sábado, 30 de novembro de 2013

João Santos: um dos melhores da nossa arbitragem

"Chegou ao fim a minha carreira internacional como arbitro assistente.
Acabei na Ucrânia no shaktior donetsk - real sociedade da liga dos campeões.
Foram onze anos de muito sacrifício e muito querer com algumas coisas más mas imensas boas, acima de tudo ganhei grandes amigos, baterem me uma salva de palmas na reunião de jogo marcou- me profundamente. Tive e tenho grandes amigos, obrigado a todos especialmente á minha família que muito se sacrificou e me ajudou em que pudesse representar o país da melhor forma possível.
Saio pelas restrições de idade mas saio de cabeça erguida."
Foi com estas singelas palavras que João Santos, um dos nossos melhores árbitros assistentes, se despediu da arbitragem internacional. Por norma olhamos para os árbitros com suspeição e relevamos os seus erros. Há muito tempo que aprendi a respeitá-los, sobretudo a partir do momento em que me vi com uma bandeirinha na mão num curso que se realizou em Melgaço. Para o João, o meu obrigado pelo muito que deu ao futebol português.
Por Eugénio Queirós
Fonte: Record

sexta-feira, 29 de novembro de 2013

Vídeo / Humor: Grande personagem este "árbitro"...

Sem mais comentários… vejam o vídeo!

Nomeações para 11ª jornada da Liga Zon Sagres

Bruno Paixão, da AF Setúbal, foi o árbitro designado para dirigir neste domingo o jogo Rio Ave-Benfica, às 17h45. Jorge Ferreira, da AF Braga, apitará  o Sporting-Paços de Ferreira e João Capela (AF Lisboa) o Académica-FC Porto.

Árbitros da 11.ª jornada:


Sexta-feira:
Sporting de Braga-Olhanense: Artur Soares Dias (AF Porto)

Sábado:
Académica-FC Porto: João Capela (AF Lisboa)

Domingo:
Arouca-Marítimo: Jorge Sousa (AF Porto)
Belenenses-Gil Vicente: Bruno Esteves (AF Lisboa)
Nacional-Vitória de Setúbal: Olegário Benquerença (AF Leiria)
Rio Ave-Benfica: Bruno Paixão (AF Setúbal)
Sporting-Paços de Ferreira: Jorge Ferreira (AF Braga)

Segunda-feira:
Estoril-Vitória de Guimarães: Nuno Almeida (AF Algarve)


Fonte: Relvado

Irão: Agressões entre árbitro e treinador

Em um jogo de um escalão secundário em Teerão, capital do Irão. Um treinador, após ter sido expulso por protestos, entrou no terreno de jogo em direção à equipa de arbitragem e agrediu de forma brutal o árbitro, após o final da partida.
Pessoas presentes no local ajudaram a evitar uma confusão maior e, com muito trabalho, conduziram o treinador para a área dos vestiários.
Porém, para aumentar a confusão, o árbitro foi em direção ao túnel e a confusão prolongou-se por um bom tempo e as agressões continuaram lá dentro.
De acordo com a comunicação social local, no final da história, o árbitro terminou com um corte e sangramento na zona do seu olho esquerdo. Já o treinador foi preso pela polícia, e posteriormente libertado.
Vejam as imagens:

FPF: Grupo de Estudos do Plano Nacional de Recrutamento e Reestruturação em reunião com CA da AF Lisboa

O grupo de estudos do Plano Nacional de Recrutamento e Reestruturação foi recebido pelos responsáveis da Associação de Futebol de Lisboa.
Mantendo a atitude proativa e fomentando a política de abertura para com os Conselhos de Arbitragem distritais, o grupo de estudos do Plano Nacional de Recrutamento e Reestruturação prosseguem os trabalhos de prospeção e discussão de norte a sul do país.

Esta quarta-feira, foi a vez da Associação de Futebol de Lisboa, onde foram recebidos pelo presidente do respetivo Conselho de Arbitragem, Carlos Esteves, pelo Vice-Presidente, Agostinho Correia, e pelo vogal Hélder Campos. Depois de mais uma reunião frutífera e proveitosa, seguir-se-ão as associações do Algarve, na próxima sexta-feira (29 de novembro), Beja e Évora, no sábado (30 de novembro) de manhã e à tarde, respetivamente.

Fonte: FPF

FIFA nomeada para "prémio" de pior entidade do Mundo


Realizada desde 2000, a votação tem como lemas a exposição da "prática de negócios irresponsáveis" levando em conta "casos de violações de direitos humanos e trabalhistas, destruição ambiental ou corrupção".

As nomeações podem ser sugeridas ao longo de todo o ano, mas só as que foram realizadas até o final de agosto foram consideradas para o Public Eye Award de 2014.

A indicação da Fifa teve como origem a Articulação Nacional dos Comitês Populares da Copa, formada pelos 12 Comitês Populares que se formaram em todas as cidades sede do Mundial de 2014.

Segundo os organizadores da votação, as nomeações são avaliadas pela equipe da Public Eye e pelo Instituto de Ética de Negócios, da Universidade de St. Gall, na Suíça. O júri de especialistas selecionou as empresas "mais irresponsáveis" para o Prêmio do Público.

Na apresentação do site, é descrito que a "Copa do Mundo da Fifa contribui para a violação dos direitos humanos, assim como ao direito à moradia, direito de protestar e de trabalhar". A votação ocorre até janeiro.

