sábado, 30 de junho de 2012

Proença "está preparadíssimo" para a final

Vaticínio de Pedro Garcia, árbitro-assistente internacional que treina e actua com Proença há mais de vinte anos.

Vítor Pereira: «Proença é sério candidato a melhor árbitro do Mundo»

A nomeação de Pedro Proença para apitar a final do Euro'2012 está a ter eco em todo Mundo, uma forma da arbitragem portuguesa também ser reconhecida, na opinião de Vítor Pereira, presidente do Conselho de Arbitragem da Federação.

"O Pedro fez uma época internacional de excelente nível. Conseguiu ter sucesso em todos os jogos e confirmou o seu bom momento de forma e competência. Nenhum árbitro português tinha apitado uma final do Campeonato da Europa. É uma época extraordinária para a arbitragem portuguesa. É o reconhecimento das instâncias internacionais dos nossos árbitros e do esforço que temos vindo a fazer", afirmou à TSF.

Na opinião de Vítor Pereira, depois da ter estado na final da Champions e agora ir marcar presença no Espanha-Itália, em Kiev, no domingo, Pedro Proença coloca-se numa boa posição entre a elite da arbitragem mundial. "A partir do momento que fez estes dois jogos, será um dos grandes candidatos a ser considerado o melhor árbitro do Mundo", concluiu.

Fonte: Record

Liga dos Campeões: Artur Soares Dias nomeado para Basel - Flora Tallinn

O árbitro internacional português, Artur Soares Dias, vai dirigir o jogo da segunda mão da segunda pré-eliminatória da Liga dos Campeões, entre o FC Basel (Suíça) e o FC Flora Tallin (Estónia), que terá lugar a 24 de Julho próximo.

Os assistentes, Rui Licínio Tavares e João Silva, bem como o quarto árbitro, Cosme Machado, completam a equipa de arbitragem lusa.

Fonte: FPF

João Ferreira apita MTK Budapeste - FK Senica para a liga Europa

João Ferreira vai dirigir o jogo da Liga Europa, entre o MTK Budapeste (Hungria) e o FK Senica (Eslováquia), agendado para o dia 5 de Julho.

A equipa de arbitragem portuguesa será constituída, ainda, pelos assistentes, António Godinho e Paulo Ramos, bem como pelo quarto árbitro, Paulo Baptista.

Fonte: FPF

Regulamento de Arbitragem para a época 2012-2013

De seguida apresentamos o regulamento de arbitragem para época 2012-2013.

sexta-feira, 29 de junho de 2012

Euro 2012: Pedro Proença na final do EURO 2012



Árbitro português é dado como o escolhido pela UEFA para dirigir o derradeiro jogo entre a Espanha e a Itália.

Depois de ter arbitrado a final da Liga dos Campeões entre o Bayern e o Chelsea esta temporada, Pedro Proença será agora nomeado pela UEFA para arbitrar a final do Campeonato da Europa, entre a Espanha e a Itália, no próximo domingo.

O português era um dos três candidatos a arbitrar a final do Euro 2012, juntamente com o inglês Howard Webb, que apitara a final do Mundial 2010, e o italiano Nicola Rizzoli, todos colocados de prevenção para o jogo decisivo, marcado para 1 de Julho, em Kiev.

Habitualmente, a UEFA retira de prova os árbitros dos países que se apuram para as meias-finais do torneio, o que não sucedeu agora com Pedro Proença e Nicola Rizzoli, naturais de dois países que vão discutir a presença na final. Mas o português ganhou a corrida ao italiano depois de Portugal ter sido eliminado (perdeu com a Espanha) e Rizzoli ter visto a Itália garantir um lugar na final ao afastar a Alemanha, na quinta-feira, na outra meia-final.

Pedro Proença já dirigiu três jogos da fase final, o último no domingo, entre a Itália e a Inglaterra, dos quartos-de-final, que os italianos venceram no desempate por grandes penalidades.

O árbitro português, de 41 anos, estreou-se na fase final do Euro 2012 a 14 de Junho, na goleada por 4-0 da Espanha, campeã europeia e mundial, sobre a República da Irlanda, na segunda jornada do Grupo C. 

A 19 de Julho, orientou o encontro entre a França e a Suécia, jogo da terceira e última jornada do Grupo D, que os escandinavos, já eliminados na altura, venceram por 2-0.

O lisboeta tem cumprido a melhor época desde que recebeu as insígnias da FIFA, em 1993, num percurso coroado, até ao momento, com a final da Liga dos Campeões, ganha pelo Chelsea ao Bayern de Munique, nas grandes penalidades.

Fonte: Público

quinta-feira, 28 de junho de 2012

Euro 2012: Se a Itália ganhar, Proença poderá apitar a final


Portugal poderá, afinal, ter um representante na final do Euro-2012. O árbitro Pedro Proença deverá ser indicado pela UEFA para dirigir a final do Campeonato da Europa, caso a Itália vença hoje a meia-final com a Alemanha.

O inglês Howard Webb, apontado como principal candidato a apitar o jogo do título, foi designado quarto árbitro do Alemanha-Itália desta quinta-feira e está, ao que tudo indica, definitivamente afastado da final. Alterações de última hora suscitadas, ai que tudo indica, pela entrada em cena do turco Cuneyt Çakir no Portugal-Espanha, da outra meia-final, que causou algum embaraço nas altas estruturas da UEFA.

A confirmar-se a presença na final, Pedro Proença terminará o Europeu da Polónia e da Ucrânia com quatro jogos depois de ter dirigido o Espanha-República da Irlanda e o Suécia-França, ambos da fase de grupos, e o Inglaterra-Itália, dos quartos de final.

Em caso de vitória da Alemanha, o italiano Nicola Rizzoli será o escolhido pela UEFA para arbitrar o encontro de atribuição do título.

Fonte: A Bola

Esclarecimento da APAF sobre AG da FPF



A APAF divulgou o seguinte esclarecimento/comunicado:
Caros Associados,

De modo a esclarecer, de vez, a posição da APAF quanto à votação na última Assembleia-geral da FPF, vem esta direção informar de que o voto da APAF foi contra, no que diz respeito a aprovação do regulamento de arbitragem da Liga, por não estar de acordo com alguns pontos que nele constam, nomeadamente o artigo 9º, ponto 3 e o artigo 13º, ao contrário do que tem vindo sendo escrito nas redes sociais.
No entanto, este regulamento foi aprovado, com 47 votos a favor, 16 abstenções e 11 votos contra.

