quinta-feira, 28 de fevereiro de 2013

Polémica com árbitro que não expulsou Mourinho (desta vez)

O árbitro José Luis Paradas Romero terá comunicado aos responsáveis da arbitragem espanhola que decidiu deixar de apitar. A informação é avançada pela Cadena Cope e pelo jornal AS, que atribuem a decisão à pressão sofrida pelo juiz depois de apitar o Real Madrid-Rayo Vallecano. 

Paradas Romero terá sido criticado pelo diretor do Comité para o Futebol Profissional, Manuel Diaz Vega, por não expulsar José Mourinho quando este protestou a pedir amarelo para Lass, que dominou uma bola com a mão. Nesse jogo, que o Real venceu por 2-0, Romero expulsou Sérgio Ramos com dois amarelos em dois minutos.

A imprensa espanhola diz que Romero não compareceu aos testes físicos periódicos que os árbitros realizam e que foi substituído no jogo do fim de semana para o qual estava nomeado, o Espanhol-Valladolid.

Paradas Romero foi de resto o único árbitro que já expulsou José Mourinho em Espanha, por duas vezes: em novembro de 2010 num jogo da Taça do Rei com o Murcia e em Março de 2012, no jogo com o Villarreal.

Fonte: Iol

segunda-feira, 25 de fevereiro de 2013

Árbitro do dérbi em Guimarães: «Assiti a uma batalha campal»


Hugo Pacheco foi o árbitro do dérbi entre Vitória de Guimarães B e SC Braga B que foi interrompido aos sete minutos da primeira parte devido a incidentes nas bancadas entre adeptos vitorianos e braguistas. O juiz da Associação de Futebol do Porto desabafou na rede social Facebook os momentos que viveu no Estádio D. Afonso Henriques, em Guimarães.
Eis o texto publicado por Hugo Pacheco na sua página do Facebook:
«Quando há uns tempos atrás me perguntaram se já tinha levado o meu filho a assistir a um jogo de futebol, a minha resposta foi não, sob a justificação de ele ter apenas dois anos e não lhe ser permitido a entrada em estádios. Hoje, afirmo categoricamente que se continuarmos a viver numa sociedade onde a segurança é um elemento facilmente descartável, é provável, que pelo menos nos próximos anos, o meu filho não entre em estádios de futebol.
Ao ouvirmos na possibilidade da inexistência de elementos de segurança (Policiamento) numa partida de futebol, podemos imaginar diversos cenários desastrosos. Mas quando a imaginação se torna realidade e assistimos, no meio de centenas, talvez milhares de adeptos entre eles, MULHERES e CRIANÇAS, que aproveitam a sua tarde de descanso para irem ao futebol, e em vez de assistirem a um jogo, vivem uma "Batalha Campal", isso de facto é LAMENTÁVEL.
E porquê?? Pura e simplesmente pela falta de policiamento (algo permitido por Lei) e que poderia ter consequências EXTREMAS. Será que tem de haver mortes para que possamos repensar esta Lei, ou será que o espectáculo extra faz parte dos objectivos???? Mais do que uma situação lamentável, é uma realidade alarmante. HOJE ASSISTI A ESSA REALIDADE.....»

Fonte: Zerozero

Espanha: homenagem ao árbitro


Há menos de um mês, demos conta da agressão a soco de um jogador a um árbitro durante um jogo dos distritais de Leiria. Dias depois mais agressões noutros campos do país.
Em Espanha, a realidade não é diferente. Em Valencia, num jogo dos escalões regionais, um jovem árbitro foi barbaramente agredido por um jogador. Teve de ser operado (retirou o baço) e continua hospitalizado. Este fim-de-semana, em todos os campos da província espanhola, realizaram-se várias homenagens ao árbitro agredido, uma delas a que reproduzimos através da foto publicada no El Mundo. Por cá, continuamos, a vários níveis, a brincar com o fogo.

Fonte: Record

quinta-feira, 21 de fevereiro de 2013

Espanha: Árbitro agredido por um polícia-jogador


Um encontro entre duas equipas dos campeonatos regionais em Espanha, realizado no passado domingo, foi marcado por uma agressão a um jovem árbitro.
O árbitro de 17 anos perdeu o baço após ter sido agredido por um jogador durante uma partida no campo desportivo de Burjassot, em Valência.
O duelo envolveu as equipas de amadores Mislata e Los Silos. Ainda por motivos desconhecidos, o atleta em causa deu um soco no árbitro e, quando este caiu, continuou a agressão com dois pontapés no corpo. O jogo foi interrompido.
O jovem continua internado num hospital local, mas apesar de lhe ter sido extraído o baço, agora encontra-se numa situação estável e evolui favoravelmente.
O suspeito agressor tem 27 anos e é polícia de profissão. Foi detido no próprio dia.

Fonte: Relvado

terça-feira, 19 de fevereiro de 2013

Vitor Pereira vai apresentar o Plano Nacional de Formação


Presidente do Conselho de Arbitragem da FPF vai apresentar o Plano Nacional de Formação.