Em 2013, a Shell recebeu o prêmio do público e a Goldman Sachs ficou com o prêmio do júri. A votação que a Fifa concorre segue até janeiro e é relativa justamente ao ano do Mundial de 2014.

Assim como a entidade maior do futebol, outras sete corporações foram indicadas e também concorrem nessa votação dos violadores de direitos: Gazprom, Glencore Xstrata, HSBC, Marine Harvest, GAP, Escom e Sygenta, Bayer, Basf.



Fonte: O Debate

Texto escrito em Português do Brasil

quinta-feira, 28 de novembro de 2013

"Custa 24 mil euros subornar um árbitro na Europa"

Cidadão de Singapura, envolvido numa rede de viciação de resultados, revelou quanto custa subornar um árbitro na Europa

A polícia britânica deteve seis pessoas por alegada viciação de resultados e burlas a sites de apostas. Entre os detidos destacam-se três jogadores e um agente. Os nomes dos futebolistas não foram divulgados, mas o agente envolvido foi identificado como sendo Delroy Facey, antigo ponta de lança do Bolton.

A notícia foi avançada pelo jornal ingês "Daily Telegraph" e a Agência Nacional para o Crime já confirmou que está em curso a investigação.

De acordo com a notícia, a rede de viciação de resultados tem origem na Ásia e está funcionar nos escalões secundários de Inglaterra.

O "Daily Telegraph" colocou vários repórteres no terreno e estes registaram uma conversa com um dos envolvidos na rede, um cidadão de Singapura. Este revela que se pode decidir resultados dos jogos em Inglaterra por cerca de 50 mil libras (60 mil euros) e acerta em três resultados da mesma equipa.
Este mesmo cidadão de Singapura adiantou ainda que é possível subornar árbitros na Europa por cerca de 20 mil libras (ou seja, perto de 24 mil euros).

O vice primeiro-ministro britânico, Nick Clegg, já reagiu a este escândalo no futebol inglês, considerando-o "preocupante", na esperança de que este caso não seja "a ponta do icebergue".

Fonte: Notícias ao Minuto

Nomeações LPFP: João Capela no Académica - Porto


O Conselho de Arbitragem (CA) da Federação Portuguesa de Futebol (FPF) nomeou João Capela para dirigir o encontro entre Académica e FC Porto, da 11ª jornada da Primeira Liga, agendado para as 20h15 de sábado.

O árbitro da AF Lisboa será auxiliado por Ricardo Santos e Pedro Felisberto.

As nomeações das partidas de domingo e segunda-feira serão divulgadas amanhã pelo CA da FPF.


Fonte: O Jogo

Profissionalização na Arbitragem (Um caso histórico)

Em Janeiro de 1963, já Adriano Peixoto, o seleccionador da primeira equipa de juniores de Portugal, preconizava que a arbitragem seguisse caminhos idênticos aos dos seus companheiros directos no desporto-rei (jogadores e treinadores), pois não entendia tal diferença numa área onde se movimentavam enormes quantias

Eu, enquanto formador, em Fevereiro de 1994, numa entrevista concedida ao Boletim Off-side, do Núcleo de Árbitros de Futebol de Lisboa, também exaltava a mesma medida, porque no futebol tudo é profissional (desde o tratador da relva do estádio ao pessoal da lavandaria), e é um a amador (o Árbitro) que está dependente do patrão, se for caso disso, para poder ir dirigir a partida que irá decidir um qualquer título de uma competição nacional ou internacional, envolvendo montantes elevadíssimos e consequências ainda mais dilatadas…

Entretanto, dá-se conta que o Mestre Joaquim Campos foi o primeiro Árbitro profissional português, mas fora do país, no Brasil!
Vamos então à história: A Federação Paulista de Futebol solicitou à sua congénere portuguesa que lhe facultasse um dos seus Árbitros internacionais, para, durante um período, pudesse dirigir jogos do seu campeonato principal, pois entendia que os juízes brasileiros permitiam abusos, em termos de tempo, na reposição da bola em jogo (?). Face ao pedido e à aceitação das condições propostas, aliás muito interessantes, a Comissão Central de Árbitros de Futebol (portuguesa) decidiu que iria fazer um sorteio entre três dos seus categorizados filiados para saber quem ia ao país irmão.
Foram seleccionados ANÍBAL da Silva OLIVEIRA (n. 06.11.1918†04.02.2010), SALVADOR Heliodoro GARCIA (n. 20.12.1919†24.09.2002) e JOAQUIM Fernandes de CAMPOS (n. 05.09.1924) todos da Associação de Futebol de Lisboa.
A sorte não bafejou os dois primeiros que tiraram as bolinhas com a palavra “não” e graças à última, que até ficou por tirar, Joaquim Campos foi o sortudo, mas, conforme acordado previamente, quem fosse ao Brasil pagaria a cada um dos seus colegas a quantia de 10.000 escudos, o que se verificou…
OS TRÊS “MOSQUETEIROS” QUE ACTUOU NO PAULISTÃO 1969
O inicial contrato de locação de serviços (ver imagem) foi assinado em Lisboa, mas, dado que Joaquim Campos tinha dois irmãos em São Paulo, que lhe proporcionaram hospedagem e alimentação reduzindo, assim, substancialmente a despesa à Federação Paulista. Foi elaborado novo acordo, cujos valores foram reduzidos 50%, com os pagamentos mensais a serem-lhe sempre feitos a tempo e horas.
PELÉ NUM DOS JOGOS DIRIGIDOS POR JOAQUIM CAMPO
Joaquim Campos foi muito bem recebido no Brasil, destacando particularmente o seu amigo José Astolphi e lembra que houve alguma dificuldade dos brasileiros aceitarem a sua maneira peculiar de actuar, mas, mesmo assim, trabalhou em 20 jogos que se descrevem a seguir. Mais assinala a excelente colaboração que recebeu dos Árbitros auxiliares brasileiros e a particularidade das peças do seu equipamento, utilizado todos os jogos, terem sido confeccionadas em São Paulo!

