conduta imprópria» e tem até 12 de Dezembro para apresentar a sua defesa.
Em Inglaterra, o respeito pelos árbitros, e consequentemente, pelo futebol, é para levar a sério! Qualquer semelhança com Portugal, é pura ilusão...

Para reflexão...

Relativamente a algumas coisas que se vão passando e falando no nosso futebolzinho...
O homem superior atribui a culpa a si próprio; o homem comum aos outros.
(Confúcio)

Mestre Joaquim Campos homenageado pela C.M. de Lisboa

A Câmara Municipal de Lisboa, atribuiu a Medalha Municipal de Mérito, Grau Ouro a Joaquim Fernandes de Campos no dia 14 de Novembro de 2007, que será entregue no próximo dia 2 de Dezembro (terça-feira) às 15h30 no Pavilhão Carlos Lopes em Lisboa.
Esta homenagem ao amigo Joaquim Campos é um merecido louvor ao seu trabalho e dedicação de uma vida à arbitragem portuguesa. Parabéns Mestre!

quarta-feira, 26 de novembro de 2008

Árbitro alemão mostra dois amarelos ao mesmo tempo!

O insólito aconteceu no jogo entre o Mainz e o St. Pauli, a contar para a segunda divisão alemã. Após uma falta dura no meio-campo e muita discussão nos momentos que se lhe seguiram, o árbitro da partida não teve meias medidas. Chamou um jogador de cada equipa e sacou de dois cartões amarelos ao mesmo tempo, num movimento repleto de estilo.
O melhor mesmo é ver o vídeo...

terça-feira, 25 de novembro de 2008

Nomeações FPF para jogos de 26 e 27 de Novembro

Consulte aqui as nomeações da Federação Portuguesa de Futebol para os jogos a realizar nos dias 26 e 27 de Novembro.

José Mourinho: "É mais fácil ser árbitro em Inglaterra"

José Mourinho fez esta terça-feira a antevisão do encontro entre o Inter e o Panathinaikos, da quinta jornada da Liga dos Campeões. Em conferência de imprensa o treinador falou ainda de arbitragem, depois de mais uma jornada polémica, para fazer uma distinção entre o que se passa em Inglaterra e em Itália. Também podia estar a falar de Portugal.
«É muito mais difícil ser árbitro aqui do que em Inglaterra. Lá o jogo é leal, com fair play. Quando o árbitro apita, o jogo acaba e não há análises detalhadas de cada pormenor. Aqui, todas as situações são escrutinadas e os juízes estão sob enorme pressão», afirmou o treinador, em conferência de imprensa.

Nomeações da 10ª Jornada da Liga Sagres e Liga Vitalis

Lucílio Baptista fala sobre arbitragem e a sua carreira

O árbitro internacional português Lucílio Baptista foi nomeado pela UEFA, com já havíamos referido em post anterior, para dirigir o jogo entre os romenos do Cluij e os Italianos do AS Roma, amanhã, na quinta jornada da fase de grupos da "Champions"
O árbitro setubalense diz que a arbitragem portuguesa ainda tem um "longo caminho a percorrer", sendo necessário criar um melhor ambiente para a sua progressão a nível internacional.
Oiça as declarações do Lucílio sobre "A arbitragem portuguesa está a tentar afirmar-se de uma forma positiva no cenário internacional", "Deixem-nos trabalhar" e os seus "105 Jogos internacionais, 26 na "Champions"

Video com os 10 maiores erros de arbitragem no Brasileirão 2007

segunda-feira, 24 de novembro de 2008

António Sérgio e as críticas às arbitragens

O presidente da Associação Portuguesa de Árbitros de Futebol critica o Sporting pelas sucessivas críticas à arbitragem. António Sérgio diz que o clube deve passar a fazer as suas queixas nos locais próprios, ou seja, nas instituições da Liga Portuguesa de Futebol Profissional.
A arbitragem voltou a ser tema nesta nona jornada, depois de o treinador do Sporting se ter queixado da arbitragem de Artur Soares Dias, que expulsou Caneira e Derlei no jogo com a Naval. Paulo Bento afirmou no final do encontro que, se querem perseguir alguém, que o persigam a ele. O director desportivo leonino, Pedro Barbosa, também se referiu ao assunto, e, quando instado a comentar o trabalho da equipa de arbitragem, endereçou de forma irónica essa função para o presidente da APAF.
Em declarações à Antena 1, António Sérgio responde ao treinador e ao dirigente do Sporting lamentando a sua atitude e incitando o clube a queixar-se junto da LPFP.
"Isto cai no âmbito do que podemos chamar de ofensas à ética desportiva. Acho lamentável que sejam prestadas essas declarações, porque põem em causa o prestígio dessa instituição que é o futebol, na qual estão incluídos os árbitros, os jogadores e os treinadores. Era melhor não serem feitas", começa por dizer.
"Se o Sporting tem alguma coisa a dizer, que o diga nos locais próprios, que é dentro da sede da Liga, nas instituições da Liga, na assembleia-geral da Liga, na direcção da Liga, e não deve estar a lançar suspeitas sobre as anotações técnicas dos árbitros. Eu não comento as anotações técnicas nem dos árbitros, nem dos jogadores", acrescenta.
"Estamos cansados"
Outro motivo para a insatisfação de António Sérgio é o incidente com o Vitória de Guimarães. O treinador Manuel Cajuda foi expulso esta jornada e disse depois que tinha sido "enxotado como um animal".
O presidente da associação dos árbitros confessa que já está cansado da contestação à arbitragem: "Todos os anos acontece esta situação e já estamos habituados. Estamos já cansados".
"Não podemos aceitar este tipo de violações da ética desportiva, porque nós também não o fazemos em relação aos treinadores. Respeitamos os treinadores, respeitamos o trabalho deles e dos jogadores. Achamos que era melhor discutir os assuntos internamente e não externamente, porque isso só desprestigia o futebol", remata.