O Conselho de Arbitragem (CA) da Federação Portuguesa de Futebol (FPF), presidido por Vítor Pereira, vai reunir-se com as associações de futebol, de Norte a Sul do país, para apresentar o Plano Nacional de Formação.

As primeiras sessões terão lugar esta semana, mais concretamente quinta, sexta-feira e sábado, em Setúbal, Leiria e Porto, respetivamente, fomentando a política de aproximação promovida pelo CA, no âmbito da criação da Academia de Arbitragem.

Segundo a notícia divulgada no sítio oficial da FPF, "estes encontros visam apresentar o Plano Nacional de Formação e pretendem proporcionar um espaço de discussão entre os diversos agentes da arbitragem, que terão assim a oportunidade de dar o seu contributo para o aperfeiçoamento do mesmo".

Coordenadas pelo presidente do Conselho de Arbitragem da FPF, Vítor Pereira, as ações apresentarão os objetivos traçados para os cursos de formação inicial de nível 1, de formação avançada de nível 2 e de formação de elite de nível 3 para árbitros de futebol e de futsal.

Fonte: O Jogo

Liga Europa: árbitro checo no Benfica-Bayer Leverkusen

A UEFA nomeou o checo Pavel Kralovec para apitar o Benfica-Bayer Leverkusen desta quinta-feira, jogo da segunda mão dos 16 avos de final da Liga Europa.

O árbitro checo, de 35 anos, já apitou esta época o FC Porto-D. Kiev da Liga dos Campeões, que os dragões venceram por 3-2.

Em 2011 já apitou um jogo do Benfica, a vitória frente ao PSG (2-1), também para os 16 avos de final da Liga dos Campeões. E antes disso, em 2009/10, esteve no empate do Sporting com o Heerenveen (1-1) para a Liga Europa, bem como na vitória da seleção de sub-19 sobre a Áustria (2-0), para a fase de grupos do Euro 2007. É internacional desde 2005.

O Benfica defende na Luz, em jogo com início às 20h05, a vantagem de 1-0 trazida da Alemanha.

Fonte: IOL

Vítor Pereira vai ser observador dos árbitros no Arsenal x Bayern

Vítor Pereira, presidente do Conselho de Arbitragem da Federação Portuguesa de Futebol, foi nomeado pela UEFA para observar os árbitros no encontro entre o Arsenal e o Bayern Munchen.

O encontro entre os londrinos e os bávaros, a contar para a primeira mão dos oitavos-de-final da Liga dos Campeões, vai ser dirigido por Oddvar Moen, árbitro norueguês de 34 anos.

O embate entre o Arsenal e o Bayern Munchen é um dos quatro que ainda falta disputar para terminar a primeira mão, além do FC Porto x Málaga, Galatasaray x Schalke 04 e Milan x Barcelona.


Fonte: ZeroZero

segunda-feira, 18 de fevereiro de 2013

Graham Poll: «Mourinho é o Mister Charme com os árbitros»


Graham Poll, antigo árbitro internacional, revelou algumas curiosidades sobre José Mourinho, técnico português que passou pelo Chelsea, e que na opinião do ex-árbitro inglês é o «Mister Charme».
«José Mourinho é o Mister Charme com os árbitros. É mais eficiente nas competições internas, pois conhece pessoalmente cada árbitro», começou por dizer Graham Poll na sua coluna de opinião no Daily Mail.
E o que dizer de uma das primeiras medidas do técnico português quando chegou ao Chelsea? «Quando Mourinho chegou ao Chelsea em 2004, uma das primeiras coisas que fez foi convidar-me para ir ao centro de treinos do clube. Ele sabia que eu era um dos melhores árbitros do país e acabei por dirigir seis jogos da sua equipa nessa época. Foi muito charmoso e apresentou-me à equipa como o melhor árbitro da Europa.»
«Ele trabalha com tanto charme que não pensamos que ele está a trabalhar. Além disso, antes dos jogos também é sempre adorável», rematou Graham Poll a propósito do treinador português.
Fonte: Zerozero

Liga dos Campeões: árbitro inglês no FC Porto-Málaga



A UEFA anunciou neste domingo que Mark Clattenburg vai dirigir a receção do FC Porto ao Málaga, na primeira "mão" dos oitavos-de-final da Liga dos Campeões.
O árbitro inglês já se cruzou na presente temporada com o Benfica, quando a equipa da Luz perdeu em Moscovo, frente ao Spartak, por 2-1.
A partida entre FC Porto e Málaga está marcada para as 19h45 da próxima terça-feira, no Estádio do Dragão.

