quarta-feira, 30 de abril de 2008

Árbitro em missão... de paz

Árbitro vai em missão
O Major João Ferreira será o segundo comandante da Unidade de Engenharia 4 da Brigada de Intervenção do Exército, que parte para o Líbano em finais de Maio. À primeira vista pode não parecer, mas estamos a falar de um árbitro de futebol – com a categoria de internacional da FIFA – e antes de partir terá ainda que dirigir, no próximo domingo, o Rio Ave-Santa Clara, da Liga de Honra.
No dia que serviu para apresentar, em Vila Real, todo o aprontamento da operação no Líbano, João Ferreira não se coibiu de comparar as duas actividades que exerce. 'Há algumas semelhanças no que diz respeito à nossa preparação e formação. Julgo até que a parte militar tem servido como mais-valia na arbitragem. Ajuda a controlar o stress e a ansiedade', refere, acrescentando que Pedro Henriques, também árbitro e militar, partilha da mesma opinião.
Quanto à pergunta sobre a maior dificuldade de um jogo de futebol ou de uma missão do Exército, o árbitro de Setúbal já não consegue ser tão assertivo. 'Cada uma das situações exige uma análise prévia às suas particularidades', afirma o major.
Contudo, o mediatismo como árbitro de futebol já lhe valeu algumas brincadeiras entre os seus camaradas de armas. 'Por vezes dão as suas dicas sobre jogos que apito.Cada um tem o seu clube, logo têm diferentes análises para as partidas que envolvem as suas equipas', diz João Ferreira, que espera que a ausência de seis meses no Líbano não prejudique a sua carreira na arbitragem: 'Quando regressar, terei de recuperar os níveis físicos e técnicos. Como sou internacional, não corro o risco de descer de categoria, mas tenho confiança de que as exibições não reflictam a minha ausência.'
DIFÍCIL DE CONCILIAR
João Ferreira admite transtornos em conciliar as actividades militar e desportiva.'Estou a 400 km de casa e, no fim-de-semana, tenho de rumar ao sul para me trocar para o jogo. Depois volto para Vila Real. Felizmente tem havido alguma colaboração de quem me tem comandado', refere o major, que irá partir pela primeira vez numa missão ao estrangeiro. O árbitro de Setúbal está há uma semana em Trás-os-Montes e, desde logo, a valência desportiva causou reacções. 'Fui imediatamente convidado para arbitrar um jogo. Assim, aproveito para treinar. No Líbano, caso surja a oportunidade, também pego no apito [que leva na bagagem]', rematou.
'TENTO EVITAR AS POLÉMICAS'
João Ferreira estava fardado mas as perguntas sobre a arbitragem foram inevitáveis. Contudo, sobre temas como o Apito Dourado ou as recentes declarações do presidente do Benfica, Luís Filipe Vieira, sobre viciação de resultados, o árbitro de Setúbal preferiu resguardar-se: 'Tento sempre evitar todas as polémicas. Mesmo quando Luís Filipe Vieira falou sobre mim em particular [no V.Guimarães-Benfica da presente época], mantive essa mesma postura.'

APONTAMENTOS
ENTUSIASMADO

Questionado sobre o sentimento que lhe vai na alma para esta missão, João Ferreira não hesitou:'Entusiasmo. Fiquei impressionado com a camaradagem da Unidade e mal posso esperar pela missão.'
'SHAMA 08'
São 141 os militares que vão partir para o Líbano em Maio. Desde 24 de Abril, realizaram um exercício de aprontamento ‘Shama 08’ que ontem chegou ao fim, com uma demonstração que incluiu a inactivação de explosivos. Segue-se agora o embarque para o Teatro de Operações, onde o trabalho mais visível passará por construções horizontais (vias de comunicação) e verticais (edifícios).


in: Correio da Manhã

O erro e a arbitragem

"O único modo de evitar os erros é adquirindo experiência; mas a única maneira de adquirir experiência é cometendo erros."
(autor desconhecido)

Vale a pena reflectirmos neste pensamento aplicado ao que é o percurso de um homem/mulher ao longo da carreira de árbitro...

Sondagem - Melhor árbitro 2007/2008 (resultados intermédios)

Iniciámos, em 20 de Abril, uma votação para saber a opinião de quem visita o nosso blog sobre qual o melhor árbitro no decurso da presente época. Com dez dias de votações, apresentamos os resultados intermédios onde encontramos três árbitros internacionais a liderar.

1º - Jorge Sousa (Porto)
2º - Duarte Gomes (Lisboa)
3º - Olegário Benquerença (Leiria)

Vote no(s) seu(s) preferido(s) até ao dia 15 de Maio. Aproveite também para participar no Concurso RefereeTip onde o vencedor receberá uma camisola de árbitro autografada pelo vencedor desta votação.