Champions League: Olegário em Inglaterra e Lucílio na Roménia

Olegário Benquerença irá apitar esta quarta-feira o jogo Liverpool - Marselha para a Liga dos Campeões. Terá como colegas de equipa os árbitros assistentes José Cardinal e Bertino Miranda, sendo o quarto árbitro Hugo Miguel.
Lucílio Baptista estará no mesmo dia na Roménia, também em jogo para a Champions, no CFR 1907 Cluj - AS Roma. Neste jogo será acompanhado por João Santos e Sérgio Lacroix, sendo o quarto árbitro Paulo Baptista.

Árbitros do Benfica e Braga na Taça UEFA

Stéphane Lannoy é o árbitro nomeado para o Olympiakos – Benfica, de quinta-feira. O juiz francês, esta temporada, já apitou um jogo da Liga dos Campeões, o que opõs BATE Borisov e Zenit de São Petersburgo. Lannoy tem 39 anos e no passado Sábado arbitrou o jogo mais importante da Ligue 1, em França, entre o PSG e o Lyon.
Para o Sporting de Braga – Wolfsburgo foi nomeado um árbitro búlgaro, Anton Genov, de 42 anos, que esta época esteve no Twente – Rennes, da taça UEFA.

Fenerbahçe-FC Porto: Espanhol Undiano Mallenco árbitro nomeado pela UEFA

A UEFA nomeou o árbitro espanhol Undiano Mallenco para dirigir a partida entre o Fenerbahçe e o FC Porto, terça-feira, na Turquia, referente à quinta jornada da fase de grupos da Liga dos Campeões.
Mallenco tem as insígnias da FIFA desde 2004 e em 2007 apitou a final do Mundial de sub-20, no Canadá, entre a Argentina e a República Checa. Esta temporada, na fase de grupos da Liga dos Campeões, foi o árbitro escolhido para o Bordéus-Roma e Fiorentina-Bayern de Munique.

Matteo Trefoloni foi nomeado pela UEFA para arbitrar o Sporting – Barcelona

A UEFA nomeou o jovem árbitro, de 37 anos, Matteo Trefoloni para o Sporting – Barcelona, da próxima quarta-feira. O juiz italiano que, esta época, já esteve num jogo da fase de grupos da Liga dos Campeões, em Glasgow, no Celtic – Aalborg, e também na fase preliminar, dirigindo o Steaua de Bucareste (de Tiago Gomes e Semedo) frente ao Galatasaray, de Fernando Meira.
Trefoloni, no último domingo, arbitrou o Reggina – Atalanta, da Serie A italiana

Nova experiência com cinco árbitros no Chipre

A experiência inovadora com cinco árbitros continuou no mini-torneio de apuramento para o Campeonato da Europa de Sub-19 que está a decorrer no Chipre, com antigos árbitros de topo a seguirem atentamente os jogos.
Atrás da baliza
Para além do árbitro e de dois assistentes nas linhas laterais, estarão de serviço, atrás da linha de fundo, mais dois assistentes, especialmente atentos às incidências dentro da área, como faltas ou comportamentos incorrectos. Estes testes surgem depois de aprovados pelo organismo regulador das regras do futebol, o International Football Association Board. O Presidente da UEFA, Michel Platini, e o Secretário-Geral David Taylor, acompanharam pessoalmente os testes que decorreram no mês passado no mini-torneio de Sub-19 organizado na Eslovénia.
Árbitros escoceses e franceses
O árbitro escocês Douglas McDonald, os assistentes Graham Chambers e Derek Rose, e os dois árbitros suplementares Calum Murray e Iain Brines dirigiram o encontro entre o Chipre e a República Checa, que terminou empatado a um golo. No jogo entre a Dinamarca e a Geórgia, que terminou com um resultado de 2-2, os cinco juízes foram franceses, o árbitro Tony Chapron, os assistentes David Benech e Boisdenghein Emmanuel, e os árbitros adicionais Olivier Thual e Said Ennjimi.
Vítor Pereira presente
Os dois jogos foram supervisionados pelos antigos árbitros internacionais de topo Hugh Dallas (Escócia), Urs Meier (Suíça), Marc Batta (França), Peter Mikkelsen (Dinamarca) e Vítor Pereira (Portugal). "Este será o terceiro torneio a acolher esta experiência", explicou Dallas, que, juntamente com Marc Batta, faz parte do Comité de Arbitragem da UEFA. "Até agora foi muito bem-sucedida. O principal objectivo é controlar melhor o que se passa na grande área, para além de ajudar o árbitro, pois sabemos que este é o local onde acontecem a maior parte dos incidentes".
Maior controlo
O árbitro francês Chapron afirmou que este sistema possibilita que os árbitros controlem melhor uma zona onde normalmente sentem mais dificuldades. "Por isso sentimo-nos mais confiantes nas decisões que tomamos", explicou. "Claro que o facto de termos mais controlo, não excluiu totalmente os erros, mas certamente que eles diminuirão consideravelmente".

in: UEFA.com

sexta-feira, 21 de novembro de 2008

Nomeações FPF para jogos de 22 e 23 de Novembro

Consulte aqui as nomeações da Federação Portuguesa de Futebol para os jogos a realizar nos dias 22 e 23 de Novembro.