Fonte: Relvado

domingo, 17 de fevereiro de 2013

Conselho de Arbitragem da FPF fez primeira reunião «descentralizada»


 Conselho de Arbitragem (CA) da Federação Portuguesa de Futebol (FPF) reuniu-se hoje em Castelo Branco, “em sintonia com a política de descentralização” federativa, segundo Vítor Pereira, presidente daquele órgão.
    Imagem
Em declaração à página oficial da FPF na internet, o dirigente justificou a iniciativa: “Pretende-se que haja ainda maior proximidade entre os conselhos de arbitragem nacional e distritais (…), numa política de proximidade e procurando sinergias e intercâmbios que permitam o desenvolvimento de vários projetos, nomeadamente no que diz respeito à formação”.

Segundo Vítor Pereira, “esta primeira reunião fora de Lisboa realizou-se em Castelo Branco, como retribuição ao envolvimento que este CA teve na organização do segundo Fórum de Arbitragem”.

“O Conselho de Arbitragem de Castelo Branco interveio em parte da reunião, que foi orientada para a realidade da arbitragem local”, revelou o dirigente, afirmando que as sugestões dos albicastrenses “foram apreciadas pelo Conselho de Arbitragem nacional”.

A finalizar, Vítor Pereira anunciou que “o objetivo é prosseguir com este tipo de iniciativas”, reafirmando a “sintonia com a política de descentralização da Direção da FPF”.


sábado, 16 de fevereiro de 2013

Portátil de Vítor Pereira também foi roubado


Afinal, o computador portátil de Vítor Pereira, presidente da Comissão de Arbitragem da Liga Portuguesa de Futebol Profissional, foi igualmente roubado no último domingo.
No passado dia 10 de fevereiro, madrugada do último domingo, a sede da Federação Portugeusa de Futebol, em Lisboa, foi alvo de um assalto.
Um furto que ditou, segundo foi noticiado na altura, o roubo dos computadores portáteis de Fernando Gomes, o presidente da Federação Portuguesa de Futebol (FPF), e da assistente (assessora) do máximo dirigente da FPF.
Dias volvidos, mais concretamente esta quinta-feira ficou a saber-se que, afinal, o computador portátil de Vítor Pereira, o presidente da Liga Portuguesa de Futebol Profissional (LPFP), também foi roubado da sede da FPF, situada na Rua Alexandre Herculano, em Lisboa.
"Houve, inicialmente, a informação de que apenas tinham sido furtados os computadores do presidente da FPF e da sua secretária, mas numa segunda visita ao edifício confirmou-se o furto de um terceiro portátil, que pertence ao presidente da comissão de arbitragem [Vítor Pereira]", contou uma fonte policial à agência Lusa.

Fonte: DN Desporto

quinta-feira, 14 de fevereiro de 2013

Bikey superou Enyeama: levantou mesmo o árbitro (video)

André Bikey, jogador que passou por clubes portugueses (FC Marco, Paços de Ferreira, D. Aves e U. Leiria) superou Enyeama e conseguiu mesmo levantar o árbitro para celebrar uma vitória.

O guarda-redes da Nigéria tentou fazer isso mesmo na final da CAN mas o árbitro não o permitiu. Já Bikey, após um triunfo do seu Middlesbrough, apanhou o juíz distraído e este só reagiu quando já estava no ar.

O árbitro, saliente-se, não achou piada e Bikey teve de explicar-se. 




Garrafa atirada a Pedro Proença custa 1530 euros

O Conselho de Disciplina da Federação condenou o Benfica a pagar 1530 euros pela garrafa atirada no passado domingo a Pedro Proença na Choupana, que atingiu o árbitro depois de este expulsar Cardozo. 

A sanção enquadra-se no artigo 185.1 do Regulamento Disciplinar, explica o mapa de castigos divulgado nesta quarta-feira, que surge na secção das infrações disciplinares leves e diz o seguinte: «Sem prejuízo do disposto nos artigos anteriores, o clube cujo sócio ou simpatizante agrida qualquer das pessoas referidas no artigo 173.º, espectador ou pessoa presente dentro dos limites do complexo desportivo, antes, durante e depois da realização do jogo, é punido com a sanção de multa de montante a fixar entre um mínimo de 15 UC e o máximo de 50 UC.»

O Benfica foi sancionado com uma outra multa mais pesada também na sequência do jogo com o Nacional, mais 7 mil euros, por causa do comportamento dos adeptos em geral, com reincidência. Esta multa enquadra-se no artigo 187: «Fora dos casos previstos nos artigos anteriores, o clube cujos sócios ou simpatizantes adoptem comportamento social ou desportivamente incorrecto, designadamente através do arremesso de objectos para o terreno de jogo, de insultos ou de actuação da qual resulte danos patrimoniais ou pratiquem comportamentos não previstos nos artigos anteriores que perturbem ou ameacem perturbar a ordem e a disciplina é punido com a sanção de multa de 
montante a fixar entre o mínimo de 15 UC e o máximo de 75 UC.»

Aliás, neste mapa de castigos o Benfica é penalizado com outra sanção, de reparação de danos ao Sp. Braga na sequência da visita ao clube minhoto a 26 de janeiro, no valor de 7429 euros. Portanto, quase 16 mil euros que saem do bolso dos encarnados nesta semana.