Considerou expulso o Rei Pelé na primeira partida pois o famoso jogador proferiu o termo “ladrão” e vai daí Joaquim Campos passou essa expressão para o relatório e o castigo aplicado resumiu-se a um jogo. No final da competição foi merecedor de um almoço de despedida muito concorrido especialmente por todos aqueles que o acompanharam durante a sua estadia. Realce-se ainda que os 6 jogos da fase final do campeonato de 1969, somente actuaram o argentino Roberto Hector Goicochea (n. 27.11.1927†20.06.2000) o brasileiro José Favilli Neto e, naturalmente, Joaquim Campos. Todos dirigiram duas partidas e foram “bandeirinhas” nos restantes. Coube a Joaquim Campos dirigir o jogo decisivo (o penúltimo) que valeu o título ao Santos Futebol Clube.
O PRIMEIRO ESTÁDIO ONDE ACTUOU JOAQUIM CAMPOS

A agressão de Zidane em 2006 contada pelo árbitro que não a viu

Horacio Elizondo explica como a decisão foi tomada, a partir do momento em que Materazzi caiu no chão.

O árbitro argentino Horacio Elizondo, que apitou a final do Campeonato do Mundo de 2006, entre Itália e França, explicou, numa entrevista à revista inglesa «Blizzard», como decidiu expulsar Zinedine Zidane apesar de não ter visto a agressão a Marco Materazzi.

«Tudo se passou ao nível do auricular. Quando Materazzi caiu no relvado, a bola estava em jogo no outro lado do campo e, obviamente, estava concentrado no que se estava a passar aí. Tinha muitas dúvidas e ninguém parecia ter visto o que se tinha passado... De súbito, ouvi a voz de Luis Medina Cantalejo, o quarto árbitro, que dizia: Horacio, Horacio, eu vi! Uma cabeçada realmente violenta de Zidane em Materazzi, bem em cheio no peito. Fui ter com Dario [um dos assistentes], sabendo que ele não sabia de nada. Porquê? Se olhamos para o assistente todos percebem que ele está a ajudar-te a tomar uma decisão. Afasto-me e mostro a Zidane o vermelho. Era uma espécie de representação, mas continha alguma verdade sobre a forma como a decisão foi tomada.»

Foi a primeira vez que Elizondo, um dos árbitros mais experientes da atualidade, abordou o tema.

Recorde o lance:



Fonte: Mais Futebol

Soares Dias vai dirigir Sp. Braga-Olhanense

Artur Soares Dias, da Associação de Futebol do Porto, foi esta quinta-feira nomeado para dirigir, na sexta-feira, a receção do Sp. Braga ao Olhanense, jogo de abertura da 11ª jornada da Liga.

De acordo com o comunicado do Conselho de Arbitragem da Federação Portuguesa de Futebol, Artur Soares Dias vai ser auxiliado por Rui Licínio e João Silva.


Fonte: Mais Futebol

Vídeo: Árbitro expusa jogador errado e deixa em campo o homem do jogo

O árbitro do Port Vale-Preston North End descortinou uma agressão no duelo entre as duas equipas mas, após falar com o seu assistente, expulsou o jogador errado. Neil Kilkeny ainda esboçou um ligeiro protesto mas acabou por seguir para os balneários ao 12º minuto do encontro.

O Preston North End viria a vencer o encontro, mesmo em inferioridade numérica. Ainda por cima, o homem do jogo foi aquele que escapou ao cartão vermelho: Joe Garner. O avançado marcou dois golos, o primeiro dos quais num lance individual de grande qualidade. 




Fonte: Mais Futebol

Vídeo: ...E no Kuwait mais uma batalha campal, agora entre jogadores!

Cenas lamentáveis num jogo de sub-20 entre o Kazma e o Al Arabi, no Kuwait. Batalha campal entre os jogadores das duas equipas, com agressões bárbaras, como um pontapé voador logo a abrir. A confusão prolongou-se por intermináveis minutos, envolvendo ainda outros elementos e adeptos. Triste, muito triste.



Fonte: Mais Futebol

quarta-feira, 27 de novembro de 2013


APAF solidária com árbitro agredido


A Associação Portuguesa de Árbitros de Futebol (APAF) emitiu esta quarta-feira a manifestar total solidariedade para com Hélder Lamas, árbitro que foi vítima de agressão no passado fim de semana durante o intervalo do jogo entre Famalicão e Ribeirão, para a 10.ª jornada do Campeonato Nacional de Seniores.

«Quando se encaminhava para o túnel de acesso aos balneários, Hélder, foi surpreendido por um adepto afecto ao FC Famalicão, que o alcançou e materializou a agressão. A segurança no recinto desportivo esteve a cabo duma empresa de segurança privada que, apesar dos esforços encetados, não conseguiu evitar este acto de cobardia. Estes comportamentos não podem fazer parte do futebol português e tardam a ser banidos da nossa sociedade e do desporto em particular», expõe o comunicado.