Rui Silva poderá voltar a actuar em breve

Rui Silva, o único árbitro do quadro de 1.ª categoria que está suspenso pelo Conselho de Justiça da FPF, pode ser reintegrado já na próxima semana.
O novo CJ vai avançar com as decisões dos recursos dos árbitros do principal escalão envolvidos – o outro árbitro é Augusto Duarte, hoje na 2.ª categoria – e tudo aponta para que acompanhe a decisão do Supremo Tribunal Administrativo, que considerou, na análise ao recurso de João Bartolomeu, que o conteúdo de escutas telefónicas não pode ser usado em processos disciplinares.
O caso de Rui Silva tem ainda outra vertente, pois este árbitro confessou, quando ouvido em inquérito disciplinar, que recebeu artefactos em ouro do Gondomar SC. Quanto ao caso de Augusto Duarte, para além das escutas há outras peças processuais que podem tornar mais complexa a decisão do CJ da FPF.
Em lista de espera vão continuar os recursos de alguns árbitros de 2.ª categoria, como é o caso de Valente Mendes, que até foi absolvido no processo originário.

quarta-feira, 19 de novembro de 2008

Olegário Benquerença em jogos da Liga do Qatar

O árbitro internacional, Olegário Benquerença (AF Leiria) foi nomeado para actuar em alguns dos jogos da Liga do Qatar, a disputar entre os dias 2 e 12 de Dezembro.
A acompanhar aquele que se perfila como nosso representate no próximo munidal de futebol estarão os árbitros assitentes Bertino Miranda (AF Porto) e João Santos (AF Porto).

Árbitro do Liverpool - At. Madrid ameaçado de morte

Martin Hansson, o árbitro sueco que dirigiu o encontro da Liga dos Campeões entre o Liverpool e o Atlético de Madrid, revelou ter recebido ameaças de morte, devido à polémica grande penalidade assinalada nos instantes finais da partida, e que permitiu à equipa da casa garantir o empate (1-1).
«Recebia chamadas a toda a hora e muitas mensagens. Estou habituado, mas desta vez foi demasiado, com um tom ameaçador. Foi muito desagradável», disse o árbitro ao jornal «Expressen», revelando que viu-se mesmo obrigado a mudar de número.
Embora tenha apenas 37 anos, Hansson confessa mesmo que ponderou abandonar o futebol, embora não tivesse concretizado essa ideia. «Não vale a pena deixar influenciar-me por tudo isto. Vou continuar a acreditar que o futebol pode fazer bem. Seria triste que fossem estas forças obscuras a reinar», disse.

Assembleia Geral da APAF - 16 de Janeiro

A Eleição dos Corpos Gerentes da APAF para o triénio 2009/2011 realizar-se-à no próximo dia 16 de Janeiro de 2009 (Sexta-feira), desde as 19H00 até às 23H00.
AVISO CONVOCATÓRIO
De harmonia com os Estatutos da APAF-Associação Portuguesa de Árbitros de Futebol, convoco todos os sócios para a ASSEMBLEIA GERAL ORDINÁRIA que se realizará no próximo dia 16 de Janeiro de 2009 (Sexta-feira), desde as 19H00 até às 23H00, nos locais abaixo indicados, com a seguinte
ORDEM DE TRABALHOS
Ponto único - Eleição dos Corpos Gerentes da APAF-Associação Portuguesa de Árbitros de Futebol (Mesa da Assembleia Geral, Direcção, Conselho Fiscal e Conselho Deontológico e Disciplinar) para o triénio 2009/2011, cuja votação decorrerá nas mesas de voto a seguir enumeradas:
1. Lisboa, sede da APAF, Av. Almirante Reis, 40-A, 1º andar, lado esquerdo, Lisboa
2. Fafe, instalações do Núcleo, Praceta Laurentino Monteiro Ruy Monte, 19, Fafe
3. Porto, sede do Núcleo Francisco Guerra, Rua do Paraíso, 217-2º andar, salas 9 a 12, Porto
4. Coimbra, sede da Associação de Futebol, Rua Ferreira Borges, 155-2º andar, Coimbra
5. Porto de Mós, sede do Núcleo, Largo do Rossio, 25-A, Porto de Mós
6. Cova da Piedade, sede do Núcleo Almada e Seixal, Rua de Angola, 1, cave, Cova da Piedade
7. Évora, sede do NAFE, Travessa Torta, 9, Évora
8. Portimão, sede do Núcleo, Coca Maravilhas, Bl. Camarário B, 3 A Cv, Portimão
9. Funchal, Associação de Futebol, Rua Elias Garcia, 11-Bloco 3-1º andar, letra B, Funchal
10. Mesa de votos por correspondência: Dirigidos ao Presidente da Mesa da Assembleia Geral, Av. Almirante Reis, 40-A, 1º andar, Esqº - 1169-064 LISBOA (ver artigo 49º, nº 8, dos Estatutos)

IMPORTANTE – Conforme determina o Artigo 50º, número 2, dos Estatutos, as listas concorrentes a este acto eleitoral deverão ser entregues à Mesa da Assembleia Geral até vinte dias antes da data da eleição, isto é, até às 18 horas, do dia 29 de Dezembro de 2008 (Segunda-feira), devendo obedecer ao que se encontra estatuído no Capítulo VI – Eleições.Sede da APAF, 14 de Novembro de 2008.
O Presidente da Mesa da Assembleia-geral,
Olegário Manuel Bártolo Faustino Benquerença
Anexo - Versão de Impressão - Aviso Convocatório

Hoje: Brasil - Portugal com árbitro uruguaio

A nossa selecção defronta hoje a sua congénere brasileira em jogo amigável. Jorge Larrionda foi nomeado pela FIFA para dirigir este particular, em Gama, Brasília.
O árbitro uruguaio, de 40 anos, juiz de profissão, vai dirigir desafios da selecção nacional pela terceira vez.
No Mundial de 2006 esteve no Angola-Portugal (0-1) do grupo D e no Portugal-França (0-1) das meias-finais. Em 2004 apitou no Japão a final da Taça Intercontinental ganha pelo FC Porto ao Once Caldas (8-7 após grandes penalidades).
Larrionda é árbitro internacional desde 1998.

segunda-feira, 17 de novembro de 2008

Aconteceu mesmo... no campeonato italiano!!