A Direção
Fonte: APAF

FIFA ajusta teste físico para árbitros

A FIFA, entidade máxima do futebol, definiu novos critérios para a avaliação física dos árbitros espalhados pelo mundo. O chamado “novo teste físico”, adotado há alguns anos, sofreu alterações significativas este ano, principalmente com relação aos tempos exigidos nas corridas. Também houve uma categorização, de acordo com o nível dos árbitros.

O antigo teste, que consistia basicamente numa corrida de cooper de 12 minutos e series de 50 e 200 metros ficou para trás, por ser considerado obsoleto para os padrão físico atualmente exigido aos árbitros.

Desde então a FIFA adotou um novo conceito de avaliação, que consiste numa prova de 6 series de 40 metros e uma outra prova de 20 series de 150 metros, com mais 50 metros de recuperação em caminhada. Os critérios de tempo deste teste eram diferenciados apenas por função (árbitro e assistente) e sexo (masculino e feminino).

Segundo o livro de instruções da FIFA, foram criadas 4 (quatro) diferentes categorias para a prova física.

A prova de series de 40m tem os seguintes tempos de referência para os homens:


Categoria 1: máximo de 6,2 segundos para árbitros e 6,0 segundos para assistentes

Categoria 2: máximo de 6,4 segundos para árbitros e 6,2 segundos para assistentes

Categorias 3 e 4: máximo de 6,6 segundos para árbitros e 6,4 segundos para assistentes



A prova de series de 40m tem os seguintes tempos de referência para as mulheres:


Categoria 1: máximo de 6,6 segundos para árbitras e 6,4 segundos para assistentes

Categorias 2, 3 e 4: máximo de 6,8 segundos para árbitras e 6,8 segundos para assistentes


A prova de series de 150m tem os seguintes tempos de referência para os árbitros homens:

Categoria 1: corrida de 150 metros em até 30 segundos e recuperação de 50 metros em 35 segundos

Categoria 2: corrida de 150 metros em até 30 segundos e recuperação de 50 metros em 40 segundos

Categorias 3 e 4: corrida de 150 metros em até 35 segundos e recuperação de 50 metros em 40 segundos



A prova de series de 150m tem os seguintes tempos de referência para os assistentes homens:

Categoria 1: corrida de 150 metros em até 30 segundos e recuperação de 50 metros em 40 segundos

Categoria 2: corrida de 150 metros em até 30 segundos e recuperação de 50 metros em 45 segundos

Categorias 3 e 4: corrida de 150 metros em até 35 segundos e recuperação de 50 metros em 45 segundos


A prova de series de 150m tem os seguintes tempos de referência para as árbitras mulheres:

Categoria 1: corrida de 150 metros em até 35 segundos e recuperação de 50 metros em 40 segundos

Categorias 2, 3 e 4: corrida de 150 metros em até 35 segundos e recuperação de 50 metros em 45 segundos


A prova de series de 150m tem os seguintes tempos de referência para as assistentes mulheres:

Categoria 1: corrida de 150 metros em até 35 segundos e recuperação de 50 metros em 45 segundos

Categorias 2, 3 e 4: corrida de 150 metros em até 35 segundos e recuperação de 50 metros em 50 segundos


In: Refnews através de NAF Guarda

segunda-feira, 25 de junho de 2012

Euro 2012: turco Cüneyt Çakir no Portugal-Espanha

Cünet Çakir é o árbitro nomeado pela UEFA para o Portugal-Espanha das meias-finais do Euro 2012. Bahattin Duran e Tarik Ongun serão os árbitros assistentes, com Hüseyin Göcek e Bülent Yildirim na linha de fundo. O quarto árbitro será o esloveno Damir Skomina.

Este será o terceiro jogo de Çakir no Euro2012, depois do Ucrânia-Suécia e do Itália-Irlanda. O árbitro turco cruzou-se com Portugal na fase de apuramento, ao dirigir a vitória sobre a Noruega (1-0), no Estádio da Luz.

Internacional desde 2006, e promovido à «elite» da UEFA no ano passado, Çakir tem apenas 35 anos, e é uma das novas apostas do organismo europeu. O árbitro turco já dirigiu um Portugal-Espanha, na fase de grupos do Campeonato da Europa de sub-19 disputado em 2007. O jogo terminou empatado a uma bola. Em 2011 esteve no Mundial de sub-20, e dirigiu a vitória de Portugal sobre a França, nas meias-finais (2-0). 

Çakir já dirigiu também três jogos de clubes portugueses nas competições europeias. Em 2009/10 esteve no triunfo do Nacional sobre o Zenit (4-3), no «playoff» de apuramento para a Liga Europa. Na última época esteve na visita do Benfica a Old Trafford (2-2), para a Liga dos Campeões, e na receção do F.C. Porto ao Manchester City (1-2), na Liga Europa.


Fonte: Mais Futebol

Conhecidos os árbitros das meias-finais do EURO


A UEFA anunciou o nome das equipas de arbitragem que vão estar esta semana nos encontros das meias-finais do UEFA EURO 2012.

O árbitro turco Cüneyt Çakır vai dirigir a primeira semifinal, entre Portugal e Espanha, quarta-feira, em Donetsk. A seu lado vai ter os árbitros assistentes Bahattin Duran e Tarik Ongun, bem como os árbitros assistentes adicionais Hüseyin Göcek e Bülent Yildirim (todos da Turquia). O quarto-árbitro será Damir Skomina, da Eslovénia.
O francês Stéphane Lannoy foi o escolhido para arbitrar a segunda meia-final, entre Alemanha e Itália, quinta-feira, em Varsóvia. Os seus compatriotas Frédéric Cano e Michael Annonier, como árbitros assistentes, e Fredy Fautrel e Ruddy Buquet, como árbitros assistentes adicionais, completam uma equipa de arbitragem que terá o inglês Howard Webb a desempenhar as funções de quarto-árbitro.

Fonte: UEFA

Pedro Proença fica na Polónia e ainda é candidato a mais um jogo!