Fonte: Mais Futebol

terça-feira, 12 de fevereiro de 2013

Argentina: Árbitro atingido por uma pedra (video)


O árbitro Mariano González não vai levar boas recordações do duelo da noite passada entre Boca Unidos e Gimnasia Esgrima de La Plata (0-1), relativo à 20.ª jornada da segunda divisão nacional da Argentina.
Aos 13 minutos da segunda parte, o árbitro foi atingido por uma pedra proveniente das bancadas. Mas recuperou e mandou seguir o jogo pouco depois.

Fonte: Relvado.pt


Pedro Proença e Jorge Sousa em jogos da Liga Europa


A UEFA nomeou os árbitros portugueses Pedro Proença e Jorge Sousa para dois jogos da primeira mão dos 16 avos de final da Liga Europa em futebol.

Pedro Proença vai apitar um dos jogos de destaque desta fase da competição europeia, o encontro entre o Tottenham de André Villas-Boas e o Lyon. Esta é a quinta vez que o juiz português apita esta época para as competições europeias, mas é a primeira referente à Liga Europa.

Jorge Sousa vai estar na partida entre o Estugarda e o Genk, naquela que é a sexta que dirige esta temporada para a Liga Europa.

Em relação à visita do Benfica a casa dos alemães do Bayer Leverkusen, a UEFA escolheu Antonio Mateu Lahoz. Esta vai ser a estreia do espanhol na arbitragem de um clube português nas competições europeias.

A primeira mão dos 16 avos de final da Liga Europa vai decorrer esta quinta-feira. A segunda mão está marcada para 21 de fevereiro.

Liga Europa: Leverkusen - Benfica com árbitro espanhol estreante


O espanhol Antonio Mateu Lahoz foi o árbitro escolhido pela UEFA para dirigir o o jogo dos 16 avos de final da Liga Europa entre o Bayer Leverkusen e o Benfica, agendado para esta quinta-feira.

Mateu Lahoz, de 35 anos, foi promovido à principal categoria de árbitro internacional apenas no ano passado, sendo esta a primeira vez que vai dirigir um jogo de equipas portuguesas nas competições europeias.
Da equipa deste árbitro espanhol fazem parte os seus compatriotas Pau Cebrian Devis, Javier Rodriguez (árbitros assistentes), Teodoro Sobrino Magan (quarto árbitro), Carlos Gómez e José Gonzalez (árbitros assistentes adicionais).
Fonte: Diário Digital

APAF sai em defesa de Pedro Proença


José Fontelas Gomes considera que o facto de o Benfica ter vencido apenas 44 por cento dos jogos dirigidos pelo árbitro de Lisboa é uma mera coincidência

Muito criticado pela polémica arbitragem realizada no Nacional-Benfica, Pedro Proença viu a Associação Portuguesa de Árbitros de Futebol (APAF) sair em sua defesa. Em declarações à TSF, José Fontelas Gomes lembrou que o árbitro de Lisboa "tanto erra lá fora como em Portugal, assim como acerta lá fora e em Portugal".
"O erro faz parte da atividade do árbitro, pois os jogadores também falham penáltis e os guarda-redes às vezes também não estão tão bem em alguns golos que sofrem. Tudo o que é humano está sujeito a erros", salientou o presidente da APAF.

Confrontado com o facto de o Benfica apenas ter vendido 44 por cento dos jogos dirigidos por Pedro Proença, José Fontelas Gomas falou em "coincidências". "Todos os árbitros estão sujeitos a este tipo de críticas. Esses números são coincidências e o Conselho de Arbitragem pode sempre apostar em qualquer árbitro", rematou.

Fonte: O Jogo

Video: A agressão mais dura da história do futebol...

Vejam um dos momentos mais dramáticos que provavelmente já aconteceu no futebol...



segunda-feira, 11 de fevereiro de 2013

Pedro Proença: "Sou um privilegiado no mundo da arbitragem"

Pedro Proença voltou a ser destaque num vídeo promocional publicado no portal da UEFA, no qual deixou uma mensagem para os árbitros mais novos.
"Aproveitem todos os momentos que tiverem para se tornarem melhores árbitros. Não tentem queimar etapas porque o sucesso, se tiverem condições para tal, chegará naturalmente", disse o português.
Proença acrescentou que "se a pessoa tiver capacidade de sofrimento, se gostar de trabalhar, se gostar de futebol e se achar que a sua personalidade se adapte a ser árbitro, que acredite que é possível chegar lá. Abracem a arbitragem como eu fiz e tenho a certeza que um dia terão sucesso", comentou.
"Parte de ser árbitro é algo que nasce connosco, mas o resto conquista-se, trabalhando. As capacidades intelectuais e a força mental que nós temos são adquiridas com a experiência, à medida que vamos fazendo jogos", afirmou.
Um "privilegiado" com esforço - Árbitro das finais da Liga dos Campeões e do Europeu do ano passado, Pedro Proença, que considerou que "ser árbitro é estar motivado para participar num espetáculo fantástico que é o futebol", admitiu ser um "privilegiado", mas destacou o seu trabalho e a sua dedicação.
"Reconheço que hoje sou um privilegiado dentro do conjunto de árbitros, mas foi com muito trabalho, muito esforço e muita dedicação, tendo deixado muita coisa para trás, que cheguei ao local onde estou", explicou.
Proença contou que a sua inspiração foi o antigo árbitro Vítor Correia, já falecido: "Um homem que eu conheci, que aprendi a admirar e que me ensinou aquilo que sou enquanto árbitro". 