Era um livre frontal, preparava-se para o bater, a barreira estava pronta. Tudo normal, aparentemente. Mas repare-se na segunda vaga de jogadores do Catania. Posicionam-se atrás da barreira e, antes de Mascara chutar, um deles baixa os calções. Remate, golo...

Aconteceu no domingo, na vitória do Catania sobre o Palermo (3-2), em partida da Serie A italiana. O autor da provocação foi o avançado Plasmati, que completou o golpe recuando a tempo, junto com os jogadores que o acompanhavam, para fugir ao fora-de-jogo no momento do remate. «O objectivo era dificultar a visibilidade do guarda-redes», assume Pietro del Monaco, dirigente do Catania, defendendo que nada ali viola as regras, embora admita que «o bom gosto é relativo»
O caso deu obviamente que falar, e levou a um comentário com humor de Pierluigi Collina, o antigo árbitro que é agora responsável pelas nomeações dos juízes. «Agora temos que reparar também nos calções abaixados na área», constatou Collina, dizendo que o comportamento não é contra os regulamentos, mas pode ser considerado conduta anti-desportiva, mesmo que o gesto não tenha tido intenção de «ofender o público ou provocar um adversário».

Quique Flores: "Futebol dá exemplo à sociedade"

Interessantes palavras de um treinador de futebol...





Que opinião tem sobre a arbitragem em Portugal?
Tenho uma boa opinião. Vim sem qualquer juízo anterior e não tenho problemas. Sempre fui adepto da internacionalização dos árbitros. Um árbitro português deve poder apitar jogos da liga alemã e um árbitro italiano em Portugal. Tornaria as coisas muito mais fáceis. O que me impressiona é que o tempo passe, e essas coisas não avancem, temos de ter a mente mais aberta.
Não lhe causa espanto tantas confusões no futebol português?
Se procurarem noutra liga, vão encontrar o mesmo. Não há nenhuma liga que esteja isenta de confusões.
É uma situação nova para si?
Gostaria que houvesse a menor confusão possível. Damos um exemplo à sociedade e temos de pensar bem para dar o melhor produto possível.

Hugo Miguel no Portugal - Espanha

O árbitro da AF Lisboa, Hugo Miguel, foi nomeado para dirigir encontro entre as Selecções Sub-21 de Portugal e Espanha, agendado para o dia 18 de Novembro, pelas 19h45, no Estádio Municipal do Cartaxo.
Hugo Miguel será auxiliado por Hernâni Mendes e André Campos. Luis Estrela será o quarto árbitro da partida.

domingo, 16 de novembro de 2008

Comunicado da APAF

COMUNICADO
1. Como é do conhecimento público, a APAF condenou, viva e publicamente, as declarações do Treinador do Sporting Clube de Portugal, Sr. Paulo Bento, na Conferência de Imprensa realizada após o jogo de SPORTING-PORTO realizado no passado dia 09, na parte em que as mesmas infringem as normas desportivas.
2. De facto, para além de palavras que constituem uma manifesta falta de respeito pelos Árbitros e pela Arbitragem, foi afirmado e, agora, reafirmado, que, se necessário, deveria ser criado aos Árbitros um “mau ambiente” e que (começava ele a acreditar) que as negativas actuações dos Árbitros são devidas a outras causas que não a mera incompetência técnica.
3. Por causa de essas declarações, a APAF entregou, anteontem, uma denúncia disciplinar desportiva na Federação Portuguesa de Futebol.
4. Por já ter sido efectuada anteriormente outra denúncia do Conselho de Arbitragem da mesma Federação contra o Sr. Paulo Bento – a qual, em geral, é pelas mesmas razões -, foi-lhe instaurado um processo disciplinar pelo Conselho de Disciplina da FPF.
5. A APAF entende por bem reafirmar o que bem sublinhou na referida denúncia: não está em causa este ou aquele Treinador, já que qualquer situação de natureza idêntica será objecto de denúncia disciplinar.
6. De facto, a APAF limitou-se a defender os Árbitros que representa bem como a cumprir a sua função de defesa da disciplina desportiva e, assim, dos valores do respeito, da dignidade, da estabilidade, da segurança e da reputação de TODOS os agentes desportivos do Futebol.
7. Sem prejuízo do reconhecimento do constitucional direito à liberdade de expressão, a APAF, e porque nunca se intromete na competência técnica de outros agentes desportivos, preferiria que a análise técnica dos jogos de Futebol fosse feita nos órgãos internos da FPF e da LIGA, já que o sistema do “bota-abaixo nacional” em locais públicos redunda apenas em nefastos, pesados e duradouros prejuízos para todo o FUTEBOL.
8. A APAF e os Árbitros sempre respeitou e respeitará TODOS os agentes desportivos, mesmos que sancionados pela disciplina desportiva, pois antes de serem agentes desportivos são seres humanos.
9. Apela pois a que, civicamente, TODOS contribuam, em todos os jogos, para o bem-estar, a paz e a tranquilidade de um dos sectores com mais visibilidade pública e valor acrescentado económico, quer em Portugal quer no estrangeiro.
10. E apela a que TODOS cumpram zelosamente as suas funções desportivas, por forma a que, com calma e serenidade e com respeito e compreensão mútuas e recíprocas, se consigam atingir vários objectivos fundamentais: melhor harmonia na sociedade, melhor espectáculo, melhor retorno financeiro para todos, quer os agentes desportivos quer todos os cidadãos em geral e, logo, para todo o Povo de este Portugal imenso e plural.