Ao contrário do que era inicialmente previsto, a equipa de arbitragem, liderada por Pedro Proença, ficou na Polónia, não viajando por isso hoje para Portugal, como seria expectável. A equipa de arbitragem lusa foi informada de que ficará em stand-by, sendo esta situação entendida como um prémio pelo bom trabalho realizado nos jogos que dirigiu ao longo da competição.

Na mesma situação de Pedro Proença e a sua equipa estão outros árbitros, que ao invés de regressarem, como previsto, a casa nesta fase, ficarão na Polónia.

Fonte: A Bola

Humor: Árbitro Assistente desenha círculo para sinalizar distância da barreira (Vídeo)

O auxiliar de arbitragem Altemir Hausmann protagonizou uma cena inusitada no Pacaembu, nos minutos finais do empate entre Corinthians e Santos. Ao ver que os santistas não estavam respeitando a distância de 9,15 m para a cobrança da falta, ele entrou no campo e com um spray desenhou um círculo para mostrar onde os jogadores deveriam ficar.

Veja o vídeo seguinte:
Fonte: Refnews

domingo, 24 de junho de 2012

Collina avalia como positivas as arbitragens no Euro 2012

Pierluigi Collina, chefe do departamento de arbitragem da Uefa, expressou a sua satisfação pela qualidade da arbitragem nos 24 jogos da fase de grupos do Campeonato da Europa 2012, e também elogiou os jogadores pelo seu comportamento geral no torneio até agora.

Numa opinião geral sobre os temas da arbitragem do torneio, Collina disse que o diálogo que precedeu o torneio entre os membros do Comité de Árbitros da Uefa e os jogadores e treinadores de cada selecção teve um papel importante no reduzido número de casos verificados nos jogos.

"Houve um longo período de preparação para as equipes de arbitragem em vários aspectos, que as ajudou a conseguir as melhores exibições possíveis em campo", afirmou o ex-árbitro italiano, que apitou alguns dos jogos mais importantes a nível mundial durante a sua notável carreira. "Ao longo dos últimos dois anos, o feedback que temos recebido sobre o trabalho dos árbitros tem sido muito bom. O sentimento geral do mundo do futebol tem sido bastante positivo e estamos muito satisfeitos com isso".

"Os 12 árbitros escolhidos para esta europeu estão, sem dúvida, entre os melhores da Europa", acrescentou Collina. "Depois dos primeiros 24 jogos, estamos satisfeitos com as exibições. Procuramos a consistência, algo que é sempre importante conseguir quando se está a interpretar as Leis do Jogo em campo - e, em particular, a tomar decisões relacionadas com foras-de-jogo e faltas. É preciso ser consistente e penso que  temos sido nesta competição".

Antes do torneio, membros do Comité de Árbitros da Uefa reuniram-se com jogadores e treinadores nos estágios das selecções para discutir as instruções dadas aos árbitros seleccionados para a competição. "Sentimos a necessidade de fazer com que as decisões dos árbitros sejam compreendidas pelos jogadores e treinadores, explicou Collina. "O feedback é muito positivo. O comportamento dos jogadores em campo tem sido elogiável, a nível de cooperação com os árbitros e de aceitação das decisões. Definitivamente, tem havido menos casos. Não tivemos cartões vermelhos por conduta violenta. Quero aproveitar esta oportunidade para em público, agradecer a todos os jogadores que participaram dos primeiros 24 jogos".

Collina disse que a preparação dos árbitros assistentes também progrediu nos tempos mais recentes. "No futebol moderno, o fora-de-jogo tornou-se muito importante. Decidimos dedicar mais atenção aos árbitros assistentes. Um staff de antigos árbitros assistentes trabalhou com os seleccionados antes da  competição e temos aqui antigos árbitros assistentes a trabalhar como instrutores.
Quando um árbitro assistente toma uma decisão, pode levantar a bandeira ou deixá-la em baixo. Consideramos todas as decisões tomadas pelos árbitros assistentes envolvendo uma distância de um metro a partir da linha de fora-de-jogo, com o assistente a levantar a bandeira ou a deixá-la em baixo. Tivemos 302 decisões dessas nos 24 jogos, com 289 corretas e 13 erradas. Isto representa 95,7% de acerto, e isso é um grande resultado.
Mais importante ainda, 19 golos foram marcados numa decisão muito positiva tomada pelo árbitro assistente, ao deixar a bandeira em baixo. Estamos muito satisfeito com as exibições dos árbitros assistentes.
Os 31 jogos na Polónia e Ucrânia estão sendo dirigidos por um árbitro, dois árbitros assistentes e um quarto árbitro, auxiliados por dois árbitros assistentes adicionais, bem como um árbitro assistente suplente. Os árbitros assistentes adicionais estão posicionados junto à linha de golo, no contexto de uma experiência em curso, autorizada pelo International Board, centrando atenções em particular nos jogadores dentro das áreas.
Numa avaliação geral, os assistentes adicionais contribuíram 16 vezes nos 24 jogos para decisões tomadas pelos árbitros, referiu Collina. Entre estas, houve três situações de golos validados ou não. Duas dessas decisões foram absolutamente corretas e a terceira foi, infelizmente, errada. Foi um erro humano cometido por um ser humano. Foi o único problema que tivemos nesta experiência, num número alargado de jogos da Uefa Champions League, Uefa Europa League e no Campeonato da Europa 12. Temos dado o nosso melhor para que esta experiência funcione, e estamos a treinar muito os árbitros assistentes adicionais, preparando-os para estas situações que podem acontecer".

Fonte: Apitodo Bicudo

Escolhidos os árbitros para a fase Final do Campeonato da Europa de Sub-19 de 2011/12


Se seguida apresentamos os árbitros escolhidos para estarem presentes na fase Final do Campeonato da Europa de Sub-19 de 2011/12.
O campeonato será disputado na Estónia entre 3 e 15 de Julho 2012.