Fonte: Relvado

sábado, 9 de fevereiro de 2013

Fontelas Gomes eleito presidente da APAF


José Fontelas Gomes, que encabeçava uma lista única de candidatura à presidência da Associação Portuguesa de Árbitros de Futebol (APAF), para um mandato de três anos, foi eleito sexta-feira com 169 votos favoráveis e dois brancos. 
A votação decorreu em 14 mesas espalhadas pelas cidades de Lisboa, Porto, Almada, Viana do Castelo, Fafe, Castelo Branco, Évora, Portimão, Braga, Porto de Mós, São João da Madeira, Coimbra, Tomar e Portalegre. 
Fontelas Gomes manifestou, em declarações à Agência Lusa, a sua satisfação pela «maior afluência de sempre» nas eleições para a APAF, não obstante o facto de concorrer uma única lista.
O presidente eleito destacou, após a vitória eleitoral, como prioridades da APAF as questões do policiamento dos jogos, da fiscalidade que incide sobre os rendimentos dos árbitros no âmbito das suas funções e a melhoria das condições de trabalho dos juízes das divisões inferiores.
Na questão do policiamento, Fontelas Gomes espera, através do diálogo, sensibilizar, quer a FPF quer o Ministério da Administração Interna, para este problema, que se tem agudizado nas divisões inferiores, nas quais se têm registado várias agressões a árbitros.
O novo presidente da APAF acredita que será «encontrada uma solução», sem necessidade da classe que representa «adotar medidas mais radicais».
Em relação à fiscalidade, Fontelas Gomes aludiu à taxação dupla que incide sobre o subsídio de alimentação e de quilometragem dos árbitros: «Somos taxados pela FPF quando pagamos esses serviços e quando passamos os recibos verdes, quer à FPF quer às associações distritais».
Acresce, ainda, segundo Fontelas Gomes, a preocupação com o modelo de taxação que incide sobre os jovens árbitros, modelo esse que os afasta do recrutamento numa altura em que o futebol português tanto necessita do aparecimento de novos valores.
Finalmente, Fontelas Gomes prioriza a melhoria das condições de trabalho dos árbitros das categorias inferiores e a implementação do profissionalismo, há tanto tempo discutido e prometido.
«Estamos a analisar e a trabalhar para encontrar um modelo que garanta a sustentabilidade do profissionalismo», disse Fontelas Gomes, que acredita que este será uma realidade na próxima época futebolística, envolvendo «não a totalidade dos árbitros da primeira categoria, mas, pelo menos, alguns deles».
A Direção da APAF, presidida por José Fontelas Gomes, tem como vice-presidente, Pedro Peixoto, enquanto a Mesa da Assembleia-Geral é presidida pelo árbitro portuense Artur Soares Dias e o Conselho Fiscal por António Taia. Mas é o Conselho Deontológico e Disciplinar que reúne os nomes mais sonantes, a começar por Pedro Proença, indigitado para a presidência do órgão, seguido dos árbitros Duarte Gomes (secretário), João Ferreira (vogal) e Carlos Xistra (vogal).

Fonte: Sapo Desporto

sexta-feira, 8 de fevereiro de 2013

Fontelas Gomes quer APAF "próxima dos árbitros"



O único candidato à presidência da Associação Portuguesa de Árbitros de Futebol, José Fontelas Gomes, disse esta sexta-feira que pretende que a estrutura trate todos os juízes por igual, com a segurança como prioridade.

"O objetivo principal é trabalhar com todos os árbitros, de todas as categorias e de todos os distritos, que era uma coisa que não estava a ser feita, ou pelo menos havia a perceção de que a APAF só se preocupava com os árbitros da primeira divisão", afirmou José Fontelas Gomes, em declarações à agência Lusa.

O árbitro de terceira categoria de futebol e internacional de futebol de praia protagoniza a única lista candidata à sucessão de Gustavo Sousa, no ato eleitoral vai realizar-se entre as 19 e as 23 horas, em 15 mesas de voto pelo país, tendo como objetivo aproximar a APAF dos seus associados.

"Criar as melhores condições de trabalho para os árbitros das bases, nomeadamente dos distritais, quanto ao treino, formação e segurança, que é o que nos preocupa no imediato. Mas, também queremos a reafirmação da APAF na arbitragem de uma forma mais próxima dos árbitros", frisou.