Lisboa, 15.11.2008
APAF – Associação Portuguesa de Árbitros de Futebol

sexta-feira, 14 de novembro de 2008

Sugestão: Aula Aberta "Também é difícil ser árbitro..."

Nomeações FPF para jogos de 15 e 16 de Novembro

Consulte aqui as nomeações da Federação Portuguesa de Futebol para os jogos a realizar nos dias 15 e 16 de Novembro.

Conselho de Disciplina instaura processo a Paulo Bento

O Conselho de Disciplina (CD) da Federação Portuguesa de Futebol (FPF) decidiu ontem instaurar um processo disciplinar a Paulo Bento, na sequência das declarações do treinador do Sporting após o jogo com o FC Porto, respeitante à Taça de Portugal.
O presidente do CD, Arnaldo Marques da Silva, explicou que o órgão disciplinar apreciou um requerimento apresentado pelo presidente do Conselho de Arbitragem da FPF, Carlos Esteves, durante a reunião de quinta-feira, realizada na sede do organismo, em Lisboa.
Paulo Bento criticou duramente o árbitro Bruno Paixão e todo o sector da arbitragem no fim do jogo da quarta eliminatória da Taça de Portugal, que o FC Porto ganhou no desempate por grandes penalidades (5-4), após empate (1-1) no fim do prolongamento.
O treinador do Sporting disse que "a questão das arbitragem no futebol português mete nojo", qualificando os árbitros de incompetentes e defendendo que, em caso de profissionalização do sector, passariam a ser "profissionais incompetentes".
Qualquer decisão que o CD federativo venha a tomar na sequência do processo disciplinar será passível de recurso para o Conselho de Justiça da FPF.

As coisas não andam bonitas... nem em Inglaterra!

«Jogadores e treinadores comportam-se como animais», diz árbitro
O árbitro inglês Steve Bennet acusou jogadores e treinadores de se comportarem como «animais» dentro do campo. O juiz que vai arbitrar o Chelsea-West Bromwich deste sábado teme pelo futuro do jogo.
Em declarações ao Daily Mirror e citado pela Sky, Bennet analisou: «Fora do relvado, a maioria de nós nunca iria disparar tantas ofensas verbais para outro ser humano. Nós nunca nos iríamos comportar como animais enraivecidos, com gestos violentos e vulgares. Lamentavelmente, o futebol, conhecido como o jogo bonito, fica manchado quando este tipo de comportamento ocorre.»
O treinador do Manchester United, Alex Feguson, e o do Newcastle, Joe Kinnear, criticaram os juízes ingleses nas últimas semanas. Para Bennet, os responsáveis do futebol inglês devem agir de modo firme.
«Muitas vezes, lidar com estas situações só traz mais conflitos, mas não podemos fechar os olhos, pois assim que a popularidade do jogo começou a atrair multidões, as discussões tornaram-se um lugar comum, quase sempre com os árbitros a servirem de bodes expiatórios», considerou Steve Bennet.
«Hoje em dia, também devido a uma deterioração da disciplina social, o insulto a árbitros em todo o país tem como resultado a pior preparação destes para conduzir jogos», concluiu o juiz.

in: MaisFutebol

Vítor Pereira esclarece "Bom" de Bruno Paixão

Vítor Pereira, presidente da Comissão de Arbitragem da Liga de Clubes, observou esta quinta-feira à Lusa que a nota atribuída ao árbitro do recente Sporting-FC Porto, Bruno Paixão, foi "positiva à justa".
"Não vamos comentar os comentários. A classificação não é 'Bom'. Comparada com o contexto escolar, de um a 20 valores, é de 9,5 ou 10, portanto é uma positiva à justa", justificou, referindo-se à nota atribuída pelo observador da partida, Albano Fialho, pertencente aos quadros da Liga, embora o encontro estivesse a cargo da Federação Portuguesa de Futebol.
O juiz setubalense, cujo trabalho na partida em causa foi amplamente criticado por jogadores e treinadores das duas equipas, não foi nomeado para a próxima jornada da Liga Sagres. Castigo?
"Pareceu-nos que seria melhor (Bruno Paixão) não ser sujeito de imediato a um novo jogo. Não se tratou de um castigo. Não somos justiceiros, mas sim gestores de pessoas responsáveis por uma área muito sensível do desporto", sublinhou o antigo árbitro internacional.

quinta-feira, 13 de novembro de 2008

Vitor Pereira: “Não posso ir ao mercado de inverno”

"Não posso ir ao mercado de Inverno substituir este quadro de árbitros, é com eles que conto”. Estas foram as primeiras declarações de Vítor Pereira sobre a polémica que mais uma vez está instalada sobre as arbitragens. Apesar de esta afirmação dar ideia de algum descontentamento do presidente da Comissão de Arbitragem (CA) sobre a sua equipa, e da possibilidade de a mudar caso houvesse oportunidade, Vítor Pereira depositou logo de seguida confiança sobre os árbitros “São estes os árbitros que temos em Portugal e a minha preocupação é fazer outros esforços, enquanto dirigente desportiva, por tentar qualificar as pessoas que tenho, com as limitações que conhecemos e dentro do que são os parâmetros de intervenção que temos ao nosso dispor”.
Já em relação à onda de contestação levantada por Paulo Bento, sobre as arbitragens, o líder da CA fugiu dessa temática. “Não me merece qualquer comentário, sou dirigente desportivo, tenho noção do meu quadro de responsabilidade", aproveitando ainda para amandar a tirada “os árbitros não são animais ou extraterrestres…são seres humanos como todos.
Sobre a indignação sobre Bruno Paixão, o ex-árbitro internacional limitou-se a observar “É um exercício intelectualmente interessante mas nada mais vou dizer sobre isso".