«Às instâncias disciplinares pedimos uma resposta firme, célere e adequada à gravidade que um acontecimento deste género requer. Temos batalhado ao longo dos tempos para que acontecimentos desta natureza desapareçam, acreditando que chegou a hora de, uma vez por todas, actuar exemplarmente contra tal cobardia, que em nada contribui para o engrandecer do futebol português.»


Fonte: A Bola


Liga do Campeões: Olegário Benquerença no Shaktar Donetsk - Real Sociedad


O Português Olegário Benquerença foi nomeado para o jogo da Liga dos Campeões entre as equipas do Shaktar Donetsk da Ucrânia e a Real Sociedade de Espanha, cujo encontro se realiza hoje, dia 27 de Novembro.

Olegário Benquerença da Associação de Futebol de Leiria, será auxiliado por Ricardo Santos da AF.Lisboa e Rui Licinio da A.FPorto, enquanto os Árbitro Assisntes Adicionais serão Jorge Sousa da AF.Porto e Carlos Xistra da A.F.Castelo Branco e o quarto Árbitro João Santos da A.F. Porto.

Será esta a única equipa de arbitragem Lusa esta semana em jogos da prova mais importante da Uefa.



Fonte: Arbitragem de Futebol

Liga Europa: Duarte Gomes no Genk - Dínamo de Kiev


O Português Duarte Gomes foi nomeado para o jogo da Liga Europa entre as equipas do Genk da Bélgica e Dinamo Kiev da Ucrânia, cujo encontro se realiza amanhã, dia 28 de Novembro, às 19horas locais.

Duarte Gomes da Associação de Futebol de Lisboa, será auxiliado por António Godinho e Venâncio Tomé, ambos da AF. Setúbal , enquanto os Árbitro Assistentes Adicionais serão João Capela e Hugo Miguel da A.F.Lisboa e o quarto Árbitro Pedro Garcia da A.F. Lisboa. 


Fonte: Arbitragem de Futebol

Grupo de estudos do Plano Nacional de Recrutamento e Retenção em reunião com AF Santarém

O grupo de estudos do Plano Nacional de Recrutamento e Retenção esteve na sede da AF Santarém, onde reuniu com a Direção e o Conselho de Arbitragem locais.
Francisco Jerónimo, Presidente da Direção da Associação de Futebol de Santarém, que se fez acompanhar pelo vice-presidente Daniel Santos, agradeceu a visita e reforçou a disponibilidade da Associação para colaborar com o Conselho de Arbitragem da FPF em tudo o que possa beneficiar a arbitragem. Foram abordados diversos assuntos relacionados com a arbitragem e, especialmente, com o recrutamento e retenção, sendo reconhecido por Francisco Jerónimo que a Direção da FPF está perto do futebol não profissional e que o CA da FPF está igualmente próximo da arbitragem distrital.

Finda a proveitosa reunião com a Direção da Associação, o Presidente do Conselho de Arbitragem de Santarém, que decorreu na segunda-feira, Fernando Silva – que se fez acompanhar por Pedro Portugal, Jesuíno dias, Jorge Santos e Alexandre Jorge – fez notar que o recrutamento e retenção de jovens árbitros tem sido preocupação do órgão que lidera. “A política de recrutamento e retenção tem de ser nacional e não setorial. Por isso apoiamos todas as medidas que a FPF está a tomar no sentido aumentar a retenção dos jovens valores”, referiu Fernando Silva.   

As reuniões mantidas pelo CA da FPF começam a revelar-se fundamentais para se conhecer efetivamente a realidade do País, para se registar as boas práticas e se identificar aspetos que, em conjunto, possam ser melhorados.

Esta quarta-feira, o grupo de estudos reunirá com o CA de Lisboa e na sexta-feira feira rumará ao Algarve. O fim-de-semana de trabalho ficará completo no sábado quando se realizarem as reuniões em Beja, no período da manhã, e em Évora, à tarde.

Fonte: FPF

Workshop sobre arbitragem em Albufeira

«Unir-se é um bom começo, manter a união é um progresso e trabalhar em conjunto é uma vitória» foi o mote escolhido para o workshop sobre a Arbitragem no Futebol que decorreu na Biblioteca Municipal Lídia Jorge, em Albufeira.

Para fazer jus à máxima, a iniciativa foi organizada pela Divisão de Desporto e Juventude da Câmara Municipal de Albufeira com a colaboração de árbitros da Federação Portuguesa de Futebol (FPF) e da Associação de Futebol do Algarve (AFA).

De acordo com a organização, o evento teve por objectivo permitir aos praticantes da modalidade e aos diferentes agentes desportivos do Concelho adquirirem conhecimentos de arbitragem, contribuir para o aumento do número de árbitros em Albufeira e consciencializar os jovens de que a arbitragem é uma opção com futuro no mundo do futebol.

Tiago Cravo e Cristiano Pires, árbitros da Federação Portuguesa de Futebol, e Rui Teixeira e Luís Pires, árbitros da Associação de Futebol do Algarve, falaram sobre a carreira de árbitro, a realidade da arbitragem no Algarve e as Leis de Jogo.

Refira-se que a excelente preleção dos árbitros do quadro nacional e regional suscitou grande interesse e motivação por parte dos participantes ao longo das 3 horas de duração do Workshop que contou com a presença de 30 alunos do curso de desporto da Escola Secundária de Albufeira, professores de Educação Física, também daquele estabelecimento de ensino, jovens treinadores de clubes desportivos do Concelho e alguns árbitros de futebol. Destaque-se o entusiasmo dos jovens, que durante a fase de perguntas e respostas, no âmbito da mesa redonda que decorreu no final, colocaram imensas questões relacionadas com a profissão.