Reconhecendo que o facto de apenas uma lista se ter candidatado ao mandato que se prolonga até dezembro de 2015 poderá significar o aumento da abstenção, entre os cerca de 1.800 associados, José Fontelas Gomes pretende apenas "superar a votação anterior", na qual Gustavo Sousa foi eleito, com 129 votos a favor, registando-se quatro votos em branco e 10 nulos.

A lista de Fontelas Gomes, que integrou a anterior direção da APAF como vice-presidente e presidiu interinamente à estrutura durante a suspensão de Sousa, integra os nomes dos internacionais Pedro Proença, Duarte Gomes e Carlos Xistra para o Conselho Deontológico e Disciplinar e de Artur Soares Dias para a presidência da Mesa da Assembleia-Geral.

As eleições na APAF ocorrem depois de Gustavo Sousa ter apresentado a demissão da presidência da estrutura em 24 de novembro, após ter suspendido, entre 14 de agosto e 4 de novembro, o mandato válido até 2014, altura em que foi substituído interinamente pelo então vice-presidente José Fontelas Gomes.

Fonte: Record

quinta-feira, 7 de fevereiro de 2013

Árbitro do Gana - Burquina Faso suspenso



O árbitro que dirigiu a meia-final da CAN entre o Burquina Faso e o Gana, o tunisino Slim Jedidi, foi suspenso esta quinta-feira pela Confederação Africana de Futebol (CAF), que alegou "falta de qualidade".

"Pretendemos arbitragens com um nível superior", referiu em conferência de imprensa realizada em Joanesburgo, África do Sul, o secretário-geral da CAF, Hicham El Amrani.

Hicham El Amrani revelou que o comité organizador da CAN'2013 não pode alterar uma decisão tomada em campo pelo árbitro, a menos que este admita que errou no relatório oficial do jogo.

A suspensão de Slim Jedidi surge após o Burkina Faso ter recorrido junto da CAF do cartão vermelho mostrado a Jonathan Pitroipa frente ao Gana e que o afasta da final com a Nigéria.

A seleção do Burkina Faso garantiu a presença pela primeira vez na final de uma CAN, a disputar no domingo na África do Sul, ao eliminar o Gana, num jogo resolvido no desempate por grandes penalidades (3-2), após a igualdade 1-1 no final do prolongamento.

Jonathan Pitroipa, um dos melhores elementos do Burkina Faso, foi admoestado com dois cartões amarelos na partida com o Gana, o primeiro por mão na bola, aos 67 minutos, e o segundo por uma alegada simulação, aos 117, dentro da área, num lance muito contestado.

O responsável do Burkina Faso Gualbert Kaboré revelou que a sua federação contestou o cartão vermelho logo no final do jogo com o Gana, cumprindo o exigido pelos regulamentos, acusando o árbitro de ter sido injusto e apresentando a defesa do jogador. O selecionador do Burkina Faso, Paul Put, considerou mesmo algumas decisões do árbitro tunisino Slim Jedidi durante o encontro de "ridículas" e sustenta que não há qualquer dúvida no lance em que Pitroipa vê o cartão vermelho, que considera de forma injusta.

Fonte: Record

APAF: Condições dos árbitros para melhorar

Na lista de José Fontelas Gomes, candidato único à presidência da APAF, estão os internacionais Artur Soares Dias (presidente da AG), Pedro proença, Duarte Gomes, João Ferreira e Carlos Xistra.


José Fontelas Gomes, candidato único à presidência da Associação Portuguesa de Árbitros de Futebol (APAF), é eleito esta sexta-feira e apresenta como principal objetivo tentar melhorar as condições de trabalho dos árbitros, "nomeadaamente dos das distritais" é o grande desejo de Fontelas Gomes, que concorre a um mandato de praticamente três anos (fevereiro de 2013 a dezembro de 2015).

A Assembleia Geral eleitoral para o organismo ficou marcada para a próxima sexta-feira, dia em que 1.800 associados poderão escolher os novos corpos gerentes.

A meta de José Fontelas Gomes foi expressa logo na apresentação da sua candidatura, numa lista, cujo lema é uma "APAF de todos", que integra nomes como os internacionazis Pedro Proença, Duarte Gomes, Carlos Xistra e Artur Soares Dias (presidente da Assembleia Geral). "A nossa prioridade será melhorar as condições de trabalho dos árbitros, de modo a que estejam mais bem preparados quando chegarem às ligas profissionais", disse Fontelas Gomes, árbitro de 3ª categoria, que integrou a direção anterior da APAF como vice-presidente e é também árbitro internacional de futebol de praia.

Além desta prioridade, Fontelas Gomes referiu que dará igualmente atenção a questões como a fiscalidade e o policiamento, sendo a segunda crucial para o futuro líder da APAF. Em relação ao policiamento, admite mesmo uma tomada de posição "mais ríspida" por parte dos árbitros, caso o Governo não seja sensível aos argumentos relativamente à necessidade de "garantir a segurança" dos árbitros nos jogos de futebol.