Árbitros:
Alain Bieri, SUI
Vadims Direktorenko, LVA
Kenn Hansen, DEN
Arnold Hunter, NIR
Danny Makkelie, NED
Paolo Valeri, ITA

Árbitros Assistentes:
Anatolie Bodean, MDA
Yves de Neve, BEL
Ivo Kolev, BUL
Aleksei Lebedev, RUS
Tomasz Listkiewicz, POL
Stefan Lupp, GER
Marco Tropeano, LUX
Dmitry Zhuk, BLR

Quartos-Árbitros:
Kristo Tohver, EST
Eiko Saar, EST

Fonte: footballrefereeing

sábado, 23 de junho de 2012

Pedro Proença despede-se do Euro 2012

Com a qualificação portuguesa para as meias-finais do Euro 2012, depois do triunfo desta quinta-feira sobre a Rep. Checa (1-0), Pedro Proença despede-se da competição.

O juiz português, que dirige o Inglaterra-Itália no domingo, já não pode ser o escolhido para dirigir meias-finais e final, uma vez que a UEFA não permite que continuem em prova árbitros da mesma nacionalidade dos semifinalistas.

Fonte: Record

Kassai reconhece erro no golo não validado à Ucrânia

O árbitro Viktor Kassai reconheceu que errou ao não validar um golo à Ucrânia, na derrota frente à Inglaterra (1-0), em jogo da terceira jornada do Grupo D do Euro2012 de futebol.

«Depois do jogo, observámos e avaliámos a situação: constatámos que cometemos um erro. A nossa profissão é cruel, porque podemos tomar 199 boas decisões, mas uma errada pode ser fatal», afirmou o juiz.

Kassai garantiu que a sua equipa de arbitragem está «muito desiludida», aceitando por isso que tenham sido excluídos da segunda fase do Euro2012.

Viktor Kassai não validou um golo à Ucrânia, depois de um remate de Devic ter sido cortado por John Terry já no interior da baliza, quando os ingleses venciam por 1-0.

Na quarta-feira, o coordenador de arbitragem da UEFA, Pierluigi Collina, admitiu que o árbitro tinha «errado».

«Foi cometido um erro. Gostava que não tivesse sido cometido, mas foi. Os árbitros são seres humanos e os seres humanos cometem erros», reconheceu o dirigente italiano.

Fonte: Sapo Desporto

FPF aprovou recurso a árbitros estrangeiros nos escalões profissionais

O recurso a árbitros estrangeiros nos escalões profissionais, que se encontra referido no regulamento de arbitragem da Liga, foi aprovado em assembleia geral extraordinária da Federação Portuguesa de Futebol (FPF).

Com um resultado de com 47 votos a favor, 16 abstenções e 11 contra, o documento, que esclarece normas, condutas, direitos, deveres e critérios organizacionais, prevê no Artigo 9, ponto 3, a utilização de “árbitros e árbitros assistentes inscritos em federações estrangeiras [com a categoria equivalente aos portugueses] com as quais a FPF estabeleça contrato tendo por objecto o intercâmbio de serviços em condições de paridade”.

Este artigo coloca “preto no branco” a proposta já defendida pela Liga no final do campeonato nacional, que terminou em Maio.

De fora da votação ficou o regulamento de disciplina da Liga já que o organismo que tutela o futebol profissional irá votar a 28 de Junho um outro documento pelo que, na opinião do Conselho de Justiça da FPF, não fazia sentido ratificar uma proposta que dentro de dias ficaria “ultrapassada”. “Foi pedido ao presidente da Liga que retirasse a proposta. Ele não a retirou. Juridicamente terá as suas razões e acabou por ver votada a sua retirada. Ainda há tempo útil para o novo regulamento ser aprovado”, garantiu Elísio Carneiro, vice-presidente da FPF.

Antes desta assembleia geral extraordinária, foi votado o orçamento da FPF para a temporada 2012-13, que prevê uma redução de sensivelmente oito milhões de euros, sendo que esta não afectará os escalões “amadores”. Está ainda previsto um apoio de 150 mil euros para o futebol feminino.

Segundo Elísio Carneiro, apesar de a FPF não poder contar com um eventual prémio de apuramento para uma competição internacional, uma vez que não existe nenhuma grande competição internacional em 2012-13, as contas estão controladas devido a uma “racionalização entre as despesas e as receita”.

“No próximo ano há três jogos do ciclo mundial e um encontro particular. Por isso não haverá prémios de acesso a uma grande competição internacional. Equilibrou-se o orçamento racionalizando-se condutas e despesas. Diminuímos o orçamento de 41 para 33 milhões. Não afecta o futebol não profissional. Aí não haverá cortes. Os torneios interassociações vão realizar-se. Vamos ainda atribuir 200 mil euros para o futebol de paia e 150 mil euros para a promoção do futebol feminino”, concluiu o responsável.

Fonte: Publico

Nomeações completas para os quartos de final do EURO 2012

De seguida apresentamos as nomeações completas (para os jogos já disputados e que ainda vão ser disputados)  para os jogos dos quartos de final do EURO 2012.


21 de Junho
Republica Checa - Portugal
Árbitro: Howard Webb (ENG)
Árbitro assistente 1: Michael Mullarkey (ENG)
Árbitro assistente 2: Sander van Roekel (NED)
Árbitro assistente adicional 1: Martin Atkinson (ENG)
Árbitro assistente adicional 2: Mark Clattenburg (ENG)
Quarto árbitro: Jonas Eriksson (SWE)
Árbitro Assistente de Reserva: Stefan Wittberg (SWE)


22 de Junho
Alemanha - Grécia
Árbitro: Damir Skomina (SVN)
Árbitro assistente 1: Primož Arhar (SVN)
Árbitro assistente 2: Matej Žunic (SVN)
Árbitro assistente adicional 1: Slavko Vincic (SVN)
Árbitro assistente adicional 2: Matej Jug (SVN)
Quarto árbitro: Stéphane Lannoy (FRA)
Árbitro Assistente de Reserva: Frédéric Cano (FRA)


23 de Junho
Espanha - França
Árbitro: Nicola Rizzoli (ITA)
Árbitro assistente 1: Renato Faverani (ITA)
Árbitro assistente 2: Andrea Stefani (ITA)
Árbitro assistente adicional 1: Gianluca Rocchi (ITA)
Árbitro assistente adicional 2: Paolo Tagliavento (ITA)
Quarto árbitro: Craig Thomson (SCO)
Árbitro Assistente de Reserva: Alasdair Ross (SCO)


24 de Junho
Inglaterra - Itália
Árbitro: Pedro Proença (POR)
Árbitro assistente 1: Bertino Miranda (POR)
Árbitro assistente 2: Ricardo Santos (POR)
Árbitro assistente adicional 1: Manuel De Sousa (POR)
Árbitro assistente adicional 2: Duarte Gomes (POR)
Quarto árbitro: Cüneyt Çakir (TUR)
Árbitro Assistente de Reserva: Bahattin Duran (TUR)

Fonte: UEFA

FPF - Classificações Finais Árbitros e Observadores Época 2011/2012

O Conselho Arbitragem da Federação Portuguesa de Futebol comunicou as classificações finais dos árbitros e observadores relativos à época 2011/2012.