Fonte: Barlavento Online

Sven-Goran Eriksson fala em «escândalos» e «conversas sobre árbitros» em Portugal


Treinador do Benfica por duas ocasiões ao longo da sua carreira (1982-84 e 1989-92), Sven-Goran Eriksson aborda a realidade do futebol português na sua autobiografia, apresentada ontem na cidade de Estocolmo. Segundo o sueco, o futebol luso tornou-se mais corrupto a partir da década de 80.

«Durante os cinco anos que passei fora de Portugal, o futebol lá tinha-se tornado mais sujo e mais corrupto. Havia muitos escândalos e conversas sobre árbitros. O FC Porto tinha-se tornado muito mais poderoso», escreveu Eriksson, recordando um episódio passado no reduto do FC Porto, na altura denominado ainda como Estádio das Antas.

«O balneário estava trancado. Pinto da Costa apareceu e disse que só estaria disponível uma hora antes do jogo. 'Respeito muito o senhor como pessoa, mas guerra é guerra', referiu na altura o presidente dos azuis e brancos, numa partida que terminou de forma favorável para o Benfica (0-2).
De resto, Sven-Goran Eriksson sempre apreciou a forma como foi tratado no Estádio da Luz: do início ao fim. «Pensei que estavam à espera de um primeiro-ministro ou outro alto dignitário, mas estavam à minha espera», recordou o atual técnico dos chineses do Guangzhou, acerca do momento em que foi treinador das águias pela primeira vez.

Fonte: Futebol 365

FA retira cartão vermelho de Wes Brown por falta inexistente

A Football Association (FA) publicou esta segunda-feira (dia 25) um comunicado oficial no seu site confirmando que o cartão vermelho dado ao Wes Brown, do Sunderland, durante a partida contra o Stoke City, no último sábado, foi revisto e o jogador não irá cumprir a suspensão de três jogos que havia recebido.
Brown viu cartão vermelho direto após recuperar, em carrinho, uma bola ao atacante Charlie Adam, do Stoke. O lance gerou revolta tanto do técnico Gus Poyet como dos demais jogadores do Sunderland, e mais tarde imagens em vídeo confirmariam que Brown nem sequer havia tocado no seu adversário. A partida, que naquele momento estava a ser vencida pelos Potters por 1 a 0, com golo de Charlie Adam, terminaria 2 a 0 para os donos da casa.
A decisão da FA veio após um pedido formal redigido à entidade pelo Sunderland. Com a revisão da pena, Brown poderá participar já no próximo jogo do Sunderland, contra o Aston Villa, neste sábado (30).


Fonte: Fox Sports

terça-feira, 26 de novembro de 2013

segunda-feira, 25 de novembro de 2013


Entrevista: Ex-Árbitro Inglês Mark Halsey fala da profissionalização "Se acham que os erros vão acabar, estão enganados"

Mark Halsey fez parte da elite de árbitros ingleses desde o arranque, em 2000/01, e pendurou o apito no final da época passada, aos 52 anos. Falou O JOGO sobre a profissionalização.
Embora considere baixo o salário, aplaude o passo que agora se dá em Portugal, explica as vantagens de ser juiz a tempo inteiro, mas avisa que a profissionalização não acabará com as polémicas

Como era a sua vida diária como profissional?
Treinava, via dados de jogos, ia ao ginásio. Como vivo em Bolton, treinava com o Bolton Wanderers e ia ao centro de treinos todos os dias. Era bom para ver como eles trabalhavam, como viviam, como comiam... Era acompanhado por um nutricionista, o que era muito importante.

Teve de mudar-se para ser árbitro profissional?
Não, já vivia em Bolton. Mas também não importa onde vivemos, porque apenas nos juntamos a cada duas semanas. No resto do tempo, treinamos com clubes. Eu treinava com o Bolton porque ao viver aqui estava automaticamente excluído dos jogos deles. Isso ajuda-nos a ter boas relações com jogadores e treinadores e conseguimos perceber como eles treinam e como eles pensam, algo que achei muito benéfico.

Fazia o mesmo treino que os jogadores?
Havia um treino físico, outras vezes apitava as peladinhas. E isso era muito bom, porque os futebolistas profissionais quando estão numa peladinha comportam-se exatamente como nos jogos: contestam todas as decisões dos árbitros.

Sente que se tornou um árbitro melhor quando passou a profissional?
Sim, bastante. Tornamo-nos atletas profissionais, bem preparados, somos como os jogadores. Depois, também viajamos como as equipas: não temos que trabalhar na véspera do jogo e seguir durante a noite. Fazemos um treino ligeiro à sexta de manhã [a maior parte dos jogos em Inglaterra são ao sábado] e podemos conduzir ou ir de avião com calma. Mas atenção: o profissionalismo não faz com que os árbitros deixem de cometer erros. Se em Portugal acham que os erros vão acabar, estão enganados.

Considera positiva a passagem dos árbitros para profissionais em Portugal?
Em países como Portugal ou Espanha o trabalho dos árbitros será sempre mais difícil do que em Inglaterra. A mentalidade aqui é diferente. Qual será o salário de um árbitro profissional aí?