Bruno Paixão e Duarte Gomes na Taça UEFA

O setubalense Bruno Paixão foi nomeado para dirigir o encontro entre os ingleses do Manchester City e os franceses do Paris Saint-Germain, da Taça EUFA, a 03 de Dezembro. Bruno Paixão vai formar equipa com José Cardinal, Venâncio Tomé e Marco Ferreira.
Duarte Gomes, outro árbitro destacado para a Taça UEFA, vai dirigir o encontro entre os russos do CSKA de Moscovo e os polacos do Lech Poznan, a 27 de Novembro. Na sua deslocação à Rússia, Duarte Gomes vai fazer equipa com José Carlos Neves Ramalho, Tiago Trigo e Cosme Machado.

Olegário e Lucílio na Champions League

As equipas de arbitragem lideradas pelo Olegário Benquerença e Lucílio Baptista, que abaixo descriminamos, foram nomeadas pela UEFA para dirigir partidas da Liga dos Campeões a realizar ém 25 ou 26 de Novembro.

Árbitro: Olegário Benquerença (AF Leiria)
Árb. Ass: José Cardinal e Bertino Cunha Miranda (ambos da AF Porto)
4º Árb: Hugo Miguel (AF Lisboa)

Árbitro: Lucilio Baptista (AF Setúbal)
Árb. Ass: João Santos (AF Porto) e Sérgio Lacroix (AF Madeira)
4º Árb: Paulo Baptista (AF Portalegre)

Profissionais ou não... todos erramos!

Nota: Reposição de post em resposta a vários pedidos

Errar com um apito na boca quando se tem de decidir em milésimos de segundo... é fácil!
Errar com a bola nos pés quando se têm milésimos de segundo para decidir e executar bem... muito fácil!
Errar a falar, quando se tem oportunidade e tempo para reflectir sobre as declarações que vamos proferir... isso já é mais difícil. Mas há quem consiga!

Refereetip tem tentado, desde a sua criação, manter uma posição distante do que são os conflitos do futebol português relativamente à arbitragem.
No seguimento das tristes declarações proferidas ontem após a actuação do nosso colega Bruno Paixão, onde vimos mesmo a sua seriedade, honestidade e integridade moral serem postas em causa, Refereetip entende que não deve deixar passar este momento sem sair em defesa de alguns homens cuja competência e seriedade devem ser defendidas. Não vamos defender os erros dos árbitros nem os próprios árbitros, pois não queremos ser acusados de corporativismo.
Então, abaixo, apresentamos algumas imagens de alguns jogos de futebol. Queremos fazer notar que conhecemos alguns dos homens envolvidos nos erros cometidos: São profissionais honestos, íntegros e que amam o futebol...


O Pedro Emanuel é um grande profissional e um grande homem. O facto de não ter saltado à bola e com isso ter permitido o golo não merece que ponham em causa a sua competência como jogador ou a sua honestidade com pessoa. Cometeu um erro grave. Sabemos que vai ultrapassá-lo. Força Pedro.


Cristiano Ronaldo (provavelmente o melhor jogador do mundo) não deixes que treinador algum te diga que não és competente ou honesto apenas porque também vais errando.


Estes, os guarda-redes, estão numa posição mais propensa ao erro. Felizmente para os das imagens que os seus treinadores os deixaram continuar a ser jogadores de futebol não os acusando de serem incompetentes ou desonestos, merecedores de serem "banidos" do futebol.




Erros, erros, erros... Tantos profissionais de futebol, reconhecidamente competentes e honestos, a cometerem erros tão graves. Pensamos que se chama a isto condição humana...

Relatórios dos Observadores da LPFP

São 30 os observadores de árbitros da Liga. Todas as semanas analisam, num relatório de 3 páginas, o trabalho dos árbitros, com base em 10 pontos bem definidos mas, ainda assim, motivo de polémica e discórdia.
Esses observadores de árbitros também são alvo de controlo e avaliação. Os seus relatórios semanais são analisados por uma Comissão de Análise que os pontua, de forma a, no final de cada época, estabelecer-se uma classificação, com base na qual se procedem às despromoções e promoções.
Esta temporada subiram ao primeiro escalão quatro novos observadores de árbitros (um de cada uma das seguintes associações distritais: Santarém, Coimbra, Aveiro e Braga).
A carreira de observador é seguida, maioritariamente, por antigos árbitros, que se iniciam a nível das associações, fazendo depois exame para o quadro da Federação e destes são escolhidos os que integram o quadro da Liga.
O relatório
O relatório que cada um tem de fazer no final de cada jogo é composto por 3 páginas e deve preencher 10 capítulos de análise, dos quais a maioria (duas em três páginas) diz respeito apenas ao trabalho do árbitro. O desempenho dos assistentes e do quarto árbitro também é analisado e pontuado individualmente. A pontuação varia entre 1 e 5 valores, com escalões intermédios definidos. O escalão mais baixo (Muito Insatisfatório), vai até aos 1,9 valores, o segundo (Insatisfatório), dos 2,0 aos 2,4, o escalão seguinte, que vai de 2,4 a 2,9 pontos é apenas Satisfatório. O trabalho Bom varia entre os 3,0 e os 3,4 valores, o Muito Bom entre os 3,5 e os 3,9, o Excelente entre os 4,0 e os 4,4, e do 4,5 para cima o trabalho é considerado Excepcional.