Euro 2008 - Manifestações racistas podem levar à interrupção dos jogos

Michel Platini admite que isto deverá abrir os olhos da sociedade.

Nos últimos anos, tornou-se comum a adopção de uma série de campanhas e iniciativas viradas para a consciencialização dos adeptos para evitar manifestações racistas em jogos de futebol. Contudo, o presidente da UEFA, Michel Platini, sugere atitudes mais drásticas durante a Europeu deste ano.
Segundo Platini, os jogos em que se registarem manifestações racistas devem ser interrompidos pelos árbitros. “É uma solução radical, mas só assim o futebol vai abrir os olhos para certos valores que são fundamentais no desporto e na sociedade”, avisou o ex-jogador francês.
Em 1998, quando a França recebeu o Mundial de Futebol, Platini foi presidente do comité organizador. Com base nessa experiência, o actual presidente da UEFA solicita e pressiona os países organizadores para tomarem atitudes por forma a coibir o racismo no torneio.
“A UEFA é totalmente contra esse tipo de comportamento e temos deixado isso bem evidente nos últimos anos. Contamos com o apoio dos organizadores e tenho certeza de que isso é possível. Precisamos aproveitar o interesse do povo para divulgar uma mensagem de respeito e tolerância”, avisou Platini.

terça-feira, 29 de abril de 2008

Presidente da APAF fala das participações dos árbitros

Noticiámos aqui ontem a opinião de António Sérgio, presidente da APAF, relativamente às contestações e participações sobre os árbitros.
Oiça agora as suas palavras sobre este assunto e sobre o actual estado do futebol português.

Sandra Bastos em jogo internacional da nossa selecção

A árbitra Sandra Bastos foi nomeada para integrar a equipa de arbitragem do jogo entre Portugal - Escócia que se disputará no dia 3 de Maio, a contar para a qualificação para o Campeonato da Europa Feminino Finlândia 2009.
Nesta fase de qualificação, Portugal integra o grupo 5, juntamente com a Escócia, Dinamarca, Eslováquia e Ucrânia. O jogo decorrerá no Estádio Municipal da Póvoa de Varzim, contando com Sandra Bastos como 4ª árbitra.
in: fpf.pt

Nomeações 29ª Jornada LPFP

Vit. Setúbal - Leixões: Olegário Benquerença (Leiria)
Estrela da Amadora - Benfica: Pedro Proença (Lisboa)
Belenenses - Vit. Guimarães: Jorge Sousa (Porto)
FC Porto - Nacional: Paulo Paraty (Porto)
Académica - Naval 1º Maio: João Vilas Boas (Braga)
Boavista - Sporting de Braga: Paulo Pereira (Viana do Castelo)
Paços de Ferreira - Sporting: Bruno Paixão (Setúbal)
Marítimo - União de Leiria: Artur Soares Dias (Porto)

Rio Ave - Santa Clara: João Ferreira (Setúbal)
Varzim - Feirense: João Capela (Lisboa)
Trofense - Gondomar: Elmano Santos (Madeira)
Estoril Praia - Portimonense: Luís Reforço (Setúbal)
Beira-Mar - Fátima: Cosme Machado (Braga)
Olhanense - Gil Vicente: Carlos Xistra (Castelo Branco)
Penafiel - Vizela: Duarte Gomes (Lisboa)
Freamunde - Desportivo Aves: Rui Costa (Porto)

Graham Poll defende suspensão de árbitros permissivos

Graham Poll, o ex-árbitro inglês que ficou famoso em todo o mundo por mostrar três cartões amarelos a um jogador croata durante o Mundial'2006, defendeu a suspensão por 3 jogos dos juízes demasiado permissivos nas situações em que haja abuso verbal por parte de um jogador.
"Tenho uma solução bem simples. Quando houver uma situação de claro abuso, aplica-se uma suspensão de 3 jogos. Tanto ao jogador que insulta como ao árbitro que não tome uma atitude em relação a isto. Do ponto de vista do árbitro, será uma escolha do tipo 'É ele ou eu'", sustentou Graham Poll nesta segunda-feira, numa entrevista à BBC.

Sugestão - Blog NAF Beira Serra

Os núcleos de árbitros de futebol são a primeira entidade representativa dos árbitros e estão cada vez mais organizados.
A nossa sugestão de hoje vai para o blog do Núcleo de Árbitros de Futebol da Beira Serra. Ao visitar este blog podemos ficar a conhecer a vida deste núcleo e muitas outras notícias, artigos de opinião, fotoreportagens de interesse geral, etc.
Visite em
http://nafbeiraserra.blogspot.com/.