Classificações Futebol Profissional:


Classificações Futebol Não Profissional:


Classificações Futsal:


Fonte: FPF 

quarta-feira, 20 de junho de 2012

Euro 2012: Howard Webb no Portugal - Rep. Checa



Howard Webb foi árbitro escolhido para dirigir o jogo dos quartos de final do Euro'2012 entre Portugal e a Rep. Checa. Pedro Proença vai dirigir, domingo, o Inglaterra-Itália.

O inglês arbitrou, em novembro de 2011, o Bósnia-Herzegovina- Portugal , referente à 1.ª mão do playoff de apuramento para o Euro'2012.

Howard Webb tornou-se árbitro FIFA em 2005, tendo feito a sua estreia internacional num encontro particular entre as seleções de Portugal e da Irlanda do Norte, que terminou empatado 1-1.

O juiz inglês dirigiu, em 2010, a final da Liga dos Campeões entre o Inter de Mourinho e o Bayern Munique, assim como a final do Mundial da África do Sul entre Espanha e Holanda.

Na última edição da Liga dos Campeões esteve na receção do Benfica ao Zenit.

Fonte: Record

Euro 2012: Pedro Proença dirige Inglaterra - Itália


O português Pedro Proença foi escolhido pela UEFA para arbitrar o jogo Inglaterra-Itália, para os quartos-de-final do Euro 2012.

Depois de dirigir o Espanha–República da Irlanda e Suécia–França, Pedro Proença foi escolhido para arbitrar o seu terceiro encontro na prova.

sábado, 16 de junho de 2012

Nomeações EURO 2012 (18-19/6/2012)

A UEFA já disponibilizou as nomeações para os jogos a disputar entre os dias 18 e 19 de Junho.

Grupo C, 18 Junho 2012, 20:45CET (20:45 Hora local)
Croácia – Espanha
Árbitro: Wolfgang Stark (GER, photo)
Árbitro Assistente 1: Jan-Hendrik Salver (GER)
Árbitro Assistente 2: Mike Pickel (GER)
Árbitro Assistente Adicional 1: Florian Meyer (GER)
Árbitro Assistente Adicional 2: Deniz Aytekin (GER)
Quarto Árbitro: Richard Liesveld (NED)
Árbitro Assistente de Reserva: Sander van Roekel (NED)


Grupo C, 18 Junho 2012, 20:45CET (20:45 Hora local)
Itália – República da Irlanda
Árbitro: Cuneyt Cakir (TUR)
Árbitro Assistente 1: Bahattin Duran (TUR)
Árbitro Assistente 2: Tarik Ongun (TUR)
Árbitro Assistente Adicional 1: Huseyin Gocek (TUR)
Árbitro Assistente Adicional 2: Bulent Yildirim (TUR)
Quarto Árbitro: Viktor Shvetsov (UKR)
Árbitro Assistente de Reserva: Oleksandr Voytyuk (UKR)


Grupo D, 19 Junho 2012, 20:45CET (21:45 Hora local)
Inglaterra  – Ucrânia
Árbitro: Viktor Kassai (HUN)
Árbitro Assistente 1: Gabor Eros (HUN)
Árbitro Assistente 2: Gyorgy Ring (HUN)
Árbitro Assistente Adicional 1: Istvan Vad (HUN)
Árbitro Assistente Adicional 2: Tamas Bognar (HUN)
Quarto Árbitro: Tom Harald Hagen (NOR)
Árbitro Assistente de Reserva: Damien MacGraith (IRL)


Grupo D, 19 Junho 2012, 20:45CET (21:45 Hora local)
Suécia  – França
Árbitro: Pedro Proenca (POR)
Árbitro Assistente 1: Bertino Miranda (POR)
Árbitro Assistente 2: Ricardo Santos (POR)
Árbitro Assistente Adicional 1: Manuel de Sousa (POR)
Árbitro Assistente Adicional 2: Duarte Gomes (POR)
Quarto Árbitro: Pol van Boekel (NED)
Árbitro Assistente de Reserva: Erwin Zeinstra (NED)

Fonte: UEFA

Pedro Proença nomeado para o Suécia-França

O árbitro português foi nomeado para dirigir aquele que será o seu segundo jogo no Euro-2012. Depois de ter estado na partida da passada quinta-feira entre Espanha e República da Irlanda (4-0), Pedro Proença foi agora escolhido pela UEFA para apitar o Suécia-França, marcado para terça-feira.

Pedro Proença, que está acompanhado por Bertino Miranda, Ricardo Santos, Manuel Sousa e Duarte Gomes, vê assim cumprido o seu objetivo inicial para esta competição: dirigir, pelo menos, dois encontros no Euro-2012.

A partir de agora tudo dependerá também do que a Seleção Nacional vier a conseguir na competição.

A equipa de arbitragem é constituida pelos seguintes elementos:

Grupo D, 19 Junho 2012, 20:45CET (21:45 Hora local)
Suécia  – França
Árbitro: Pedro Proenca (POR)
Árbitro Assistente 1: Bertino Miranda (POR)
Árbitro Assistente 2: Ricardo Santos (POR)
Árbitro Assistente Adicional 1: Manuel de Sousa (POR)
Árbitro Assistente Adicional 2: Duarte Gomes (POR)
Quarto Árbitro: Pol van Boekel (NED)
Árbitro Assistente de Reserva: Erwin Zeinstra (NED)

Fonte: A Bola / Renascença

sexta-feira, 15 de junho de 2012

Pedro Proença derruba jogador irlandês (Video)

Sanção Disciplinar? :-)

Nomeações EURO 2012 (14-17/6/2012)

A UEFA já disponibilizou as nomeações para os jogos a disputar entre os dias 14 e 17 de Junho.