In: Record

Internacionais discutem... Arbitragem

Bruno Paixão foi um dos integrantes de um grupo de árbitros e ex-árbitros internacionais - dos que estão no activo só faltou João Ferreira - que ontem se juntou em Leiria, poucos dias após o polémico Sporting-FC Porto da Taça de Portugal, no final do qual o técnico leonino, Paulo Bento, criticou duramente o juiz da partida. Contudo, este terá sido um tema que ficou de fora da ementa do jantar realizado no restaurante Matilde Noca, já depois de o lote de participantes ter passado por outro estabelecimento (Casa da Nora) que abandonaram devido à presença de jornalistas.
"Este é um encontro que fazemos de forma regular para discutir assuntos de interesse da nossa actividade. Paulo Bento? O que nos junta são assuntos verdadeiramente importantes e não temos por hábito falar sobre situações concretas", explicou Olegário Benquerença a O JOGO, garantindo que a realização do evento pouco tempo após o clássico foi pura coincidência. "Esta data foi marcada no dia 8 de Outubro porque era a altura em que sabíamos que nenhum de nós estaria envolvido em jogos internacionais", referiu, informando que em cima da mesa esteve "a preparação do próximo acto eleitoral da Associação Portuguesa de Árbitros de Futebol que vai acontecer no final do ano, daí terem estado presentes António Sérgio, Paulo Paraty e Luís Guilherme, prováveis candidatos".

in: O Jogo

quarta-feira, 12 de novembro de 2008

Centro de Arbitragem Desportiva... Uma realidade??

O vereador do Desporto da Câmara Municipal de Celorico de Basto, Joaquim Mota e Silva, vai reunir amanhã, quinta-feira, pelas 14h30, na sede da Liga Portuguesa de Futebol Profissional, com o presidente da Comissão de Arbitragem, Vítor Pereira, para apresentar o projecto do Centro Olímpico de Alto Rendimento de Arbitragem Desportiva.
Numa altura em que a arbitragem é assunto na ordem do dia, o presidente da Comissão de Arbitragem da Liga terá assim oportunidade de conhecer com pormenor todas as valências deste Centro, vocacionado para a formação profissional e investigação sobre arbitragem, podendo vir a ser, no futuro, um instrumento importante com vista à eventual profissionalização dos árbitros de futebol.
O projecto, pioneiro a nível nacional e internacional, está a ser desenvolvido pela autarquia de Celorico de Basto, tendo como parceiros o Comité Olímpico Português (COP) e a Universidade do Porto. A sede será em Celorico de Basto mas os quadros do Centro darão formação em qualquer parte do país, para qualquer federação desportiva.

in: Bolanaarea

Bruno Paixão: "Deu jeito criticar-me..."

Passadas 48 horas após o polémico clássico de Alvalade, o árbitro do encontro entre Sporting e FC Porto resolveu quebrar o silêncio e responder aos ataques de que foi alvo por parte de responsáveis dos dois clubes.
Em declarações a Record, Bruno Paixão lamenta o tom das críticas e lança indirectas. “Naquele jogo todos acertámos e todos errámos. Se olharmos para aquilo que se passou nos dois clubes na semana que antecedeu o jogo, chegamos à conclusão que deu jeito criticar o árbitro e desviar as atenções de factores externos”, afirma o juiz setubalense que se confessa de “consciência tranquila”.
“Sei o que valho e que posso chegar longe. Não me revejo naquele tipo de discurso e o meu historial prova o contrário. Quem me conhece sabe o que sou e de onde venho”, salientou.
A queixa da APAF contra Paulo Bento merece total concordância de Bruno Paixão. “Concordo plenamente com a decisão da APAF em apresentar queixa nas instâncias legais”, garante, deixando claro que é necessário separar as águas: “A competência dos treinadores deve-se resumir ao comando das equipas. Eu também faço o meu trabalho físico, técnico e mental. Cada um no seu lugar”.

in: Record

Carlos Esteves sobre Bruno Paixão: "Não foi tão mau como dizem..."

O presidente do Conselho de Arbitragem da Federação Portuguesa de Futebol, Carlos Esteves, comentou esta quarta-feira, em declarações ao Maisfutebol, a nota (Bom) atribuída a Bruno Paixão pelo desempenho no Sporting-F.C. Porto, da IV eliminatória da Taça de Portugal. O dirigente sublinha que se a avaliação foi positiva, conforme foi divulgada pela imprensa, «é porque a arbitragem não foi tão má como dizem».
Carlos Esteves explicou que «o observador tem razão para dar a nota que deu, porque afinal o árbitro não esteve tão mal como se diz», e argumentou: «O técnico de arbitragem é que sabe e conhece, vocês [jornalistas] não.»
Os treinadores de FC Porto e Sporting queixaram-se do desempenho do juiz de Setúbal, que já reagiu em declarações à imprensa. «No fim de levar tanta porrada, é normal que o árbitro se tenha vindo defender», disse Carlos Esteves, que declarou que «esta situação foi demasiado empolada» e que «há coisas mais importantes que FC Porto e Sporting».
A culpa, para o dirigente, é da imprensa: «O mal é termos três jornais desportivos. Eu não sei se o árbitro esteve bem ou mal, não sou técnico de arbitragem, sou dirigente. Os técnicos é que sabem, mais ninguém.»