Cerca de 2500 euros por mês.
Não é muito.

O salário mínimo em Portugal é de 485 euros...
Em Inglaterra os árbitros recebem 100 mil euros anuais de base, mais 540 euros por cada jogo e um bónus por performance no final da temporada. É bem pago e a maior parte dos árbitros está lá pelo dinheiro. Se encontrassem um emprego que lhes desse tanto dinheiro, deixariam a arbitragem.

Vocês também têm uma cláusula de confidencialidade, certo?
Sim, mas eu não a assinei e eles tiraram-me 60 mil euros. Foi o preço da minha saída.

Acha que os árbitros estão demasiado expostos às críticas e insultos dos adeptos?
Sim, estão. É muito importante que o 'general-manager' esteja lá para os apoiar e proteger. Em Inglaterra, isso não acontece. O Mike Riley não tem a mínima ideia de como falar com jogadores, com árbitros ou com homens. Ele tem de falar com os árbitros. Eu falei com ele umas cinco vezes em três anos. Nem quando eu regressei falou comigo. O importante é ter um bom 'treinador' de árbitros, um homem que seja bom a gerir o grupo de árbitros, que consiga falar olhos nos olhos, que os saiba abraçar ou puxar-lhes as orelhas quando for preciso. Funciona como com os jogadores: há alguns que precisam mais de abraços, outros que precisam mais de puxões de orelhas. É tudo sobre motivação e o treino certo para os árbitros.

Fonte: O Jogo

Plano Nacional de Recrutamento e Retenção arrancou em Leiria

Na sequência dos trabalhos realizados no V Fórum de Arbitragem, que se realizou em Alcobaça, no passado dia 12 de outubro, iniciou-se a fase de diagnóstico do Plano Nacional de Recrutamento e Retenção (PNR&R), que envolve todas as Associações Distritais do País e respetivos Conselhos de Arbitragem (CA). Foi solicitado o preenchimento de um inquérito preparatório e preparou-se uma agenda de visitas aos conselhos de arbitragem, a quem se enviou um guião da entrevista a realizar.
Na primeira reunião que se realizou na sede da Associação de Futebol de Leiria, o Presidente do Conselho de Arbitragem, Vítor Pereira,  acompanhado por Jorge Nunes e João Pina, dois dos elementos que compõem o grupo de estudos deste PNR&R, foram recebidos pelos dirigentes do Conselho de Arbitragem. 
Durante os 90 minutos previstos, trocaram-se diversas opiniões sobre os processos de recrutamento, formação e retenção praticados pelo CA de Leiria. O Presidente da Arbitragem de Leiria, Carlos Brites, considerou a reunião pertinente e o seu conteúdo relevante. 

Foi assim dado o pontapé de saída de um Plano Nacional de Recrutamento e Retenção que se pretende que venha a ser um importante contributo para melhor fidelizar os árbitros existentes e para aumentar o número de árbitros de cada Conselho de Arbitragem Distrital.

Fonte: FPF

FPF: Ação Intermédia para Observadores Futebol

Coimbra e Setúbal acolheram, no sábado, Ação Intermédia para Observadores Futebol.
A Ação Intermédia para Observadores de Futebol, promovida pela Secção de Classificações, juntou, este sábado, os Observadores em dois pontos do País: em Coimbra, no período da manhã, e em Setúbal, no período da noite.

Na abertura, o Presidente do Conselho de Arbitragem, Vítor Pereira, sublinhou a importância desta ação para efetuar um balanço do trabalho efetuado pelos observadores com o objetivo de melhorar os desempenhos que, ainda assim, têm sido melhores do que em período análogo da época anterior.

Ferreira Nunes, vogal da Secção de classificações, deu a conhecer elementos estatísticos dos desempenhos dos observadores e recordou os principais objetivos da época.


De acordo com o programa, Vítor Reis, Presidente da Comissão de Análise e Recurso, fez uma análise dos desempenhos da época, reforçando algumas das mensagens transmitidas nas ações de início de época. Vítor Pereira e João Pina, promoveram uma reflexão sobre as respostas que os observadores deram a questões colocadas no inquérito enviado eletronicamente. Seguidamente, Vítor Pereira e Humberto Viegas, analisaram diferentes vídeos com o objetivo de uniformizar as análises e formas de reportar as referidas jogadas.  


No encerramento, Ferreira Nunes, recordou que os Observadores voltarão a reunir-se no mês de fevereiro, conforme estipulado no início da época.

Vítor Pereira reforçou a disponibilidade do CA para responder a todas as questões que surjam em qualquer momento da época e finalizou agradecendo a participação de todos.

Fonte: FPF

Árbitros das equipas portuguesas na Liga Europa

O árbitro islandês Kristinn Jakobsson, o grego Tasos Sidiropoulos e o israelita Eitan Shemeulevitch foram nomeados pela UEFA para dirigir os jogos das equipas portuguesas na quinta jornada da Liga Europa. 

O Vitória de Guimarães joga com os croatas do Rijeka, no Grupo I, encontro que será dirigido por Kristinn Jakobsson. Os minhotos ainda se podem apurar para os 16 avos de final da competição, num momento em que são terceiros classificados do grupo, com quatro pontos.

No Grupo H o Estoril visita Sevilha, com arbitragem do grego Tasos Sidiropoulos. A equipa portuguesa ainda tem hipóteses matemáticas de se qualificar. 