Grupo C, 14 Junho, 18:00 CET, Poznán (POL)
Itália - Croácia
Árbitro: Howard Webb (ENG)
Árbitro Assistente 1: Mike Mullarkey (ENG)
Árbitro Assistente 2: Peter Kirkup (ENG)
Árbitro Assistente Adicional 1: Martin Atkinson (ENG)
Árbitro Assistente Adicional 2: Mark Clattenburg (ENG)
Quarto Árbitro: Pavel Kralovec (CZE)
Árbitro Assistente de Reserva: Roman Slyško (SVK)


Grupo C, 14 Junho, 20:45 CET, Gdansk (POL)
Espanha - República da Irlanda
Árbitro: Pedro Proença (POR)
Árbitro Assistente 1: Bertino Miranda (POR)
Árbitro Assistente 2: Ricardo Santos (POR)
Árbitro Assistente Adicional 1: Manuel de Sousa (POR)
Árbitro Assistente Adicional 2: Duarte Gomes (POR)
Quarto Árbitro: Marcin Borski (POL)
Árbitro Assistente de Reserva: Marcin Borkowski (POL)


Grupo D, 15 Junho, 18:00 CET, Donezk (UKR)
Ucrânia - França
Árbitro: Björn Kuipers (NED)
Árbitro Assistente 1: Sander van Roekel (NED)
Árbitro Assistente 2: Erwin Zeinstra (NED)
Árbitro Assistente Adicional 1: Pol van Boekel (NED)
Árbitro Assistente Adicional 2: Richard Liesveld (NED)
Quarto Árbitro: Tom Harald Hagen (NOR)
Árbitro Assistente de Reserva: Damien Macgraith (IRL)


Grupo D, 15 Junho, 20:45 CET, Kyiv (UKR)
Suécia - Inglaterra
Árbitro: Damir Skomina (SVN)
Árbitro Assistente 1: Primož Arhar (SVN)
Árbitro Assistente 2: Matej Žunic (SVN)
Árbitro Assistente Adicional 1: Matej Jug (SVN)
Árbitro Assistente Adicional 2: Slavko Vincic (SVN)
Quarto Árbitro: Florian Meyer (GER)
Árbitro Assistente de Reserva: Jan-Hendrik Salver (GER)


Grupo A, 16 Junho 2012, 20:45 CET, Warsaw (POL)
Grécia - Rússia
Árbitro: Jonas Eriksson (SWE)
Árbitro Assistente 1: Stefan Wittberg (SWE)
Árbitro Assistente 2: Mathias Klasenius (SWE)
Árbitro Assistente Adicional 1: Markus Strömbergsson (SWE)
Árbitro Assistente Adicional 2: Stefan Johannesson (SWE)
Quarto Árbitro: Hüseyin Göçek (TUR)
Árbitro Assistente de Reserva: Bahattin Duran (TUR)


Grupo A, 16 Junho 2012, 20:45 CET, Wroclaw (POL)
República - Polónia
Árbitro: Craig Thomson (SCO)
Árbitro Assistente 1: Alasdair Ross (SCO)
Árbitro Assistente 2: Derek Rose (SCO)
Árbitro Assistente Adicional 1: William Collum (SCO)
Árbitro Assistente Adicional 2: Euan Norris (SCO)
Quarto Árbitro: Fredy Fautrel (FRA)
Árbitro Assistente de Reserva: Frédéric Cano (FRA)


Grupo B, 17 Junho 2012, 20:45 CET, Lviv (UKR)
Dinamarca - Alemanha
Árbitro: Carlos Velasco Carballo (ESP)
Árbitro Assistente 1: Roberto Alonso Fernández (ESP)
Árbitro Assistente 2: Juan Carlos Yuste Jiménez (ESP)
Árbitro Assistente Adicional 1: David Fernández Borbalán (ESP)
Árbitro Assistente Adicional 2: Carlos Clos Gómez (ESP)
Quarto Árbitro: Mark Clattenburg (ENG)
Árbitro Assistente de Reserva: Peter Kirkup (ENG)


Grupo B, 17 Junho, 20:45 CET, Kharkiv (UKR)
Portugal - Holanda
Árbitro: Nicola Rizzoli (ITA)
Árbitro Assistente 1: Renato Faverani (ITA)
Árbitro Assistente 2: Andrea Stefani (ITA)
Árbitro Assistente Adicional 1: Gianluca Rocchi (ITA)
Árbitro Assistente Adicional 2: Paolo Tagliavento (ITA)
Quarto Árbitro: Martin Atkinson (ENG)
Árbitro Assistente de Reserva: Mike Mullarkey (ENG)

Fonte: UEFA

Italiano, Nicola Rizzoli, arbitra o Portugal-Holanda

O italiano Nicola Rizzoli vai arbitrar o jogo entre as seleções de Portugal e Holanda, da terceira jornada do Grupo B do Euro'2012, na cidade ucraniana de Kharkiv, no domingo, às 21 e 45 locais (19 e 45 em Lisboa).

Segundo o site da UEFA, o arquiteto, de 40 anos, vai arbitrar o seu segundo encontro na fase final do Europeu, que está a ser disputado na Polónia e na Ucrânia, depois de ter dirigido o empate a um golo entre França e Inglaterra, da primeira jornada do Grupo D.

O italiano, natural de Bolonha e internacional desde 2007, apitou a derrota da seleção portuguesa na Dinamarca por 2-1, a 11 de Outubro de 2011, que relegou a equipa das "quinas" para o play-off de apuramento para o Euro'2012.

Rizzoli dirigiu também vitória sofrida do Sp. Braga no terreno dos espanhóis do Sevilha por 4-3, em jogo dos play-offs da Champions, num encontro que ditou o apuramento dos bracarenses para a fase de grupos.

Antes, o italiano já tinha apitado a vitória do Sporting frente aos suíços do Basileia por 2-0, na fase de grupos da Liga dos Campeões de 2008/09, e, na edição seguinte, o triunfo caseiro do FC Porto frente ao Atlético de Madrid, pelo mesmo resultado, igualmente na fase de grupos.