Sobre a questão da fiscalidade, Fontelas Gomes defende que os árbitros "devem ter um regime de exceção" em matéria de cobrança de impostos dos rendimentos provenientes da atividade arbitral em função da "especificidade que a caracteriza e distingue das demais".


Fonte: O Jogo

segunda-feira, 4 de fevereiro de 2013

Definida a acta da 127ª Assembleia da IFAB



A 127ª Assembleia Geral Anual da International Football Association Board (IFAB) será realizada no sábado, dia 2 de março, em Edimburgo, na Escócia, sob a presidência da Federação Escocesa de Futebol.
Entre os itens da pauta, estará um esclarecimento sobre a interpretação da Regra 11 – Impedimento, após propostas do Departamento de Arbitragem da FIFA e do subcomitê técnico da própria Board. Este subcomitê é composto pelos respectivos diretores de arbitragem e/ou por especialistas da FIFA e das quatro federações de futebol do Reino Unido.
Outros assuntos em discussão serão o uso de sistemas eletrônicos de monitoramento de desempenho; a bola ao chão (Regra 8 – Início e reinício de jogo), após um pedido enviado pela Federação Dinamarquesa de Futebol; e um relatório de atualização sobre a Tecnologia da Linha do Gol, depois da implantação de dois sistemas na Copa do Mundo de Clube da FIFA em dezembro de 2012, no Japão.
A IFAB também tratará de seus futuros processos de consulta e tomada de decisões, além de sua futura estrutura. A autorreforma da instituição foi uma proposta derivada da concordância da FIFA com alterações significativas em sua governança, apresentadas ao Comitê Executivo da entidade no fim de março de 2012 e, subsequentemente, no Congresso da FIFA em Budapeste, em maio do ano passado.

Fonte: FIFA
Texto escrito em Português do Brasil

APAF solidária com árbitros de São Miguel



A Associação Portuguesa de Árbitros de Futebol (APAF) lamentou as agressões que Vasco Almeida e César Andrade foram alvos. Núcleo de Árbitros de Futebol de São Miguel (NAFISM) expressou total apoio aos seus associados.
 
Em comunicado enviado às redações, e tendo em conta os recentes casos de violência verificados em jogos no Porto e em Leiria, a APAF lamentou as agressões contra árbitros, tendo demonstrado ainda solidariedade com os associados de São Miguel.
"A APAF vem deste modo expressar toda a solidariedade para com os árbitros que
foram vitimas de agressões no passado fim de semana e que chegaram ao nosso
conhecimento nos campeonatos distritais das Associações Futebol do Porto e de
Leiria. São comportamentos de pessoas que não merecem, nem podem fazer parte
do futebol português e que devem ser banidos da nossa sociedade e do desporto em
particular", afirmou.
A APAF acrescentou ainda que "acontecimentos desta natureza, e com gravidade extrema ocorreram também num passado muito recente, nomeadamente em Ponta Delgada, tendo o árbitro sofrido danos graves, e que temos ajudado em tudo o que nos é possível em colaboração com o Núcleo de Árbitros de Futebol da Ilha de São Miguel, para que o prevaricador seja punido exemplarmente, tanto estes como outros casos que aqui não mencionamos, têm merecido a nossa melhor atenção".
A associação pediu ainda uma resposta "firme, célere e adequada à gravidade extrema que um acontecimento deste género requer. Por parte da APAF, tudo faremos para combater a violência no desporto, e em particular em relação às equipas de Arbitragem, estamos ao dispor dos árbitros que foram vítimas de tais atos de cobardia, para os ajudar em tudo o que necessitarem, de modo a que os culpados sejam punidos".
Quanto à NAFISM, na reunião de direção que teve lugar na passada quarta-feira, expressou o total apoio ao árbitro César Andrade, depois do Conselho de Disciplina da Associação de Futebol de Ponta Delgada ter castigado os juniores Hugo Moniz com 2 anos de suspensão e Ruben Realejo com 8 jogos.

Fonte: Açoriano Oriental

sábado, 2 de fevereiro de 2013

Vítor Pereira avança com Plano Nacional de Formação


A Comissão de Arbitragem (CA) da Federação Portuguesa de Futebol (FPF) vai lançar um Plano Nacional de Formação, que pretende dotar os juízes de conhecimentos específicos para cada um dos três níveis de atuação.

O anúncio foi feito pelo presidente da Comissão Nacional de Arbitragem da FPF, Vítor Pereira, num seminário subordinado ao tema "Dirigismo Desportivo - Fator Crítico de Sucesso no Desporto em Portugal", promovido pelo ISLA Campus Lisboa.

«O árbitro não pode ser só a pessoa que conhece as leis do jogo», advertiu Vítor Pereira, numa referência ao passado, que serviu também para justificar o lançamento de uma Academia de Arbitragem com «uma oferta formativa itinerante, que se deslocará pelo país».

Vítor Pereira sublinhou que o objetivo da formação é permitir que «o árbitro possa chegar ao topo da carreira com um manancial de conhecimentos para cada um dos seus níveis» de atuação.