Equipamentos e Acessórios para Árbitro

Muitos árbitros, principalmente os que se encontram fora dos grandes meios, necessitam de adquirir os seus equipamentos via internet (sim, é verdade, a grande parte dos árbitros tem de pagar os seus equipamentos). Neste sentido vimos sugerir alguns links onde poderá encontrar equipamentos e acessórios para árbitro:

segunda-feira, 28 de abril de 2008

Apito Dourado... na Polónia

Pois é... parece que não é só por cá que temos novelas de corrupção no futebol.
Na Polónia, um árbitro foi detido sob suspeita de corrupção em Wroclaw. As autoridades não deram detalhes e apenas explicaram que o caso não está relacionado com jogos da primeira divisão do campeonato nacional.
O futebol da Polónia tem estado em crise devido a um escândalo de corrupção em que estariam envolvidas cerca de 30 equipas. Corre, desde 2005, uma investigação que inclui treinadores, árbitros, jogadores e funcionários suspeitos de corrupção.

APAF em desacordo com participações contra árbitros

«Norma que permite participação dos árbitros deve ser revogada» (António Sérgio)

O presidente da Associação Portuguesa de Árbitros de Futebol, António Sérgio, não contesta a legitimidade do Benfica para avançar com uma participação contra Lucílio Baptista, mas entende que esta iniciativa vai continuar a «afundar o futebol português».
«O Benfica tem o direito que os regulamentos lhe permitem e toda a legitimidade para o fazer. No entanto, achamos que a norma que permite que isso aconteça devia ser revogada e posta no caixote do lixo da história, pois é uma forma de os clubes pressionarem os árbitros», referiu António Sérgio em declarações à TSF. O dirigente teme que esta situação seja seguida por outros clubes da Liga: «Já aconteceu no passado e, a este ritmo, não deixará de voltar a acontecer. Isto é uma das formas de afundar o futebol português e não contribui em nada para a sua credibilidade e sucesso. Se os clubes entendem que há razões para questionar os árbitros, devem questionar os dirigentes que os nomeiam e não as actuações deste ou daquele árbitro. Só num país como este é que temos estas situações.»
António Sérgio revelou ainda já ter falado com Lucílio Baptista «sobre um ou outro jogo e sobre alguns jogos que agora estão em causa», mas é um assunto com o qual não tem que se «preocupar». «O árbitro tem apoio jurídico e se for necessário terá o nosso apoio».
in: A Bola

Árbitros para jogos decisivos da Champions League

O árbitro alemão de 44 anos, Herbert Fandel, foi o nomeado para dirigir, amanhã, o encontro da segunda «mão» das meias-finais da Liga dos Campeões Manchester United - Barcelona.
O árbitro que dirigiu a final da Taça UEFA da época passada e que estará no Euro 2008 terá como seus árbitros assistentes os compatriotas Carsten Kadach and Volker Wezel
.
Para a outra meia-final, a jogar na quarta-feira, entre o Chelsea e o Liverpool o árbitro será o italiano Roberto Rosseti. A restante equipa de arbitragem, que também estará presente no Euro 2008, é composta pelos assistentes Alessandro Griselli and Paolo Calcagno.


Torneio Inter-Núcleos da APAF - Prazos de inscrição alargados

A APAF anunciou, no passado dia 21, que estava em marcha a organização do VI Torneio de Futsal Inter-Núcleos de Árbitros.
Prazos para inscrições
Segundo notícia publicada no site da APAF, que nós aqui divulgámos, as inscrições encerraram no passado sábado, dia 26 de Abril. No entanto, e pelo fomos informados pela comissão organizadora do torneio, os núcleos interessados em participar poderão ainda efectuar a sua inscrição até às 12h do dia 30.
16 equipas inscritas
Neste já tradicional torneio de convívio entre árbitros estão já inscritas 16 equipas, sendo que a novidade desta edição é a existência de Núcleos de Árbitros a participarem com mais do que uma equipa.

Plano de Treinos - 28 a 30 de Abril

in: fpf.pt

Concurso RefereeTip

O nosso blog vai sortear uma camisola de árbitro (modelo actual da Adidas), autografada pelo árbitro que aqui for eleito como o melhor da época 2007/2008.

Para se habilitar a este prémio tem apenas de nos enviar um mail sobre um dos seguintes pontos:

- Interesse do blog RefereeTip e temas que aqui prefere ver abordados;

ou

- Nome de um árbitro português e três questões que gostaria de lhe colocar;

ou

- Trabalho ou artigo que gostaria de ver publicado no nosso blog.