Portugal e Holanda defrontam-se no domingo, em jogo da terceira e última jornada do "grupo da morte", ao mesmo tempo que a Alemanha joga com a Dinamarca, em Lviv, num encontro que vai ser arbitrado pelo espanhol Carlos Velasco Carballo.

A equipa de arbitragem é constituida pelos seguintes elementos:

Portugal - Holanda
Árbitro: Nicola Rizzoli (ITA)
Árbitro Assistente 1: Renato Faverani (ITA)
Árbitro Assistente 2: Andrea Stefani (ITA)
Árbitro Assistente Adicional 1: Gianluca Rocchi (ITA)
Árbitro Assistente Adicional 2: Paolo Tagliavento (ITA)
Quarto Árbitro: Martin Atkinson (ENG)
Árbitro Assistente de Reserva: Mike Mullarkey (ENG)

Fonte: Record / UEFA

terça-feira, 12 de junho de 2012

Euro 2012: Pedro Proença apita o Espanha - Rep. Irlanda



O árbitro português Pedro Proença vai estrear-se no Euro-2012 de futebol no encontro entre a campeã Espanha e a República da Irlanda, na quinta-feira (19h45), em Gdansk, na Polónia, na 2ª jornada do Grupo C.  
Esta será a estreia do português em grandes competições internacionais, numa temporada em que já dirigiu a final da Liga dos Campeões, entre o Chelsea e o Bayern de Munique.  
Na Arena de Gdansk, Pedro Proença será coadjuvado pelos compatriotas Ricardo Santos e Bertino Miranda (árbitros assistentes), Jorge Sousa e Duarte Gomes (árbitros adicionais) e o polaco Marcin Borski (quarto árbitro). 

Decisão sobre tecnologia sairá em 4 semanas

Daqui a quatro semanas, no dia 5 de julho, a International Football Association Board se reunirá em Zurique para uma assembleia especial. Em um momento histórico, a entidade de 127 anos de idade anunciará se aprovou em princípio a introdução da tecnologia da linha do gol.

Depois de nove meses de avaliações na Inglaterra, Alemanha, Hungria e Itália, ainda permanecem os sistemas de duas empresas: Hawk-Eye e GoalRef. Na véspera do dia que encerrará a segunda fase de testes, a GoalRef passou hoje por avaliações práticas na sede do clube alemão Nuremberg. Os testes de barreira de impacto foram monitorados não apenas por Rolf Staempli e Michael Koster do instituto independente EMPA, mas também por um grande grupo de jornalistas alemães e suíços.

A avaliação de impacto é somente um elemento da rigorosa análise da EMPA. Posicionada a seis metros do gol, uma máquina arremessa bolas na direção de uma barreira com dimensões semelhantes às de um goleiro (1,90 m de altura). Com o objetivo de determinar a precisão dinâmica da tecnologia, a barreira começa na frente da linha do gol e depois é movida gradualmente para trás, até estar finalmente atrás da linha.

A bola bate na barreira de impacto em velocidades entre 50 e 120 km/h, com câmeras de alta definição verificando se ela cruzou a linha ou não. Se o arremesso resulta em gol, um sinal vibratório e visual é enviado em menos de um segundo ao relógio dos avaliadores.

O gerente de comunicação e relações públicas da GoalRef, Rene Dunkler, explicou o sistema aos jornalistas presentes e para o FIFA.com. "O nosso sistema funciona em cada meta, com dez antenas plastificadas montadas nos postes e no travessão. Parcialmente abaixo do solo, um transmissor está conectado a um processador. Três bobinas eletrônicas ficam dentro da bola, entre a bexiga e os painéis. Quando a bola entra no gol, o sistema de antenas é ativado e movimenta o processador. Assim que o campo magnético é cruzado, sinalizando um gol, um sinal de radiofrequência sem fio é transmitido ao relógio do árbitro. Acreditamos que podemos fazer tudo isso em menos de meio segundo."

"Imagine um lago sem vento, com a água completamente parada", prosseguiu, fazendo uma comparação. "Então, se começa a chover, o primeiro pingo perturba a superfície da água. Ao atravessar o campo magnético, a bola 'perturba' o nosso sistema, e nós podemos identificar que ela cruzou a linha do gol." Os testes em Nuremberg continuarão nesta noite sob luz artificial e serão concluídos amanhã em um jogo-treino.


"Ao atravessar o campo magnético, a bola "perturba" o nosso sistema, e nós podemos identificar que ela cruzou a linha do golo"

Rene Dunkler, gerente de comunicação e relações públicas da GoalRef


Do handebol ao futebol
A dinamarquesa GoalRef se originou de um sistema desenvolvido para a Federação Internacional de Handebol. Inicialmente com progresso limitado por causa da falta de apoio financeiro, ela começou a trabalhar com a organização alemã Fraunhofer IIS em 2011 e entrou na primeira fase de testes já em fevereiro do ano passado. A Fraunhofer agora é a principal parceira dos inventores da tecnologia. A empresa também está atualmente estudando soluções para aplicação em futsal e showbol.

"A Fraunhofer IIS faz parte de uma organização com 60 diferentes institutos, e todos nós somos organismos de pesquisa aplicada", explicou Ingmar Bretz, chefe de projeto da GoalRef. "Desenvolvemos produtos e depois os licenciamos. Também trabalhamos com desenvolvimento de produtos, desenvolvendo tecnologias para diferentes empresas. Um dos nossos mais conhecidos sucessos é o MP3, que foi desenvolvido na nossa sede em Erlangen."


Fonte: FIFA

FPF - Desmentido de notícia no jornal Record

Perante a notícia publicada na edição deste sábado do jornal Record, com o título "Árbitros Sem Avaliação" vem o Presidente do Conselho de Arbitragem da Federação Portuguesa de Futebol, Vítor Pereira, proceder ao seu desmentido total.

A notícia em causa não tem qualquer fundamento. Nenhuma proposta no sentido da não observação de árbitros e consequente não avaliação dos mesmos foi feita pelo Presidente do Conselho de Arbitragem da Federação Portuguesa de Futebol na Assembleia Geral da Liga.

Por consequência, não houve nem discussão nem votação de tal proposta que, se existisse, nos termos descritos como se fossem verdade na notícia do jornal Record, mereceriam a absoluta reprovação do Presidente do Conselho de Arbitragem da FPF.