Será feita uma «intervenção muito forte no eixo dos observadores», mas também no ensino de conhecimentos de técnicas e métodos para melhorar «as coisas que as pessoas sempre fizeram, embora de forma empírica».

O seminário contou com a presença do ex-presidente do Vitória de Setúbal Luís Lourenço, que classificou Vítor Pereira como «o melhor árbitro português de sempre», e do ex-técnico do Sporting José Couceiro.

Fonte: Sapo Desporto

sexta-feira, 1 de fevereiro de 2013

UEFA: Árbitros aperfeiçoam qualidades

Os estreantes tiveram a atenção merecida nos cursos de Inverno da UEFA, em que os novos árbitros mostraram entusiasmo por se reunirem com os homólogos mais velhos e aperfeiçoarem capacidades.
Os jogadores que participam na UEFA Champions League e na UEFA Europa League podem ser o centro das atenções, mas nunca se esqueçam que existe uma terceira equipa que dá o seu melhor para realizar exibições de grande nível – a equipa de arbitragem, que engloba o árbitro principal, dois árbitros assistentes, um quarto árbitro e dois árbitros assistentes adicionais (AARs), posicionados ao longo de cada linha de baliza.
Esta semana, os principais árbitros europeus tiveram a possibilidade de mostrar as suas capacidades e prepararem-se para os próximos compromissos, de clubes e de selecções, nos cursos de Inverno da UEFA, realizados em Roma, Itália. Foi um treino impressionante, não só para os árbitros de elite como também para os estreantes na lista internacional da FIFA. Outro marco importante aconteceu com o primeiro convite para a reunião endereçado às principais árbitras europeias, algumas das quais vão marcar presença no UEFA Women's EURO 2013, na Suécia, em Julho.
Os árbitros esforçam-se por alcançar a melhor qualidade possível no trabalho e nos treinos. Recebem conselhos valiosos do Comité de Arbitragem da UEFA, que engloba árbitros internacionais – muitos dos quais dirigiram jogos importantes a nível mundial – e uma equipa de peritos físicos de topo, liderada pelo belga Werner Helsen.
As sessões práticas incluíram uma abordagem reveladora e fascinante para muitos árbitros, à medida que assistiram a treino específico para árbitros assistentes adicionais, o que permitiu a alguns árbitros saberem como é trabalhar com o sistema, incluído nas Leis do Jogo no Verão passado, e que actualmente é utilizado nas principais competições europeias de clubes.
Para além do programa de treinos práticos, os árbitros analisaram vídeos de situações de jogo das competições europeias, trocaram opiniões em sessões de grupo, submeteram-se a testes médicos e físicos, bem como um teste visual, e também foram capazes de conviver socialmente e trocar experiências e opiniões – tudo isso pode revelar-se de valor incalculável para futuros trabalhos.
Para as árbitras, em particular, a oportunidade de se deslocarem até Roma constituiu um momento histórico. A iniciativa da UEFA foi recebida com agrado por parte de árbitros e árbitras, e sublinhou a importância que a UEFA atribui à arbitragem feminina – resultado do enorme avanço que o futebol feminino, como um todo, tem registado nos anos mais recentes.
"Penso que tem sido uma experiência fantástica e, definitivamente, positiva pelo facto de nos reunirmos e aprendermos uns com os outros", disse Paula Brady, da República da Irlanda, ao UEFA.com. "O futebol feminino está a crescer muito rapidamente em termos de popularidade e prestígio, e penso ser importante que a qualidade da arbitragem cresça igualmente ao mesmo ritmo. Cursos como este fornecem essa plataforma e ajudam os árbitros a darem mais passos rumo ao mais alto nível."
"O curso de Inverno tem sido uma enorme experiência", acrescentou o espanhol Carlos Del Cerro Grande. "Esta é a minha primeira vez como árbitro FIFA. Permitiu-me passar tempo com os meus colegas e aprender muitas coisas sobre arbitragem. Foi uma experiência incrível. Conhecer colegas de outros países é interessante, porque ouvimos outros pontos de vista que podem ser diferentes dos nossos."
Parte do treino em Roma demonstrou o trabalho e a preparação realizada pelos árbitros assistentes adicionais, que desempenham papel crucial na ajuda ao árbitro em relação a lances junto à linha de golo, mas também em casos que ocorrem na área, como faltas e agarrões em livres e cantos. Foi pedido aos árbitros principais para se colocarem na linha de baliza e tomarem decisões que cabem aos AARs em situações específicas – de modo a saberem o que é tomar decisões em fracções de segundo e sob pressão.
"O sistema pode apoiar o árbitro principal na tomada de decisões certas", disse Del Cerro Grande. "É uma boa maneira de melhorar a arbitragem". Brady acrescentou: "Antes, ao serviço da FIFA, já tinha alguma experiência como árbitra assistente, mas isto foi algo novo – e as novidades são boas."

Fonte: UEFA