A divulgação do vencedor será efectuada no dia 25 de Maio. Envie a sua participação para:

refereetip@gmail.com

Boa Sorte!

sábado, 26 de abril de 2008

Árbitros para os Jogos Olímpicos

O espanhol Ángel Maria Villar, presidente do Comité de Arbitragem da Fifa, divulgou a lista de árbitros selecionados para participar dos Jogos Olímpicos, no futebol masculino e feminino.
A lista, apresentada nesta sexta-feira, não possui nenhum árbitro português.
Serão, no total, 15 árbitros e 30 árbitros assistentes para a categoria masculina, enquanto a feminina utilizará 12 e 24, respectivamente.
Os Jogos Olímpicos acontecem em Pequim, na China e têm início em Agosto.
Confira aqui a lista de árbitros seleccionados.

O árbitro arrogante

É na escola de arbitragem que o pretendente à nobre carreira recebe todas as informações para se tornar um árbitro de futebol, porém após sua formação, deverá escolher o melhor caminho a ser seguido para chegar ao topo, ao seja, no degrau mais alto dentro da arbitragem, ao escudo branco da FIFA.
Entretanto muitos árbitros se declinam ao caminho que leva a arrogância e se tornam senhores de si próprios, donos da razão e da verdade, se acham superiores ao ensinamento da Carta Magna e do espírito do jogo. Pobres mortais! Pois terão uma carreira de sucesso curta e nem mesmo serão lembrados como árbitros top de linha.O árbitro arrogante, por definição, crê nos seus próprios pensamentos e opiniões, entende que eles são muito mais importantes do que os pensamentos e opiniões dos demais companheiros de profissão. E dentro do solo sagrado (campo de futebol – regra 01) impõe todo seu autoritarismo, no qual todos devem obedecer de forma submissa e passiva sem nenhuma desobediência. E com esta atitude, ele desrespeita as pessoas que estão ali para ajudá-lo e serem por ele comandados. Também dentro do solo sagrado encontrará pessoas contrárias aos seus pensamentos, as quais o trataram com insolente e prepotência, e lhe darão o rótulo de nariz empenado. E seus únicos amigos serão aqueles que se submetem de forma servil, verdadeiros bajuladores. No início da carreira esses árbitros manipulam o sistema para chegar ao topo a qualquer preço. Infelizmente obterão o sucesso. Sua insegurança transformada em arrogância se torna no combustível para sua subida instantânea dentro da arbitragem. O desejo de chegar ao topo e serem reconhecidos, aclamados e idolatrados como árbitros de primeira linha, corrompe suas almas, essa é a única forma de atenuar a neurose de se acharem superiores aos demais companheiros. Esse sucesso incita a arrogância dissimulada, e essa leva ao fracasso. O árbitro que se considera perfeito não fará nenhum esforço para melhorar sua arbitragem. Afinal, como melhorar algo que é perfeito? E com essa atitude ele se acomodará, achando que é o senhor da verdade, assim sem perceber, abrirá a porta para seu declínio dentro da arbitragem.O bom árbitro conquista seu espaço através do respeito e de suas atitudes sinceras. Porém o árbitro arrogante se agarra na força bruta e seu círculo de amigos restringe aos puxa-sacos e serão estes amigos que aguardarão a oportunidade para puxar o tapete para tomar vago o lugar para que eles possam disputar.

Texto de autoria de:
Valter Ferreira Mariano, Árbitro Assistente da Federação Paulista de Futebol - Brasil

Percurso Formativo de um Árbitro de Futebol

Todos nós, árbitros, fomos já muitas vezes abordados, por aqueles que estão fora do meio da arbitragem, com questões sobre qual o percurso de um árbitro até chegar ao "topo". No site da LPFP, encontramos um breve mas esclarecedor texto sobre a evolução na carreira de árbitro:
Níveis Técnicos de Carreira
Há três níveis nacionais de arbitragem (1ª, 2ª e 3ª categoria) e três níveis nos escalões distritais/regionais, (1ª e 2ª categorias e Estagiário).
Percurso Formativo de um Árbitro
Um jovem que queira ser árbitro inicia-se pela categoria de Estagiário, a que ascende após um curso e na qual permanece um ano até subir à 2ª categoria (distrital/regional). A partir daqui, se quiser subir à 1ª categoria (distrital/regional) terá de ter aprovação nas provas de acesso.
A passagem para os quadros nacionais requer um mínimo de dois anos de permanência na 1ª categoria distrital/regional.
Ao atingir o 3ª escalão nacional, o árbitro passa a ser promovido em função do relatório dos observadores. Na 2ª categoria a passagem para o escalão mais elevado requer, além de relatórios positivos dos observadores, a realização de testes físicos e escritos.
Se tudo correr bem, alcança a primeira categoria, onde vai ter direito a dirigir jogos com as equipas profissionais. E pode chegar a árbitro internacional, no âmbito das provas da UEFA ou mesmo da FIFA.