No Grupo E, Fiorentina e Dnipro já estão apurados para a fase seguinte. O Paços de Ferreira, já eliminado, recebe a Fiorentina no Estádio D. Afonso Henriques. A partida será arbitrada pelo israelita Eitan Shemeulevitch. 


Fonte: Mais Futebol

Champions: Daniele Orsato dirige o jogo Anderlecht-Benfica

O árbitro italiano Daniele Orsato foi hoje designado pela UEFA para dirigir na quarta-feira o jogo entre Anderlecht e Benfica, da quinta jornada do grupo C da Liga dos Campeões em futebol.

O italiano, internacional desde 2010 e colocado na elite em 2012, nunca esteve em qualquer jogo do Benfica, mas já dirigiu um encontro com equipas portuguesas na "Champions", na vitória do FC Porto em casa do Dínamo Zagreb (2-0), na última época.

O árbitro, de 38 anos, já apitou esta temporada dois jogos da Liga dos Campeões, entre os quais a derrota do Chelsea em casa com o Basileia (1-2) e um da Liga Europa.

O Benfica chega a esta jornada a precisar de vencer, encontrando-se na terceira posição do grupo que é liderado pelo Paris Saint-Germain (dez pontos). Em segundo encontra-se o Olympiacos (sete), em terceiro às "águias" (quatro) e em último o Anderlecht (um).

Fonte: RTP

Vídeo: 6 "maus" momentos de árbitros...

Às vezes os árbitros não acertam, outras vezes acertam-lhes a eles…
Aqui estão alguns momentos de más decisões e de choques imprevistos.

Coragem e Classe...

"CORAGEM É MANTER A CLASSE SOB PRESSÃO" 

                                                                    por JF Kennedy








domingo, 24 de novembro de 2013

Opinião: Arbitragem no Mundial de Futebol 2014

Texto escrito por Valdir Bicudo
Objetivando não dar asas ao continuísmo e oxigenar a arbitragem que vai labutar na Copa do Mundo de 2014 no Brasil, a Fifa realizou mudanças significativas no comando da sua Comissão de Árbitros. No Mundial da África do Sul, a preparação técnica dos homens de preto, era responsabilidade do renomado árbitro, José Maria Garcia Aranda (Fifa/Espanha).

Um ano após o evento na África do Sul, a Fifa anunciou que o  novo chefe da preparação dos apitos internacionais, seria o ex-árbitro,  Massimo Busacca  (Fifa/Suíça). O suíço,  durante  mais de vinte anos de carreira, incluindo doze temporadas  no cenário internacional,  apitou duas edições da Copa do Mundo da instituição, em 2006 e 2010, além da Eurocopa 2008.  Busacca, também comandou a final da Liga dos Campeões da Uefa em 2009, a decisão da Copa da Uefa em 2007 e a Supercopa da Uefa em 2010. Dirigiu ainda, mais de 250 partidas do Campeonato Suíço.
O preparador técnico dos homens dos homens do apito, tem 44 anos, fala fluentemente cinco idiomas (italiano, inglês, francês, alemão e espanhol) -  e é membro da Task Force Football 2014 da Fifa, presidida pelo alemão Franz Beckenbauer.
Três anos se passaram e em agosto do ano em curso, a entidade internacional dando continuidade ao processo de reformulação na comissão, deu ciência ao mundo futebol de que a presidência do Comitê de Arbitragem, até então dirigido por  Angel Maria Villar (Espanha), que presidiu aquele órgão nas Copas de 2006 (Alemanha) e 2010 (África do Sul) -  passaria às mãos do timoneiro, Jim Boyce (Irlanda).
Boyce, é vice-presidente da Fifa, fala inglês e dirigiu o mais importante organismo de arbitragem do planeta, que é o International Football Association Board (IFAB), no período de 1995 a 2001. Importante porque, desde a sua criação em  1882, só o Board pode sugerir, aceitar ou recusar experiências e determinar modificações nas Regras de Futebol.   
Pois bem, efetivadas as  referidas transformações  e após  três anos e meio de várias observações, de inúmeros testes teóricos, físicos, psicológicos, médicos, prática no campo de jogo, participação em torneios da Fifa, está próximo o dia em que saberemos dentre os 52 trios pré-selecionados, quem serão os 30 triunviratos que atingiram todos os degraus estabelecidos. Os nomes laureados, como responsáveis em interpretar e aplicar a regras do maior espetáculo da terra, a Copa do Mundo de Futebol no Brasil, devem ser conhecidos entre fevereiro e maio do ano que vem.  
Nota: Texto escrito em Português do Brasil
Fonte: Paraná Online

Romeno Ovidiu Hategan vai arbitrar FC Porto-Áustria de Viena

O árbitro romeno Ovidiu Hategan foi nomeado este domingo pela UEFA para o jogo entre FC Porto e Áustria de Viena, no estádio do Dragão. 

O jogo da quinta e penúltima jornada do Grupo G da Liga dos Campeões em futebol é decisivo para a equipa portuguesa.Com quatro jornadas disputadas, o FC Porto segue no terceiro lugar do Grupo G, com quatro pontos, menos um que o Zenit, equipa que ocupa o segundo lugar. 

Nesta jornada os russos vão defrontar o líder Atlético de Madrid, que com 12 pontos já garantiu a qualificação à fase seguinte. 

O Áustria de Viena, por sua vez, é último classificado, com apenas um ponto conquistado.Ovidiu Hategan, um médico de 37 anos, é árbitro internacional desde 2008 e vai dirigir o seu terceiro jogo nesta edição da 'Champions'. 