terça-feira, 11 de novembro de 2008

APAF avança mesmo com queixa contra Paulo Bento

A Associação Portuguesa de Árbitros de Futebol garantiu hoje que vai apresentar queixa contra o treinador do Sporting Paulo Bento.
Segundo a APAF, as declarações do treinador de Alvalade foram «ofensivas a toda a arbitragem». Bruno Paixão também parece estar de acordo e «concorda inteiramente com a denúncia».
A intenção de queixa foi comunicada à Agência Lusa pelo próprio presidente da APAF, António Sérgio. Segundo o dirigente do organismo, a queixa será apresentada até quinta-feira de modo a que esta situação fique resolvida o mais rapidamente possível.
Ainda segundo o dirigente da APAF, o que está em causa não são as críticas de Paulo Bento a Bruno Paixão, mas as declarações que atentam contra a idoneidade e a segurança de toda a classe.
«Este não é um problema do senhor Bruno Paixão. Nós estamos a tratar de um assunto em nome dos árbitros portugueses, toda uma classe que não pode ser aviltada» , garantiu António Sérgio.
O presidente da APAF considera que «a crítica ao trabalho no jogo é legítima, porque cada jogo tem as suas incidências e o de domingo teve muitas», lamentando no entanto que as criticas de Paulo Bento tenham atingido «a infâmia e a má educação».
António Sérgio adiantou ainda que apenas hoje conseguiu falar com Bruno Paixão que «concorda inteiramente com a denúncia contra o treinador do Sporting»

In: Sol

Atacante do Werder Bremen é multado por ofensas a árbitro

O atacante chileno Claudio Pizarro, do Werder Bremen, foi multado nesta terça-feira pela Federação Alemã de Futebol por ter ofendido o árbitro da partida contra o Bochum, no último sábado, pelo campeonato alemão.
O atleta afirmou que o juiz era o "12º jogador" da equipa adversária e qualificou de seu trabalho como "catastrófico". A federação considerou a atitude de Pizarro como antidesportiva e multou-o em 3.000 euros.

Nomeações da 8ª Jornada da Liga Sagres e Liga Vitalis

Árbitro uruguaio para o Brasil-Portugal

O árbitro internacional uruguaio Jorge Larrionda foi nomeado pela Comissão de Árbitros da Conmebol, para dirigir o Brasil-Portugal que vai realizar-se no Estádio Walmiro Campelo Bezerra, conhecido por “Bezerrão”, em Gama, cidade dos arredores de Brasília, no dia 19 de Novembro. Larrionda será auxiliado pelos seus compatriotas Walter Rial e Pablo Fandiño.

segunda-feira, 10 de novembro de 2008

Paulo Paraty quer dignificar a arbitragem

Paulo Paraty, candidato à presidência da APAF, considera que só com mais recursos a arbitragem pode ser dignificada.
Paulo Paraty, antigo árbitro internacional, retirado do activo já no corrente ano, candidato à APAF, reclama um maior investimento na arbitragem de modo a diminuir o fosso entere jogadores e árbitros, que, considera, "por muito potencial que tenham" estão muito longe do exigível e só melhorando a situação dos árbitros será possível melhorar o futebol.
Paraty disse, ainda, que "casos há sempre": quando um árbitro toma uma decisão, esta pode agradar a uma das partes e desagradar à outra, dando lugar às "opiniões cromáticas".
Oiça aqui as palavras de Paulo Paraty sobre:
Credibilizar é importante
Necessários mais recursos
O que falta na arbitragem
"Falta preparação"

APAF critica e pondera apresentar queixa de Paulo Bento

A Associação Portuguesa de Árbitros de Futebol (APAF) considera que as críticas de Paulo Bento ao trabalho de Bruno Paixão no jogo Sporting-FC Porto incitam à violência e pondera apresentar uma queixa contra o treinador dos "leões".
Em declarações à Agência Lusa, o presidente da APAF, António Sérgio, considerou que "dizer que a arbitragem já mete nojo e convidar as pessoas a não receberem bem os árbitros é uma forma de incitação à violência que é inaceitável e inimaginável".
António Sérgio explicou que os responsáveis da APAF estão ainda a analisar as declarações de Paulo Bento, após o jogo que ditou domingo o afastamento do Sporting da Taça de Portugal, mas admite que o caminho deve ser a apresentação de uma queixa ao Conselho de Justiça da Federação Portuguesa de Futebol (FPF).
"Estamos a analisar as declarações com cuidado, mas estamos a pensar fazer uma queixa (...) face à gravidade das declarações", disse António Sérgio, acrescentando que ao contrário dos treinadores, que reagem logo após os jogos, a APAF "é cautelosa e ponderada" na análise das declarações.
Após o encontro com o FC Porto, decidido no desempate por grandes penalidades (5-4), o treinador do Sporting teceu duras críticas ao trabalho do árbitro de Setúbal, admitindo que o clube de Alvalade poderá ter de criar um ambiente hostil às equipas de arbitragem.
"O Sporting é demasiado simpático para as arbitragens. Alvalade tem de criar um ambiente muito difícil às outras equipas do que, por vezes cria à nossa. E aos três que vêm arbitrar, se tivermos de lhes criar maus ambientes, não tem problema, porque é o que merecem", referiu o treinador.
António Sérgio classifica as afirmações de Paulo Bento como "um pré-convite à violência", porque "dizer a milhares de pessoas que não recebam bem o árbitro é de mau gosto, é falta de respeito e não tem nada de ético, pois ofende os regulamentos desportivos".
O presidente da APAF considera ainda que as declarações de Paulo Bento "são uma ofensa generalizada aos árbitros portugueses", os mesmos que, lembra, "têm sido chamados regularmente a dirigir jogos das competições europeias".
O dirigente entende que declarações como as do treinador do Sporting "prejudicam o negócio do futebol, e, indirectamente, todos os agentes desportivos que beneficiam e tiram dividendos da estrutura do futebol".
As críticas do treinador do FC Porto, Jesualdo Ferreira, ao trabalho de Bruno Paixão não têm, no entender da APAF, a mesma gravidade das de Paulo Bento, porque o técnico portista "fez uma crítica ligeira e rotineira" apenas sobre o jogo.
in: Lusa