in: lpfp.pt

sexta-feira, 25 de abril de 2008

Sondagem: Profissionalização da Arbitragem

A Associação Portuguesa de Árbitros de Futebol - APAF realizou recentemente uma sondagem sobre a profissionalização da arbitragem em Portugal. Damos-lhe a conhecer os resultados da opinião de quase 2000 participantes:

A acontecer, a profissionalização da arbitragem portuguesa deveria incidir sobre...
Fonte: apaf.pt

O Decálogo do Árbitro

1. Estuda e compromete-te pessoalmente a manter-te informado das leis e regulamentos da arbitragem.
2. Tem sempre presente que a boa condição física é fundamental ao bom desempenho da tua missão.
3. Assegura-te de que o teu comportamento está conforme com os princípios de um juízo correcto.
4. Mantém um comportamento marcante, digno e personalizado junto dos teus directores, bem como dos dirigentes dos clubes.
5. Sê seguro, categórico e cortês na direcção da competição.
6. Condena o comportamento não desportivo e promove o respeito mútuo.
7. Mostra-te sempre disponível para incentivar, motivar e esclarecer os colegas mais novos.
8. Não critiques publicamente o colega em actuação e dissuade outros de o fazer.
9. Aceita as observações técnicas de forma aberta, visto que o seu fim resulta da observação de uma terceira pessoa ao teu desempenho, e pode contribuir para o teu aperfeiçoamento técnico.
10. Faz das críticas motivo de auto-análise e reflexão, em vez de te mostrares indignado e relutante ou vaidoso.

UEFA - Trabalho de valor na arbitragem

A arbitragem continua a ser uma componente essencial do futebol e a UEFA está satisfeita por contar com especialistas experientes para cuidarem deste sector importante.

O Comité de Arbitragem da UEFA reuniu-se na quarta-feira

Vasto leque de assuntos
Antigos árbitros internacionais e um antigo jogador uniram forças, na quarta-feira, com presidentes das federações e os vice-presidentes da UEFA no seio do Comité de Arbitragem da UEFA para se debruçarem sobre um vasto leque de assuntos que preocupam a arbitragem hoje em dia. Quem pensa que o seu trabalho passa, simplesmente, por nomear os árbitros para os jogos está bastante enganado.
Tarefas e deveres

Dirigido pelo vice-presidente da FIFA e UEFA e Presidente da Federação Espanhola de Futebol, Ángel María Villar Llona, o Comité, entre outras coisas, nomeia árbitros para os encontros das competições europeias, em colaboração com a administração da UEFA; avalia e classifica os árbitros e os observadores em diferentes categorias; conduz um programa de desenvolvimento e formação de árbitros, árbitros assistentes, árbitros de futsal, árbitros de futebol de praia, instrutores de árbitros e observadores de árbitros, de forma a assegurar uma aplicação correcta, uniforme e consistente das Leis de Jogo da FIFA e do International Football Association Board (IFAB); identifica e apoia os mais promissores juízes internacionais; representa a UEFA dentro das federações suas filiadas em questões de arbitragem; desenvolve a arbitragem nas federações filiadas da UEFA através da implementação da Convenção da UEFA sobre Organização e Formação de Árbitros; e, por último, mas certamente não menos importante, estuda propostas a alterações às Leis de Jogo.
Muito para discutir

É uma extensa e exigente lista de competências, que visa assegurar que os árbitros europeus permanecem como os mais respeitados a nível mundial. "Temos muitas tarefas e estamos a trabalhar muito", afirmou Villar Llona. "Por exemplo, durante a última reunião falámos sobre o curso de Inverno de árbitros da UEFA, que decorreu em Chipre, da preparação de árbitros de futsal, de instrutores de árbitros europeus e da sua formação, dos cursos para observadores de arbitragem feminina, do próximo seminário para 'talentos e mentores', de como melhorar os padrões dos árbitros recém-chegados ao panorama internacional, e, claro, dos preparativos para o UEFA EURO 2008™. Há sempre muito para discutir!".
Equilíbrio positivo