Relembra o Presidente do Conselho de Arbitragem da FPF que a competência sobre esta matéria não é sequer da Assembleia Geral da Liga mas da secção de classificações do Conselho de Arbitragem da FPF.

O Presidente do Conselho de Arbitragem da FPF lamenta ainda que a notícia em causa tenha sido publicada sem o jornal o ter  consultado ou os serviços da Federação Portuguesa de Futebol, facto que, como se prova, bastaria para que a informação aos leitores não fosse tão grosseiramente errada.
Fonte: FPF

Árbitro escocês Craig Thompson nomeado para jogo entre Dinamarca e Portugal

O árbitro do próximo jogo de Portugal, frente à Dinamarca, é o escocês Craig Thompson. Advogado e árbitro internacional desde 2003, já se cruzou no caminho de equipas portuguesas. Esta época dirigiu o encontro da fase de grupos da Liga dos Campeões entre o Shakhtar Donetsk e o FC Porto.

A equipa de arbitragem é constituída pelos seguintes elementos: 

Dinamarca - Portugal
Árbitro: Craig Thomson (SCO)
Árbitro assistente 1: Alasdair Ross (SCO)
Árbitro assistente 2: Derek Rose (SCO)
Árbitro assistente adicional 1: William Collum (SCO)
Árbitro assistente adicional 2: Euan Norris (SCO)
Quarto árbitro: Viktor Shvetsov (UKR)

Nomeações EURO 2012 (12-13/6/2012)

A UEFA já disponibilizou as nomeações para os jogos a disputar entre os dias 12 e 13 de Junho.

12 de Junho


Grupo A
Polonia - Russia
Árbitro: Wolfgang Stark (GER)
Árbitro assistente 1: Jan-Hendrik Salver (GER)
Árbitro assistente 2: Mike Pickel (GER)
Árbitro assistente adicional 1: Florian Meyer (GER)
Árbitro assistente adicional 2: Deniz Aytekin (GER)
Quarto árbitro: István Vad (HUN)

Grupo A
Grécia - Rep. Checa
Árbitro: Stéphane Lannoy (FRA)
Árbitro assistente 1: Frédéric Cano (FRA)
Árbitro assistente 2: Michael Annonier (FRA)
Árbitro assistente adicional 1: Fredy Fautrel (FRA)
Árbitro assistente adicional 2: Ruddy Buquet (FRA)
Quarto árbitro: Matej Jug (SVN)

13 de Junho

Grupo B
Holanda - Alemanha
Árbitro: Jonas Eriksson (SWE)
Árbitro assistente 1: Stefan Wittberg (SWE)
Árbitro assistente 2: Mathias Klasenius (SWE)
Árbitro assistente adicional 1: Markus Strömbergsson (SWE)
Árbitro assistente adicional 2: Stefan Johannesson (SWE)
Quarto árbitro: Tom Harald Hagen (NOR)

Grupo B
Dinamarca - Portugal
Árbitro: Craig Thomson (SCO)
Árbitro assistente 1: Alasdair Ross (SCO)
Árbitro assistente 2: Derek Rose (SCO)
Árbitro assistente adicional 1: William Collum (SCO)
Árbitro assistente adicional 2: Euan Norris (SCO)
Quarto árbitro: Viktor Shvetsov (UKR)

Fonte: UEFA

sexta-feira, 8 de junho de 2012

Campanha "Respeito no EURO" lançada


Michel Platini, Presidente da UEFA, a lenda holandesa Clarence Seedorf e o famoso ex-árbitro italiano Pierluigi Collina juntaram forças em Varsóvia, esta quarta-feira, no lançamento da campanha Respeito da UEFA para o UEFA EURO 2012, na Polónia e na Ucrânia.
Respeito, o programa de responsabilidade social da UEFA, foi criado em 2008 e tem como objectivo auxiliar comunidades locais, resolver problemas sociais e desenvolver os conceitos de unidade e respeito por todos os géneros, raças e religiões.
O projecto Respeito para o UEFA EURO 2012 recebeu uma contribuição financeira da UEFA de cerca de três milhões de euros e envolve quatro missões principais: o empenho da UEFA no combate ao racismo (Respeito pela Diversidade), melhoria do acesso a adeptos com deficiências (Respeito pela Inclusão), promoção da saúde através da actividade física (Respeito pela Saúde) e incremento do diálogo intercultural entre adeptos e cidades-sede (Respeito pela Cultura do Adepto)
A UEFA também está a promover o ideal do Respeito no UEFA EURO 2012 através de uma iniciativa de troca de camisolas, na qual diversas estrelas do futebol, incluindo Seedorf e Collina, actuam como embaixadores. Ligando a campanha Respeito com a troca de camisolas, o organismo que tutela o futebol europeu espera fazer uma conexão com jogadores e adeptos, e encorajar toda a gente a fazê-lo como sinal de respeito pela diversidade.
A campanha, destinada a jogadores, dirigentes, adeptos e a uma larga audiência televisiva, terá visibilidade num anúncio de TV de 30 segundos, que passará em todos os países europeus no intervalo dos jogos, nas fan zones e nos ecrãs gigantes dos estádios. Para além disso, a campanha também chegará aos adeptos "online" através de um "site" em nove idiomas.
"É um grande prazer e uma enorme honra participar em conjunto com a UEFA numa campanha tão importante", disse Seedorf. "Sempre promovi estes temas de forma positiva e tentei agir com os valores certos durante a minha carreira. Penso que Respeito é a palavra exacta do que é preciso e o futebol pode ser uma ferramento para ajudar a lutar contra estes problemas."
"Há muitos significados para o respeito, dentro e fora do campo", acrescentou Collina. "Respeito e confiança entre jogadores e árbitros, que facilita o trabalho destes, ou respeito dos jogadores pelos adeptos. Respeito é o único caminho para um futuro brilhante do futebol."
Platini aproveitou a oportunidade para reiterar a política de tolerância zero da UEFA em relação ao racismo, em particular. O presidente da UEFA destacou que, na sequência da aprovação da medida pelo Comité Executivo, os árbitros têm agora o poder de suspender ou terminar um jogo se se verificarem incidentes racistas.

Fonte: UEFA