O romeno cruzou-se com o Benfica na época passada, no jogo Bordéus - Benfica (2-3) da Liga Europa. 


Fonte: CM

Vídeo: O árbitro vai apitar e... tudo sentado

As equipas do Brasileirão continuam a aproveitar algumas jornadas do campeonato para se manifestarem em prol do Bom Senso FC. Este movimento foi criado no sentido de alertar a Confederação Brasileira de Futebol para alguns pontos que considera essenciais, como o calendário, as férias dos jogadores, o período adequado de pré-temporada ou o fair-play financeiro.

No Vasco da Gama-Cruzeiro, os jogadores decidiram-se por uma manifestação pouco comum. Veja o vídeo.






Fonte: O Jogo

sábado, 23 de novembro de 2013

sexta-feira, 22 de novembro de 2013

FIFA e Adidas prolongam parceria até 2030


A FIFA e a Adidas, empresa de equipamento desportivo, anunciaram que vão manter o vínculo até ao Mundial de 2030. A parceria entre as duas instituições já dura há 43 anos, desde 1970.

«A FIFA e a Adidas formalmente anunciam a extensão da sua parceria de longa duração, num acordo que garante à Adidas ser o parceiro, o fornecedor e ter os direitos de licença nos Mundiais e em todos os eventos FIFA até 2030», informa o comunicado.
Nenhum dos envolvidos quis revelar os números referentes a este acordo, mas a Adidas prevê, para 2014, um volume de negócios de dois mil milhões de euros.
«Sem o apoio de parceiros de longo prazo como a Adidas, simplesmente seria impossível para a FIFA organizar eventos internacionais como o Campeonato do Mundo e manter o nosso trabalho de desenvolvimento do futebol em todo o planeta», disse o diretor de Marketing da FIFA, Thierry Weil numa cerimónia realizada em Moscovo.

O contrato entre a FIFA e a Adidas terminava no próximo ano. A marca alemã fornece a bola oficial do Mundial nos próximos anos e veste todos os funcionários que participam na organização do evento.

Fonte: Mais Futebol

Nomeações 10ª Jornada da Liga Zon Sagres

O árbitro Paulo Baptista, da AF Portalegre, foi hoje nomeado para dirigir no domingo o jogo Vitória de Guimarães-Sporting, da 10. jornada da I Liga portuguesa de futebol.

Luís Ferreira, da AF Braga, vai arbitrar o jogo entre o Paços de Ferreira e o Belenenses, enquanto Rui Silva, da AF Vila Real, vai dirigir o Rio Ave-Estoril.

O Conselho de Arbitragem (CA) da Federação Portuguesa de Futebol (FPF) comunicou ainda a indisponibilidades dos árbitros Marco Ferreira, Luís Marcelino e Tiago Rocha, todos lesionados, para dirigir jogos.

Programa da 10. jornada: 

sábado, 23 nov: 

Benfica - Sporting de Braga, Nuno Almeida (Algarve).

FC Porto - Nacional, Carlos Xistra (Castelo Branco). 


domingo, 24 nov: 

Rio Ave - Estoril, Rui Silva (Vila Real).

Vitória Setúbal - Arouca, João Capela (Lisboa). 


Marítimo - Gil Vicente, Bruno Paixão (Setúbal). 


Paços de Ferreira - Belenenses, Luís Ferreira (Braga). 


Vitória de Guimarães - Sporting, Paulo Baptista (Portalegre). 


segunda-feira, 25 nov: 

Olhanense - Académica, Manuel Oliveira (Porto).

Vídeo: Um soco sem o árbitro ver

Foi "quente" o primeiro jogo das meias-finais da Taça Sul-Americana entre Libertad e Lanús (1-2). No primeiro vídeo esqueça a jogada ofensiva dos paraguaios e veja a repetição que mostra um soco de Carlos Araujo a Miguel Samudio, do Libertad. O gesto do jogador do Lanús escapou à visão do árbitro do encontro.
Vídeo 1:
O vídeo seguinte mostra o percurso com obstáculos que Lautaro Acosta percorreu até ao banco de suplentes, quando foi substituído. O avançado do Lanús tornou-se num alvo dos adeptos do Libertad, que atiraram vários objetos na direção de Acosta.
Vídeo 2:

Fonte: Relvado

Fifa pode expulsar árbitro que apitou vitória da África do Sul sobre Espanha

O árbitro William Koto, do Lesoto, pode ser expulso do quadro da Fifa por conta da polémica envolvendo o particular entre África do Sul e Espanha, na última terça-feira, vencido pela seleção africana por 1 a 0. A informação é do jornal espanhol AS.
Koto permitiu que a Espanha fizesse uma sétima substituição após a lesão do guarda-redes Victor Valdés faltando 10 minutos para o fim do jogo, sendo que a Fifa só permite seis alterações em jogos particulares internacionais. O erro vai causar a perda da insígnias do árbitro, segundo afirmou ao jornal o ex-árbitro assistente Rafael Guerrero, num evento esta sexta-feira.
Segundo Guerrero, "(Koto) foi o único responsável pelo ocorrido, e posso anunciar que a partir de amanhã (sábado) deixará de ser árbitro Fifa".
A irregularidade permitida por Koto faz com que a Fifa analise a possibilidade de anular o resultado da partida, prejudicando a África do Sul, que ganharia muitos pontos no ranking mundial por ter derrotado a primeira classificada.
Fonte: Terra