"Por experiência própria, posso dizer que é importante contar com antigos árbitros internacionais de reconhecido valor - eles são os membros técnicos do comité, antigos nomes grandes da arbitragem -, mas também temos nomes ligados à política desportiva - presidentes de federações e vice-presidentes da UEFA -, facto que confere um equilíbrio positivo que nos ajuda a atingir o objectivo de desenvolver a arbitragem na Europa", acrescentou.
Número um na formação de árbitrosA UEFA e as 53 federações que a integram podem orgulhar-se do lote de bons árbitros que atingiram o topo da carreira ao longo dos anos, participando nas principais fases finais de Campeonatos do Mundo e da Europa. "Eles preparam-se muito bem, as suas federações nacionais preparam-nos da melhor forma e a UEFA é a número um no que toca à formação de árbitros internacionais", garante Villar. "Temos, igualmente, competições do mais alto nível na Europa, onde há muita pressão, mas existem bons recursos, material e pessoas à disposição para ajudar os árbitros - juntando estes elementos encontramos a razão para os altos padrões da da arbitragem europeia".
Melhor do que antes

Como mudou a arbitragem desde a altura em que Villar Llona era jogador do Athletic Club Bilbao, na década de 1970, altura em que somou 22 internacionalizações pela selecção de Espanha? "Mudou bastante e para melhor", realçou. "A preparação física e os conhecimentos técnicos são melhores, tal como a preparação mental - agora existem psicólogos para ajudarem os árbitros. Existem mais competições de alto nível e hoje os árbitros são autênticos atletas! Quando jogava pela Espanha lembro-me de juízes pequenos e gordos!". Força mental e experiência, salientou, ajudam qualquer árbitro contemporâneo a colocar-se em boa posição.
Desenvolver a paixão

Por toda a Europa - e uma boa parte dos principais árbitros da actualidade seguiram este caminho - existem jovens que podem não ser os melhores dos futebolistas, mas que querem estar ligados à modalidade. A arbitragem é uma opção para eles - e Villar Llona apela às pessoas para que não hesitem. "Uma pessoa que comece a arbitrar, vai desenvolver uma paixão que permanecerá dentro de si, vai desenvolver o seu carácter. Vai viajar, conhecer outras pessoas e fazer amigos, treinar corpo e mente - e de quatro em quatro anos poderá chegar mesmo a marcar presença numa fase final de um Campeonato da Europa".

in: uefa.com

A nossa homenagem...

... e a nossa gratidão!

quinta-feira, 24 de abril de 2008

Carreira internacional de Sandra Bastos é notícia!

O Semanário Sexta, na edição de hoje, publica uma notícia, que abaixo transcrevemos, sobre a carreira internacional da árbitra Sandra Bastos:

Apito de Sandra ouve-se na FIFA
Sandra Bastos, 30 anos, esteve na passada quarta-feira, 23, em Atenas, na Grécia, para arbitrar o Grécia - França, desafio referente ao grupo 3 de qualificação para o Campeonato Europeu de futebol feminino que se realizará para o ano, na Finlândia.
«Esta aposta da FIFA na qualidade do meu trabalho é um reconhecimento que muito me deixou satisfeita. É também um prémio para a equipa que normalmente trabalha comigo no distrital», lembra Sandra Bastos.
Natural de Neuss, na Alemanha, Sandra veio novinha para Portugal e desde cedo percebeu a sua inclinação para o desporto e para a imposição da disciplina. «Acho que sempre esteve em mim este papel mediador, de árbitra. Sinto-me bem e útil neste papel», conta a árbitra, filiada na Associação de Futebol de Aveiro.
Na actividade desde 2001, com as insígnias da FIFA desde 2007, Sandra sempre esperou por uma oportunidade para provar o seu valor a nível internacional. E acredita que estes podem ser sinais que lhe abram portas para os iminentes mundiais de sub-17, sub-20 e até os Jogos Olímpicos. Mas tem, ainda, outras distinções de que se orgulha, de cariz mais popular.
«Uma vez, num jogo do distrital de Aveiro, saí de campo debaixo de aplausos dos adeptos e até dos jogadores, todos gostaram da arbitragem. Alguém se lembra de algo assim no futebol? Eu julgava até que era impossível, mas aconteceu, e felizmente comigo. Por outro lado, gosto muito de arbitrar jogos de miúdos. Eles geralmente ficam contentes quando percebem que é uma mulher que vai dirigir. Talvez sintam que devem mais respeito, não sei, mas é um facto que quando é uma mulher a apitar os jogos há mais cuidado na linguagem e no trato, não só nos jogadores mas também nos adeptos», entende Sandra.
Mas nem tudo são rosas: «Sim, é verdade que às vezes custa ouvir determinadas coisas e ouvir tantas asneiras. Também nesse aspecto é preciso evoluir no futebol e considero que os passos curtos mas seguros que têm sido dados no futebol feminino, no estrangeiro e em Portugal, terão continuidade e irão acelerar assim que tivermos os devidos apoios.»
in: Semanário Sexta


Um pensamento que, descontextualizado, até tinha piada...

Se não conseguir responder ao argumento de uma pessoa, nem tudo está perdido. Pode sempre chamar-lhe nomes.
(Elbert Hubbard, escritor e filósofo norte-americano)
Foto: rtp.pt

Cursos de Candidatos a Árbitro de Futebol

Nesta fase terminal da época futebolistica de 2007/2008, são muitas as Associações e respectivos Conselhos de Arbitragem que começam a preparar a próxima época promovendo cursos de candidatos a árbitro de futebol.
Neste sentido, sugerimos a todos os interessados em abraçar uma carreira de árbitro que contactem a Associação de Futebol mais próxima da sua residência, solicitando informações sobre datas dos cursos e condições de admissão.
A todos os corajosos desejamos... Boa Sorte!!

Árbitros das meias-finais da Taça UEFA

Para os jogos de hoje, da 1ª mão das meias-finais da Taça UEFA, foram nomeadas as seguintes equipas de arbitragem:

Rangers - Fiorentina
Kyros Vassaras acompanhado pelos árbitros assistentes Dimitris Bozatzidis e Dimitris Saraidaris.

Bayern Munique - Zenit Petersburg
Lubos Michel com os árbitros assistentes Roman Slysko e Martin Balko.

Sugestão: Blog Apito de Lata

Dizem os apreciadores que em Borba se faz bom vinho. Nós, que de vinho percebemos pouco , sugerimos outro "produto" de Borba, o blog Apito de Lata. Este Blog, activo desde Março de 2007, é uma fonte de informação sobre tudo o que se passa na arbitragem da Associação de Futebol de Évora, desde as nomeações às reportagens fotográficas, formação técnica, aniversários de árbitros, comunicados, etc.
Visite em http://www.apitodelata.blogspot.com/

quarta-feira, 23 de abril de 2008

Bulgária: seis árbitros suspensos por... incompetência!!

A Federação búlgara suspendeu seis árbitros por cometerem erros significativos em jogos do campeonato e da Taça. Três dos juízes foram afastados até final da época, para os outros houve castigos de cinco, três e dois jogos.
«Através destes castigos, a comissão de arbitragem está a demonstrar que não tolerará árbitros que não apliquem as regras», declararam os responsáveis pelos árbitros em comunicado citado pela Reuters.
O árbitro mais visado pelas críticas é Angel Bekyarov, que já tinha sido suspenso em 2006 e volta a ser afastado agora depois de actuações contestadas em dois jogos: no empate entre o Litex Lovech e o Beroe Stara e na meia-final da Taça entre o Cherno More Varna e o Kaliakra. O Litex pediu que o juiz fosse irradiado e o Kaliakra ameaçou boicotar a Taça se Bekyarov e os seus assistentes não fossem severamente punidos. O árbitro chegou a disponibilizar-se para ser submetido a um detector de mentiras, mas ainda assim não escapou ao castigo.

in: MaisFutebol.pt

XIV Encontro Nacional dos Antigos Árbitros

Para quem não vive no mundo da arbitragem pode até ser difícil de perceber, mas para todos nós, que gostamos mesmo disto, sentimos que nunca na vida vamos ser capazes de abandonar totalmente esta boa doença que é a arbitragem!
Para todos estes existe um Núcleo de Antigos Árbitros de Futebol. Este núcleo vem organizando, desde 1994, o Encontro Nacional dos Antigos Árbitros, onde a Velha Guarda da Arbitragem Portuguesa junta árbitros licenciados de aquém e além fronteiras, acompanhados das respectivas esposas, filhos e demais familiares e amigos, para um salutar convívio.
Este ano, esse encontro realizar-se-á no próximo dia 1 de Junho (sábado), em Fátima. O programa inicia-se às 11 horas, com a celebração de uma missa no Santuário em homenagem aos que já não estão entre nós. Seguidamente, pelas 13 horas, realizar-se-á o almoço convívio, no habitual restaurante. As inscrições estão já abertas e podem ser feitas para os contactos da Associação Portuguesa de Árbitros de Futebol.

in: Blog do Alberto Hélder

Olegário Benquerença na Emir Cup do Qatar

O árbitro internacional Olegário Benquerença (AF Leiria), acompanhado pelos árbitros assistentes José Cardinal (AF Porto) e Bertino Miranda (AF Porto), estará este fim de semana no Qatar para dirigir uma partida da Emir Cup.
A nossa arbitragem continua a dar cartas no estrangeiro!

Para que servem os cartões amarelos?

Já que nos campeonatos nacionais os cartões amarelos não servem para nada...

terça-feira, 22 de abril de 2008

Nomeações 28ª Jornada LPFP

Sexta-feira (25 Abr):
Braga - P. Ferreira, 19:30(SportTV1)- Duarte Gomes (Lisboa)
Sábado (26 Abr):
Benfica - Belenenses, 19:45 (TVI) - Artur Soares Dias (Porto)
Domingo (27 Abr):
Nacional - Académica, 16:00 - Vasco Santos (Porto)
Naval 1 Maio - Boavista, 16:00 - Bruno Paixão (Setúbal)
União Leiria - Leixões, 17:00 - Paulo Batista (Portalegre)
Vit. Guimarães - Porto, 18:00 (SportTV1) - Paulo Costa (Porto)
Sporting - Marítimo, 20:30 (SportTV1) - Lucílio Batista (Setúbal)
Segunda-feira (28 Abr):
Vit. Setúbal - Est. Amadora, 19:45 (SporTV1) - Rui Costa (Porto)

Domingo (27 Abr):
Feirense - Trofense, 11:15(SportTV1)-Carlos Xistra (C. Branco)
Rio Ave - Varzim, 16:00 - Jorge Sousa (Porto)
Gondomar - Estoril-Praia, 16:00 - Hugo Miguel (Lisboa)
Portimonense - Beira-Mar, 16:00 - Marco Ferreira (Madeira)
Fátima - Olhanense, 16:00 - Paulo Pereira (Viana Castelo)
Gil Vicente - Penafiel, 16:00 - Pedro Proença (Lisboa)
Vizela - Freamunde, 16:00 - Pedro Henriques (Lisboa)
D. Aves - Santa Clara, 16:00 - Cosme Machado (Braga)

Grande Árbitro

Em mais uma pesquisa pela net, encontrámos este interessante pequeno texto, de um senhor Manuel Costa (cuja foto reproduzimos) que assim escreveu no Correio de Azemeis On-line:

Grande Árbitro
Para ser um grande árbitro de futebol (ou de qualquer outra modalidade) é necessário ter muita determinação e trabalho para alcançar este objectivo, tendo a certeza do que gostam e do que realmente quer ser. Conseguir ser um grande árbitro não será uma tarefa fácil, muito pelo contrário, mas será sim uma pessoa não grata no estádio e será chamado de ‘ladrão’.Os seus erros durante o encontro serão criticado e nem mesmo os seus acertos serão reconhecidos.A sua vida pessoal será sempre vigiada e sua mãe e esposa serão sempre homenageadas pelos adeptos das equipas. Para ser um grande árbitro é necessário ser feliz, ser feliz com os familiares, ser humildade para ouvir as diversas críticas e aprender com os erros para os não repetir, ter sempre os pés no chão, auxiliar os colegas de profissão e nunca comentar os erros deles em público e procurar meios para aprimorar o desempenho dentro do campo e trabalhar num colectivo na solidariedade de uma arbitragem eficaz.

O nosso obrigado, enquanto árbitros, por esta pequena homenagem.

Pedro Henriques fala sobre momento da arbitragem

O árbitro Pedro Henriques (que já não é Major.... é Tenente-Coronel) falou à Antena 1 sobre o momento actual da arbitragem e do futebol português. Apoiou a posição do presidente do Benfica em falar de pressões na arbitragem, afirmando que é sua opinião que todos os agentes desportivos deverão erguer a voz se tiverem conhecimento de algo irregular e, em local próprio, denunciar tais factos. Contudo, Pedro Henriques considera que se anda a falar demasiadamente nas arbitragens, o que apenas vem prejudicar o trabalho dos árbitros.
Oiça aqui as palavras de um dos árbitros de topo do nosso futebol sobre as criticas que recaem neste momento sobre as actuações dos árbitros e sobre a posição de LFV em querer falar de pressões na arbitragem.

"Árbitros não têm medo" (António Sérgio, Presidente da APAF)

A resposta da APAF, pela voz da seu presidente, às denuncias que Luís Filipe Vieira fez, relativamente a alegadas pressões sobre a arbitragem, não se fez esperar: "a classe não tem medo nem se sente pressionada".
Palavras de António Sérgio que também garante que os "árbitros não ocultam potenciais denuncias".
Oiça aqui a intervenção de António Sérgio relativamente a este assunto.

in: rtp.pt

Bloco de Apontamentos do Árbitros

É responsabilidade do árbitro, em cada partida que dirige, redigir um relatório de jogo, relatando as ocorrências neste registadas. Para tal, utilizamos uma folha ou bloco de apontamentos onde, no decorrer do jogo, anotamos todas as informações necessárias. Apresentamos aqui três sugestões desse documento:
Versão com duas faces
Versões de apenas uma face:
Convidamos os nossos amigos árbitros a enviarem as propostas de documentação que desejem ver divulgadas nosso blog.